Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CRIME

Enfermeira denuncia hospital por desligar oxigênio e matar pacientes em Cuiabá

Publicados

em

Uma enfermeira procurou a Polícia Civil na manhã desta desta segunda-feira (5) para denunciar que o hospital São Judas Tadeu, em Cuiabá, estaria desligando o oxigênio de pacientes internados com Covid-19. A profissional disse que o hospital está retirando os cilindros de oxigênio e deixando os pacientes morrerem e ela irá expor tudo isso com provas.

A mulher ainda disse que estava na delegacia naquele momento registrando o caso.  A enfermeira foi demitida do hospital por não aceitar a “estratégia da morte”.

Ela ainda contou que tem todas provas que podem incriminar a unidade de saúde.

FolhaMax

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pandemia impacta vida de pessoas com diabetes no Brasil, diz pesquisa
Propaganda

Saúde

Bolsonaro diz que Fiocruz entrega 18 milhões de vacinas em abril

Publicados

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse por meio de uma rede social, que a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) vai entregar 18 milhões de vacinas contra a covid-19 até o final de abril. Desse total, segundo o presidente, serão entregues 4,6 milhões de doses ainda nesta semana e mais 6,7 milhões na outra semana.

Na sexta-feira (16) a Fiocruz já havia entregue mais 2,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Além das 2,8 milhões liberadas na sexta-feira, 2,2 milhões já haviam sido entregues na última quarta-feira (14).

O presidente disse ainda que a previsão é que o volume de entrega de imunizantes cresça nos próximos meses e que no segundo semestre de 2021, a Fiocruz deve entregar 110 milhões de doses da vacina.

Educação

O presidente também usou a rede social para divulgar um aplicativo do Ministério da Educação voltado para a alfabetização de crianças.

Segundo Bolsonaro, o Brasil tem a maior parte de suas escolas fechadas por determinação de “governadores e prefeitos” e o país é “um dos com o maior tempo” de fechamento de instituições de ensino do mundo.

Leia Também:  Japão detecta nova variante de coronavírus em viajantes do Brasil

Medidas para evitar maior circulação de pessoas, como o fechamento de escolas e outras atividades não essenciais tem sido adotadas durante a pandemia por governadores e prefeitos, como medida para evitar aumento no número de infectados pelo vírus que já chega a quase 14 milhões, com mais de 370 mil mortos, desde o início da pandemia, no início do ano passado.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA