Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ATUALIZAÇÃO

Brasil acumula 190,5 mil mortes e 7,45 milhões de casos de covid-19

Publicados

em

Os casos de pessoas infectadas no Brasil pelo novo coronavírus ao longo da pandemia aproximam-se da marca de 7,5 milhões. Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 22.967 novos diagnósticos positivos para a covid-19, totalizando 7.488.560. Ontem (24), o painel de informações marcava 7.425.593 casos acumulados.

Ainda de acordo com a atualização do Ministério da Saúde, as mortes por covid-19 chegaram a 190.488. Nas últimas 24 horas, foram registradas 482 mortes. Ontem, o painel de estatísticas marcava 190.006 óbitos.

Situação epidemiológica da covid 19 no Brasil/25.12.2020Situação epidemiológica da covid 19 no Brasil/25.12.2020

Situação epidemiológica da covid 19 no Brasil/25.12.2020, por Ministério da Saúde

O balanço aponta também 798.737 pacientes em acompanhamento e indica que 6.459.335 recuperaram-se da doença.

Estados

De acordo com a atualização do Ministério da Saúde, os estados que registram mais mortes por covid-19 são: São Paulo (45.795), Rio de Janeiro (24.900), Minas Gerais (11.562), Ceará (9.952) e Pernambuco (9.544).

As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (773), Acre (780), Amapá (899), Tocantins (1.223) e Rondônia (1.734).

Leia Também:  Direção da Anvisa aprovada no Senado vai avaliar vacinas contra a covid-19

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Treze municípios estão com alto risco de contaminação pela Covid-19

Publicados

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta quinta-feira (25.02), o Boletim Informativo n° 354 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 9, que 13 municípios registram alta classificação de risco para o coronavírus. São eles: Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande, Primavera do Leste, Sinop, Nova Xavantina, Sorriso, Barra do Garças, Poconé, Cáceres, Pontes e Lacerda, Nova Mutum e Cotriguaçu.

Ainda de acordo com informações do Boletim, outras 25 cidades foram classificadas na categoria de risco moderado para a Covid-19. São elas: Alta Floresta, Juruena, Confresa, Carlinda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Paranatinga, Colíder, Tangará da Serra, Paranaíta, Mirassol D’Oeste, Peixoto de Azevedo, Alto Araguaia, Brasnorte, Arenápolis, Campo Novo do Parecis, Lucas do Rio Verde, Chapada dos Guimarães, Juara, Canarana, São Félix do Araguaia, Sapezal, Marcelândia, Conquista D’Oeste, Glória D’Oeste e Serra Nova Dourada.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Leia Também:  Humberto Martins preside primeira Corte expressa pesar pelas vítimas da pandemia

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

Recomendações aos municípios

Por meio do Decreto Estadual nº 522, de 12 de junho de 2020, o Governo de Mato Grosso faz diversas recomendações aos municípios classificados com risco baixo, moderado, alto e muito alto de contaminação pelo coronavírus.

As orientações para os municípios classificados como risco baixo são: evitar circulação de pessoas pertencentes ao grupo de risco, conforme definição do Ministério da Saúde; isolamento domiciliar de pacientes em situação confirmada de Covid-19 e quarentena domiciliar de pacientes sintomáticos em situação de caso suspeito para de Covid-19, entre outras.

Para os municípios classificados com o risco moderado de contaminação pelo vírus, o Governo recomenda a implementação e manutenção de todas as medidas previstas para o nível de risco baixo, além de quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias; suspensão de aulas em escolas e universidades.

Leia Também:  Pauta prevê projeto que impede corte em fundo para ciência e pesquisa

Já para os municípios classificados com alto risco de contaminação pela doença, as recomendações anteriores são mantidas e acrescentadas novas orientações como: proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração; proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos e adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA