Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TECNOLOGIA

FCA e TIM lançam parceria para carros com conectividade a bordo a partir de 2021

Publicados

em


source
fca tim jeep compass
Divulgação/Leo Lara

Parceria entre FCA e TIM trará conectividade aos carros

Futuros lançamentos das marcas Fiat , Jeep e RAM fabricados a partir da primeira metade de 2021 já virão conectividade embarcada. A novidade foi anunciada nesta quarta (28) durante apresentação online de CEO´s da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) e da operadora TIM .

Os executivos da TIM e da FCA não deram detalhes específicos sobre o funcionamento prático da novidade e nem quanto impactará no valor dos veículos , mas disseram que os “clientes vão se surpreender”.

Haverá uma plataforma integrada às funções multimídia do veículo e também com parceiros externos, como redes de fast food, restaurantes, postos de gasolina e serviços, como seguro do automóvel.

Será possível, por exemplo, receber no veículo o anúncio de uma promoção de lanche de uma cadeia de fast-food e, em um toque, escolher o sanduíche desejado. Com um outro toque, realizar o pagamento. E, sem seguida, passar pela lanchonete e buscar o pedido. Sem invadir a privacidade dos usuários.

Leia Também:  Tecnologia da Tesla é usada em vacina contra a Covid-19

“O carro conectado criará uma experiência digitalizada e personalizada do usuário, que terá acesso a serviços e tecnologias integradas, fáceis de usar e seguras, mudando a forma como o carro é utilizado e como os ocupantes se relacionam com tudo o que está ao redor”, comenta André Souza, chief information officer da FCA para a América Latina.

Os veículos já virão com o chip virtual eSIM para acesso a Wi-Fi nativo a bordo, com cobertura 4G da operadora. Será possível, por exemplo, dar a partida remotamente no veículo e acionar o ar-condicionado para garantir a temperatura interna desejada antes mesmo de entrar no automóvel. Os proprietários também poderão fazer a identificação remota de eventuais falhas carro , por meio de sensores conectados, que vão enviar os dados aos servidores da montadora, para que seja feita a análise.

“Na medida em que conhecemos e aprendemos junto com o consumidor, teremos condições de desenvolver novas soluções que irão melhorar significativamente sua experiência ganhando mais conveniência e fluidez”, disse Luis Santamaria, diretor de Mopar – o braço de pós-vendas, peças, acessórios e serviços da FCA.

Leia Também:  Cinco carros seminovos até R$ 55 mil equipados com luzes DRL

Cobertura 4G

Em relação à parceria entre FCA e TIM , a ideia é aproveitar a cobertura 4G da operadora (atualmente presente em mais de 3,5 mil cidades no Brasil). “Somos pioneiros no desenvolvimento de projetos com o 5G e acreditamos no potencial que a próxima geração de redes móveis tem, especialmente na geração de negócios explorando novas possibilidades”, destacou Alberto Griselli, chief revenue officer da TIM Brasil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Robôs ajudam a desafogar sistema de saúde na pandemia; saiba como

Publicados

em


source
Robôs ajudam durante a pandemia
Unsplash/Franck V

Robôs ajudam durante a pandemia

O uso de inteligência artificial por meio de robôs pode ajudar a fazer a triagem de pacientes para aliviar o sistema de saúde sobrecarregado durante a pandemia da Covid-19. Pesquisadores desenvolveram a Laura, uma assistente virtual capaz de identificar e interpretar informações de quem busca atendimento hospitalar.

O projeto é da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Fundação Getulio Vargas (FGV) e Instituto Laura Fressatto. O algoritmo é capaz de descrever a gravidade da doença de um paciente a partir dos sintomas informados. Isso ajuda no direcionamento dessa pessoa para um profissional adequado, evitando tempo de triagem e encaminhamento.

Caso a pessoa seja identificada com sintomas leves, ela continua sendo monitorada pelo robô, sendo coletadas informações a cada três dias de seu estado de saúde. Caso haja uma piora, um enfermeiro entra em contato por meio de chamada de vídeo, para entender o quadro.

“O paciente entra em contato com a plataforma do robô Laura e digita algumas informações que o robô identifica e interpreta. O paciente tanto pode receber informações, como prevenção, vacinas e orientações sobre Covid-19, mas também pode descrever os sintomas [que está sentindo] para o algorítimo”, disse o médico Murilo Guedes, líder do estudo, à Agência Brasil.

Leia Também:  Cinco carros seminovos até R$ 55 mil equipados com luzes DRL

Você viu?

Robô capaz de ajudar na saúde

A pesquisa compilou atendimentos realizados na plataforma da Laura com 24,1 mil pessoas entre julho e outubro de 2020. As tiragens foram feitas em três cidades brasileiras: Curitiba (PR), São Bernardo do Campo (SP) e Catanduva (SP).

44,8% dos pacientes analisados foram classificados com sintomas leves de Covid-19, 33,6% dos casos foram considerados moderados e apenas 14,2% foram diagnosticados como casos graves da doença. Os resultados preliminares de viabilidade dessa tecnologia foram publicados no jornal Frontiers in Digital Health.

O estudo segue em andamento e os próximos passos envolvem analisar a segurança do robô para fazer diagnósticos de saúde. Isso é feito medindo a precisão das avaliações médicas fornecidas pela inteligência artificial. Outros testes com a tecnologia já estão sendo aplicados.

Leia Também:  Veja o preço do seguro dos 10 carros mais vendidos do Brasil

“O que a gente ainda precisa fazer, daqui para a frente, é mostrar que a ferramenta tem eficácia na avaliação dela e que ela é segura. O grande objetivo aqui é otimização de recursos em saúde para desafogar as instituições de saúde”, finalizou Murilo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA