Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TECNOLOGIA

Redmi Note 8 melhorado: Xiaomi relança celular de 2019 por menos de R$ 900

Publicados

em

Redmi Note 8 (2021) é lançado pela Xiaomi com câmera quádrupla de 48 MP
Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 8 (2021) é lançado pela Xiaomi com câmera quádrupla de 48 MP

A Xiaomi anunciou nesta terça-feira (25) o lançamento do Redmi Note 8 (2021) , uma nova versão do celular de sucesso que começou a ser vendido em 2019. O intermediário mantém quase todas as especificações, mas troca o processador e traz um avanço no sistema operacional. Confira nosso review do Redmi Note 8 .

Em 2019, o Redmi Note 8 foi lançado com o processador Snapdragon 665, da Qualcomm . Agora, a versão de 2021 traz o Helio G85, da MediaTek . De acordo com a Xiaomi , a mudança traz “um desempenho estelar completo para uso diário”.

A tela de 6,3 polegadas com resolução Full HD+, notch e bordas reduzidas foram mantidos. O conjunto de câmeras , que foi destaque na versão de 2019, também continua o mesmo:

  • Câmeras traseiras: principal de 48 MP + ultrawide de 8 MP + macro de 2 MP + sensor de profundidade de 2 MP.
  • Câmera frontal: 13 MP.

A memória RAM continua com 4 GB, e o Redmi Note 8 é comercializado com opções de armazenamento de 64 GB e 128 GB. A bateria permanece com 4.000 mAh, e o carregador vem na caixa. Já no lançamento, o smartphone traz Android 11 , acompanhado da interface MIUI 12.5 .

Por enquanto, não há previsão da chegada da nova versão do Redmi Note 8  ao Brasil. No exterior, a versão de 64 GB sai por US$ 169 (cerca de R$ 895 em conversão direta), enquanto a versão de 128 GB é vendida por US$ 189 (cerca de R$ 1 mil em conversão direta).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Google negocia com TikTok e Instagram para mostrar vídeos curtos na busca

Publicados

em


source
Google negocia com redes sociais
Unsplash/Kai Wenzel

Google negocia com redes sociais

O Google está em negociações com a empresa chinesa ByteDance, dona do TikTok, e com o Facebook, dono do Instagram, para trazer vídeos curtos das redes sociais para o seu buscador, de acordo com informações relatadas pelo The Information.

A ideia da gigante de tecnologia é fazer um acordo com as plataformas de mídias sociais para que os vídeos curtos possam ser indexados como resultados a pesquisas na busca.

Atualmente, as respostas para as buscas no Google mostram apenas vídeos presentes em outras plataformas, como o YouTube.

“Ajudamos os sites a tornar seu conteúdo detectável e se beneficiar de sua localização no Google, e eles podem escolher como ou se seu conteúdo aparecerá na pesquisa”, disse um porta-voz da empresa ao The Information.

Leia Também:  Segunda-feira (24): Mato Grosso registra 83.490 casos e 2.614 óbitos por Covid-19

Desde dezembro passado, o  Google vem testando mostrar vídeos do TikTok  e do Instagram nos resultados da busca. Se a negociação der certo, é possível que esse recurso chegue a todos os usuários.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA