Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SISTEMA NERVOSO

Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais

Publicados

em

Um estudo conduzido por um grupo de 17 cientistas indica que o novo coronavírus Sars-Cov-2, responsável pela pandemia de covid-19, é capaz de infectar células neurais. Os pesquisadores alertam para o risco de danos no sistema nervoso central de infectados. O trabalho foi conduzido através de uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino. 

Os resultados do estudo estão disponíveis no portal bioRxiv, que se dedica à publicação de artigos em modalidade preprint. São trabalhos que ainda não foram revisados por outros cientistas. Assim, o estudo ainda deverá ser submetido a uma avaliação externa.

Os pesquisadores analisaram o tecido neural de uma criança que morreu em decorrência da covid-19. Como em outras pesquisas, não se detectou a presença do novo coronavírus na massa encefálica. No entanto, o Sars-Cov-2 foi encontrado no revestimento de células neurais que estão na caixa craniana.

“Partículas virais foram detectadas principalmente no plexo coróide (ChP) e ventrículo lateral (LV), em menor grau no córtex do cérebro humano, mas não no resto do parênquima cerebral”, registra o estudo.

Leia Também:  Civil cumpre mandados em investigação que apura desaparecimento de pessoas

De acordo com o trabalho, o novo coronavírus tem capacidade de infectar células neurais, embora não consiga se replicar no sistema nervoso central. No entanto, ao infectar o plexo coróide, há uma reação do sistema imunológico do organismo humano. No caso analisado, os pesquisadores acreditam que essa reação pode ter permitido que o novo coronavírus, células imunes e citocinas acessassem o sistema nervoso central e causassem danos no cérebro da criança.

No início da pandemia, a covid-19 chegou a ser descrita como uma infecção no sistema respiratório. O avanço dos estudos, porém, mostrou que a doença poderia afetar também outros órgãos, como rins e coração. A preocupação com o sistema nervoso, por sua vez, decorre de manifestações neurológicas observadas em alguns casos. Ocorrências de acidente vascular cerebral e encefalite, por exemplo, foram relatadas em pacientes com covid-19. “Manifestações neurológicas descritas são provavelmente devido a efeitos colaterais de uma resposta imunológica sistêmica ao vírus”, sugere o estudo.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Centro de Triagem completa três meses; mais de 50 mil pessoas foram atendidas

Publicados

em

Atendendo ao público desde o 22 de julho, o Centro de Triagem Covid-19 completou três meses de funcionamento nesta quinta-feira (22.10). A unidade de testagem tem auxiliado os municípios da Baixada Cuiabana na atenção básica para o enfrentamento da pandemia com tratamento precoce da doença.

Os dados mais recentes de atendimentos, mostram que do dia 22 de julho a 21 outubro, foram testadas 54.376 pessoas. Do total,  9.249 testaram positivo para coronavírus, 29.364 tiveram o resultado negativo e 15.763 foram considerados suspeitos de estarem com a Covid-19. Além disso, foram realizadas 4.084 tomografias, exame de avaliação dos pulmões dos pacientes infectados que auxiliam os médicos no diagnóstico e tratamento da doença.

Para o tratamento dos pacientes que testaram positivo ou mesmo com suspeita de coronavírus, a farmácia da unidade já entregou 25.012 kits de medicamentos. Os remédios foram receitados após realização de consulta com os médicos que atuam na unidade.

A secretária adjunta de Gestão Hospitalar da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Caroline Dobes, responsável pela coordenação do Centro de Triagem Covid-19, explicou que o Governo de Mato Grosso trabalhou para tornar realidade este projeto e que a unidade superou o número de atendimentos previstos.

Leia Também:  Rodrigo Maia pede que governo envie reforma administrativa à Câmara

“O Governo do Estado queria um espaço onde às pessoas pudessem receber o tratamento precoce com orientação e atendimento médico. Durante todo este período, trabalhamos intensamente para atender bem todos os pacientes. A Arena foi procurada, acreditamos que este projeto alcançou os seus objetivos positivamente”, explicou a gestora.

Toda essa ação tem gerado um reflexo positivo na saúde e coloca Mato Grosso no panorama de equilíbrio. Atualmente, (MT) e mais 14 estados brasileiros apresentam queda na média de mortes, conforme mostra o balanço do consórcio de veículos de imprensa atualizado na noite desta quinta-feira (22.10).

Além disso, outro positivo resultado do Centro de Triagem foi a contribuição para redução no número de internação dos pacientes nos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) dos hospitais da rede estadual. O mais recente Boletim Epidemiológico n°228, divulgado nesta quinta-feira (22), mostra que a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria ficou em 21%, com disponibilidade de 699 leitos de enfermarias. A taxa de ocupação dos leitos de UTIs ficou em 44,50%, com 244 leitos vagos. Atualmente, não há registros de espera de pessoas ou dificuldades para encontrar leitos para internação.

Leia Também:  Sinop monitora vetores que transmitem Leishmanioses e Malária

Como funciona o Centro de Triagem

O atendimento no Centro de Triagem funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 17h. São entregues até 900 senhas por dia, sendo 500 emitidas pela internet, através do link: triagem.mt.gov.br, e 400 senhas presenciais, entregues no local, das 6h às 6h45.

É obrigatório o uso de máscaras de proteção e as equipes do Corpo de Bombeiros monitoram o local para garantir a organização do espaço durante a entrega das senhas.

Serviço

O Centro de Triagem na Arena Pantanal fica localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA