Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MUDANÇA NA PROGRAMAÇÃO

Corra para aproveitar: quase 50 títulos deixam a Netflix nesta semana

Publicados

em

Netflix
Reprodução / Netflix

Quase 50 títulos serão removidos da Netflix nesta semana

A Netflix atualiza constantemente o seu catálogo com novas opções de filmes, séries e outros conteúdos em vídeo para seus usuários sempre terem algo interessante para assistir. Por sua vez, em meio a estas atualizações, infelizmente, alguns títulos também são removidos da plataforma de streaming e não poderão mais ser assistidos.

Já para esta semana, alguns filmes bem conhecidos e séries menores estão previstas para sair do catálogo da Netflix . Assim, para não perder nada, é uma boa ideia dar uma conferida no que vai deixar o serviço de streaming para assistir estes títulos enquanto há tempo. A seguir, veja a lista do que deixa a Netflix nesta semana:

Importante

Os títulos listados abaixo podem sofrer alterações na sua data de remoção sem aviso prévio por parte da Netflix.

Leia Também:  "Não admitirei censura", diz Frias após YouTube suspender canal bolsonarista

Séries

  • Dueños Del Paraíso (01/10)
  • Os Under-Undergrounds (01/10)
  • Wyonna Earp (01/10)

Filmes

  • Refém do Medo (28/09)
  • O Heróis (30/09)
  • 30 Minutos ou Menos (01/10)
  • A Jurada (01/10)
  • A Leoa (01/10)
  • A Senhora da Van (01/10)
  • Controle Absoluto (01/10)
  • Dizem Por Aí… (01/10)
  • Frances Há (01/10)
  • Mais uma Sexta-Feira em Apuros (01/10)
  • Medo Ponto Com Br (01/10)
  • Mercenários Das Galáxias (01/10)
  • Mulher Solteira Procura (01/10)
  • O Atirador: Extermínio Final (01/10)
  • O Barbeiro do Presidente (01/10)
  • O Hospedeiro (01/10)
  • O Massacre da Serra Elétrica 3 (01/10)
  • Resident Evil: A Vingança (01/10)
  • Rudy (01/10)
  • Scare Campaign (01/10)
  • Segredo de Sangue (01/10)
  • Segurança de Shopping 2(01/10)
  • Talento e Fé (01/10)
  • Todo Mundo em Pânico 1 (01/10)
  • Todo Mundo em Pânico 2 (01/10)
  • Todo Mundo em Pânico 3 (01/10)
  • Trocando os Pés (01/10)
  • Um Dia Perfeito (01/10)
  • Uma Casa de Pernas pro Ar (01/10)
  • Chappie (02/10)
  • Gosto Se Discute (02/10)
  • Invasão Alienígena (03/10)

Documentários

  • A Máscara em Que Você Vive (01/10)
  • Ice Guardians (01/10)
  • Tokyo Idols (01/10)

Desenhos, animes e programação infantil

  • A Princesa Encantada (01/10)
  • DreamWorks – Boas Festas de Madagáscar (01/10)
  • Minha Babá É Uma Vampira (01/10)
  • O Espanta Tubarões (01/10)
  • Os Piratinhas 2 (01/10)
  • Bruno and Boots: Go Jump in the Pool (02/10)
  • Bruno and Boots: The Wizzle War (02/10)
  • Bruno and Boots: This Can’t Be Happening Macdonald Hall (02/10)
Leia Também:  Amazon Echo Show 10 com tela que segue o dono chega ao Brasil por R$ 1,9 mil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Apple barrou quase 2 milhões de aplicativos perigosos em 2020

Publicados

em


source
Apple barrou aplicativos fraudulentos
Unsplash/Mihai Moisa

Apple barrou aplicativos fraudulentos

A Apple barrou quase dois milhões de aplicativos da App Store durante o ano de 2020, de acordo com estatísticas divulgadas pela própria empresa. Além disso, cerca de US$ 1,5 bilhão em pagamentos possivelmente fraudulentos foram impedidos. Esse tipo de divulgação é inédita para a gigante de tecnologia.

O número exato de aplicativos bloqueados ao longo do ano não foi revelado, mas a Apple afirma que “quase um milhão” de novos apps e “quase um milhão” de atualizações em apps já existentes foram rejeitados. Destes, 215 mil realizavam alguma violação de privacidade , 48 mil tinham “funções ocultas”, 150 mil eram clones de outros aplicativos e 95 mil tentaram adicionar recursos maliciosos depois de ganhar a confiança dos usuários.

Esta é a primeira vez que a Apple divulga abertamente estes dados. Embora não tenha citado isso em seu relatório, é possível que a  disputa judicial com a Epic Games tenha motivado a companhia a aumentar a transparência da App Store .

Leia Também:  Disney+: veja os lançamentos da semana para aproveitar no domingo

No processo, a Epic Games mostrou um documento que revela que a Apple soube de mais de 128 milhões de usuários que instalaram aplicativos com comportamento oculto em 2015. No documento público deste ano, a gigante de tecnologia reconheceu que é impossível detectar todos os problemas.

No relatório, a Apple ainda informou que sua loja de aplicativos impediu, em 2020, o uso de três milhões de cartões de créditos roubados, bloqueou um milhão de contas e barrou transferências “potencialmente fraudulentas” que somam US$ 1,5 bilhão.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA