Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MT HEMOCENTRO

MT Hemocentro necessita de doadores voluntários de sangue

Embora haja a necessidade de todos os tipos sanguíneos, no momento, a carência maior é pelos tipos O Positivo (O+) e A positivo (A+)

Publicados

em

O MT Hemocentro, único banco de sangue público de Mato Grosso, está com o estoque em situação crítica. Embora haja a necessidade de todos os tipos sanguíneos, no momento, a carência maior é pelos tipos O Positivo (O+) e A positivo (A+)

A doação de sangue no Brasil deve ser voluntária e gratuita e cada bolsa pode salvar até quatro vidas. O sangue coletado beneficia pessoas internadas em prontos socorros e hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Estado.

De acordo com a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, o atendimento aos doadores continua sendo feito por agendamento por meio deste link. São atendidas dez pessoas por hora, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

“O agendamento é uma medida preventiva para evitar aglomeração e assegurar a saúde dos doadores e dos profissionais da unidade nesse período de pandemia da Covid-19”, explicou a gestora.

O banco de sangue público conta também com o apoio de instituições e entidades privadas, por meio de parcerias que ajudam a manter o estoque para abastecer as unidades de saúde. A exemplo disso é a campanha com a loja Divina Terra, que entregará um produto exclusivo, dentre os alimentos saudáveis que comercializa, aos doadores do mês de novembro.

Leia Também:  Amazfit Bip U: relógio medirá estresse e oxigênio no sangue

Entre os dias 4 e 30 deste mês, os doadores voluntários de sangue poderão solicitar à enfermagem do MT Hemocentro um atestado de doação ou o atestado de comparecimento e ir até a loja Divina Terra retirar o produto. É importante apresentar o comprovante de doação de sangue durante a retirada do brinde. Confira neste link as outras campanhas que ainda ocorrerão neste mês.

Serviço

Para ser um doador de sangue, basta procurar a sede do MT Hemocentro, localizada na Rua 13 de junho, n° 1.055, Cuiabá, Centro Sul. O funcionamento da unidade ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Os telefones para informações e para agendamento de doação são: (65) 3623-0044 (Ramal 221 e 222) e Whatsapp (65) 98433-0624.

Também é possível agendar a doação pela internet, clicando AQUI.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Publicados

em

O Brasil passou das 210 mil mortes ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19. Com isso, o total de mortes chegou a 210.299. Há 2.766 óbitos em investigação por equipes de saúde.

A atualização da situação de casos e mortes causados pela pandemia foi divulgada pelo Ministério da Saúde na noite desta segunda-feira (15).

A contabilização de pessoas infectadas desde o início da pandemia alcançou 8.511.770. Entre ontem e hoje, foram acrescidos às estatísticas 23.671 novos diagnósticos positivos.

Ainda há 849.424 pessoas com casos ativos em acompanhamento por profissionais de saúde e 7.452.047 pessoas já se recuperaram da doença.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao Ministério da Saúde.

Leia Também:  Projeto assegura exames médicos pelo SUS para candidato de baixa renda

Estados

Na lista de estados com mais mortes o topo é ocupado por São Paulo (49.987), Rio de Janeiro (27.805), Minas Gerais (13.483), Ceará (10.223) e Pernambuco (10.031). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (811), Acre (837), Amapá (1.005), Tocantins (1.316) e Rondônia (2.031).

São Paulo também lidera no número de casos, com 1.628.272 casos registrados desde o início da pandemia, seguido de Minas Gerais (646.091) e Santa Catarina (543.389). Os estados com menor número de casos são Acre (44.775), Roraima (71.065) e Amapá (73.626).

Boletim epidemiológico covid-19 Boletim epidemiológico covid-19

Boletim epidemiológico covid-19 – 18/01/2021/Divulgação/Ministério da Saúde

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA