Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TRANSPLANTE

Saúde abre consulta pública sobre protocolo de transplante de rim

Publicados

em

O Ministério da Saúde abriu consulta pública para alterar o protocolo de transplante de rim. A sondagem ficará aberta até o dia 10 de agosto. Podem participar pesquisadores, profissionais, usuários do sistema de saúde, gestores e outros interessados no tema. As contribuições podem ser enviadas por uma página específica para a consulta, criada pelo ministério. (

A consulta avalia um relatório de recomendação de Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Imunossupressão do Transplante Renal”, disponibilizada na íntegra no site da pesquisa.

O documento foi elaborado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde. As propostas abordam práticas como diagnóstico do tratamento da rejeição de órgãos transplantados, bem como aplicação de medicamentos e critérios de monitorização. Segundo o Ministério da Saúde, foram alterados aspectos relativos a temas como combinações de remédios.

Após a finalização da consulta pública, as contribuições serão avaliadas para a aprovação do novo protocolo.

Transplante de rim

O transplante de rim é feito em pacientes com problemas renais em estágio terminal. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem um dos maiores números de procedimentos desse tipo por ano, com 6 mil operações em média. Entre 1964 e 2018 foram realizados 107.836 transplantes de rim, com crescimento anual na quantidade de pessoas beneficiadas com essa técnica, sendo que a maior parte é feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia Também:  Atrativos turísticos de Nobres são reabertos seguindo medidas de segurança

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Radar Covid-19 tem mais de 43 mil acessos em quatro meses

Publicados

em

Lançado em abril deste ano pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), o Radar Covid-19, painel de análise e monitoramento do coronavírus em Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e Mundo, recebeu mais de 43 mil acessos em quatro meses dos 27 estados da federação.

A ferramenta é atualizada diariamente e está disponível para o acesso da população e dos fiscalizados pelo link (https://covid.tce.mt.gov.br). No Radar Covid-19, é possível acompanhar os casos de coronavírus, a estrutura hospitalar disponível por município ou em nível estadual e a projeção da população de risco.

Por meio do Radar Covid-19, é possível acompanhar as aquisições dos gestores estaduais e municipais no combate a Covid-19. Ao todo, foram 1.051 licitações relacionadas ao novo coronavírus, e um montante de R$ 156 milhões homologados para o enfrentamento da pandemia.

Em relação as fiscalizações realizadas pelo TCE-MT, são 90 processos em andamento que podem ser verificados no painel de análise e monitoramento sobre qual órgão, município, detalhamento do objeto licitado e com qual relator está o processo.

Leia Também:  Vacinação contra a gripe começa nesta quarta-feira em todo o país

“Com o início da pandemia, o TCE-MT se preparou para cumprir o dever de fiscalizar e orientar os gestores. O Radar Covid-19 contempla a análise dos casos, óbitos em Cuiabá, no Brasil e no mundo, os números de leitos, respiradores, estrutura hospitalar, número de médicos e posteriormente, ampliamos a ferramenta com o mapeamento de aquisições e as fiscalizações realizadas pelo órgão de controle, além da progressão da doença”, explicou a auditora e assessora técnica da Secretaria-geral de Controle Externo do TCE-MT, Lisandra Hardy Barros.

Nas próximas semanas, o Radar-Covid 19 vai lançar uma nova aba, que vai mostrar quanto de recurso cada município recebeu do Governo Federal e do Governo do Estado.

Kleverson Souza
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]

Fonte: TCE MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA