Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

JA TEM FILA

Apple avisa que iPhone 13 e novos iPads devem ter estoque limitado

Publicados

em

 

 

source

Tecnoblog

iPhone 13 deve chegar em setembro
Ana Marques

iPhone 13 deve chegar em setembro

Apple divulgou seu balanço financeiro para o terceiro trimestre fiscal na última terça-feira (27), e aproveitou para alertar investidores e a indústria sobre o impacto da escassez de chips em sua produção da linha iPhone 13 e dos próximos iPads, a serem revelados na segunda metade deste ano.

Em 2020, a Apple teve que atrasar o lançamento do iPhone 12 devido à pandemia — o que nos levou a conhecer o modelo apenas algumas semanas depois do calendário tradicional, em outubro.

Agora, a empresa não chegou a mencionar atrasos no lançamento, mas apesar de provavelmente manter seu cronograma habitual, a escassez que afeta os suprimentos para produção de iPhones e iPads pode resultar em um estoque limitado de novos produtos.

Você viu?

“A expectativa é de que as restrições de oferta durante o trimestre de setembro sejam maiores do que as experimentadas durante o trimestre de junho. As restrições afetarão principalmente o iPhone e o iPad”, disse o CFO da Apple, Luca Maestri, durante teleconferência de resultados.

Leia Também:  Fundador da Alibaba está escondido e não desaparecido, diz jornalista

Já o CEO da Apple, Tim Cook, diz que a companhia tende a ser menos afetada do que outras empresas, por estar usando designs de chips mais avançados, mas que, ainda assim, a gigante de Cupertino enfrenta alguns desafios da escassez.

Apple prevê crescimento, apesar da escassez

Apesar dos possíveis problemas com restrições na indústria de semicondutores, a Apple disse a investidores que ainda espera um crescimento “de dois dígitos” durante o próximo trimestre, ainda que menor do que os 36% visto recentemente.

Vale lembrar que no segundo trimestre fiscal, a companhia esperava que a escassez custasse cerca de US$ 3 bilhões ou US$ 4 bilhões em receita, considerando iPads e Macs, entretanto, o impacto acabou sendo menor do que o previsto.

Tim Cook disse que apesar da queda em preços de componentes, a Apple ainda está gastando mais do que gostaria em frete devido às restrições da pandemia, e reforçou ainda que a empresa está mantendo a cautela para mitigar ao máximo os impactos em todos os setores.

Leia Também:  Samsung avisa que novo Galaxy Note só deve ser lançado em 2022

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Google negocia com TikTok e Instagram para mostrar vídeos curtos na busca

Publicados

em


source
Google negocia com redes sociais
Unsplash/Kai Wenzel

Google negocia com redes sociais

O Google está em negociações com a empresa chinesa ByteDance, dona do TikTok, e com o Facebook, dono do Instagram, para trazer vídeos curtos das redes sociais para o seu buscador, de acordo com informações relatadas pelo The Information.

A ideia da gigante de tecnologia é fazer um acordo com as plataformas de mídias sociais para que os vídeos curtos possam ser indexados como resultados a pesquisas na busca.

Atualmente, as respostas para as buscas no Google mostram apenas vídeos presentes em outras plataformas, como o YouTube.

“Ajudamos os sites a tornar seu conteúdo detectável e se beneficiar de sua localização no Google, e eles podem escolher como ou se seu conteúdo aparecerá na pesquisa”, disse um porta-voz da empresa ao The Information.

Leia Também:  Sem estoque, PS5 vende mais de 130 mil unidades em site de cambistas

Desde dezembro passado, o  Google vem testando mostrar vídeos do TikTok  e do Instagram nos resultados da busca. Se a negociação der certo, é possível que esse recurso chegue a todos os usuários.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA