Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

LIBERAÇÃO

Direção da Anvisa aprovada no Senado vai avaliar vacinas contra a covid-19

Publicados

em

O Sistema Único de Saúde (SUS) pode começar a oferecer uma vacina contra a covid-19 no início de 2021, de acordo com o Ministério da Saúde. A liberação vai depender da aprovação do produto pelos diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), cujas indicações foram confirmadas pelo Senado nesta terça-feira (20). Até o momento, a vacina em estágio mais avançado de desenvolvimento é a da empresa Sinovac, da China. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) entende que qualquer controvérsia política deve ser superada para garantir a imunização da população contra o coronavírus. O governo deve editar uma medida provisória liberando R$ 1,9 bi para incluir a vacina no Programa Nacional de Imunizações. Mais informações na reportagem de Roberto Fragoso, da Rádio Senado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ninguém acerta Mega-Sena e prêmio vai para R$ 4 milhões
Propaganda

Saúde

Covid-19: Brasil terá em maio 4 milhões de doses do Covax Facility

Publicados

em

Ministério da Saúde anunciou que foi informado do recebimento, em maio, de 4 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca. O lote será repassado pelo mecanismo Covax Facility, consórcio de governos e farmacêuticas coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e do qual o Brasil faz parte.

O Brasil tem direito a 10,5 milhões de doses. Em março, foi enviado um total de 1 milhão de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, cujos lotes foram fabricados na Coreia do Sul pelo laboratório BK Bioscience. O Ministério da Saúde não informou qual a previsão para o restante dos 5,5 milhões de doses que o Brasil ainda tem a receber no âmbito do Covax Facility.

Governadores

O Fórum de governadores se reuniu, ontem, com a secretária-geral adjunta da Organização das Nações Unidas, Amina Mohamed, e com representantes da OMS para solicitar apoio na viabilização da aquisição de mais vacinas de forma mais ágil.

Um dos pleitos apresentados pelos gestores estaduais foi o de liberação, por parte do consórcio Covax Facility, das doses a que o Brasil tem direito e que ainda não foram enviadas.

Leia Também:  Aprovação a Jair Bolsonaro cresce pela quarta vez seguida, para 30%

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA