Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ATENDIMENTO

Ministro anuncia aquisição de 4,5 milhões de kits para intubação

Publicados

em

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta segunda-feira (10) que a pasta adquiriu 4,5 milhões de medicamentos do chamado kit intubação, usado em pacientes que desenvolvem formas graves da covid-19. Segundo o ministro, os insumos foram comprados com apoio da Organização Panamericana da Saúde (Opas), vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), ao custo de US$ 17 milhões. O governo também contou com a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. A primeira remessa dos kits, totalizando 850 mil unidades, chegará ao país nesta terça-feira (11) e o restante, em até 15 dias.

“Sabemos que muitos indivíduos com covid-19 desenvolvem síndromes respiratórias agudas graves. E esses indivíduos, parte deles, precisam de intubação orotraqueal. Por isso, é estratégico termos insumos que são usados para esses pacientes, que são anestésicos, sedativos, bloqueadores neuromusculares”, afirmou o ministro em vídeo publicado nas redes sociais.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estudo da USP mostra melhora no consumo de alimentos saudáveis
Propaganda

Saúde

Governo de MT já pactuou 99,9% das doses recebidas

Publicados

em

O Governo de Mato Grosso recebeu, até a manhã desta terça-feira (15.06), 1.501.230 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já disponibilizou 1.500.731 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 99,9% do total recebido.

Apenas as segundas doses da AstraZeneca, recebidas em maio, foram pactuadas e retidas pelo Estado, pois serão distribuídas em data próxima da aplicação.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (1.334.063), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (112.548) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

Das 1.334.063 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.041.908 (78%), sendo 743.729 como primeira dose e 298.179 como segunda dose. O percentual da semana passada era de 76%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Porto Esperidião (95%), Novo Mundo (94%), Torixoréu (94%), Araputanga (93%), Conquista D’Oeste (91%), Planalto da Serra (89%), Ribeirãozinho (89%), Paranaíta (89%), Primavera do Leste (89%) e Nova Monte Verde (89%).

Leia Também:  Covid-19: volume de vacinas ainda é insuficiente para atender o Brasil

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 457 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Leia Também:  Brasil acumula 159,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA