Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MANIFESTAÇÃO

Ouvidoria monta posto de atendimento no Centro de Vacinação para facilitar

Publicados

em

Visando facilitar o processo de recolhimento das manifestações da população, relacionadas à campanha municipal de imunização “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, a Ouvidoria Geral do Município (OGM) montou um osto de atendimento no Centro de Eventos do Pantanal. No local, o munícipe tem total acesso ao exercício da cidadania, podendo formalizar sugestões, reclamações, elogios ou denúncias sobre o serviço ofertado.

O atendimento na estrutura itinerante funciona durante os sete dias da semana, no período das 7h às 22h. Para garantir que o local conte sempre alguém disponível para o recebimento da demanda, a Ouvidoria Geral montou um escala de trabalho com sete servidores. Além disso, seguindo a determinação da Lei de Acesso à Informação (LAI), Lei nº 12.527, é garantido total anonimato ao cidadão.

Somado a esse posto de atendimento, a OGM continua também recebendo as manifestações dessa e de outras áreas pelo 0800 645 01 56, WhatsAPP (65) 9-9263-9779, e-mail: [email protected], e em sua sede, localizada Av. Mato Grosso, nº 453. O secretário de Governo, Luis Claudio, reforça que a gestão está atuando em parceria com outras entidades para garantir a transparência, controle e, principalmente, respeito ao cidadão.

Leia Também:  Anvisa publica alerta de risco após confirmar caso de Candida auris

“Estamos facilitando o recebimento de denúncias, para que possamos apurar a veracidade do fato. Nada mais justo que esse procedimento tenha início pela Ouvidoria, que já se instalou no local e ainda mantém seus outros canais ativos. A população aguarda ansiosa pelo seu momento de se vacinar. Então, não vamos admitir que nenhum servidor burle o cronograma e, se assim o fizer, todas as providências serão tomadas”, afirma o secretário.

Em relação às denúncias de pessoas que, supostamente, estariam ‘furando fila’ no plano de imunização, a titular da Secretaria de Saúde, Ozenira Félix, afirmou em entrevista concedida na segunda-feira (25) que o trabalho é feito com total transparência e que, caso alguma irregularidade seja constatada, as sanções cabíveis serão aplicadas ao infrator. De acordo com a Pasta, até ontem, 4.134 pessoas foram vacinadas pela Prefeitura de Cuiabá.

“Está muito bem definido no plano nacional que são trabalhadores da saúde, e isso envolve o recepcionista, o pessoal de limpeza, o médico, a enfermeira, enfim, todos são trabalhadores da saúde. Os trabalhadores que foram denunciados até agora, são porque não são profissionais de saúde com formação, mas sim trabalhadores na Saúde. Mas vamos apurar qualquer desvio e dar sanções em caso de irregularidade”, disse.

Leia Também:  General Eduardo Pazuello será efetivado como ministro da Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Treze municípios estão com alto risco de contaminação pela Covid-19

Publicados

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta quinta-feira (25.02), o Boletim Informativo n° 354 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 9, que 13 municípios registram alta classificação de risco para o coronavírus. São eles: Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande, Primavera do Leste, Sinop, Nova Xavantina, Sorriso, Barra do Garças, Poconé, Cáceres, Pontes e Lacerda, Nova Mutum e Cotriguaçu.

Ainda de acordo com informações do Boletim, outras 25 cidades foram classificadas na categoria de risco moderado para a Covid-19. São elas: Alta Floresta, Juruena, Confresa, Carlinda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Paranatinga, Colíder, Tangará da Serra, Paranaíta, Mirassol D’Oeste, Peixoto de Azevedo, Alto Araguaia, Brasnorte, Arenápolis, Campo Novo do Parecis, Lucas do Rio Verde, Chapada dos Guimarães, Juara, Canarana, São Félix do Araguaia, Sapezal, Marcelândia, Conquista D’Oeste, Glória D’Oeste e Serra Nova Dourada.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Leia Também:  Dólar fecha em leve alta, apesar de intervenção do BC

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações aos municípios

Por meio do Decreto Estadual nº 522, de 12 de junho de 2020, o Governo de Mato Grosso faz diversas recomendações aos municípios classificados com risco baixo, moderado, alto e muito alto de contaminação pelo coronavírus.

As orientações para os municípios classificados como risco baixo são: evitar circulação de pessoas pertencentes ao grupo de risco, conforme definição do Ministério da Saúde; isolamento domiciliar de pacientes em situação confirmada de Covid-19 e quarentena domiciliar de pacientes sintomáticos em situação de caso suspeito para de Covid-19, entre outras.

Para os municípios classificados com o risco moderado de contaminação pelo vírus, o Governo recomenda a implementação e manutenção de todas as medidas previstas para o nível de risco baixo, além de quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias; suspensão de aulas em escolas e universidades.

Leia Também:  Anvisa mantém suspensão de testes da CoronaVac no país

Já para os municípios classificados com alto risco de contaminação pela doença, as recomendações anteriores são mantidas e acrescentadas novas orientações como: proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração; proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos e adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA