Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

SETEMBRO AMARELO

Câmara retoma debates sobre prevenção do suicídio

Publicados

em

A Frente Parlamentar de Combate ao Suicídio e Automutilação no Brasil dará continuidade nesta tarde ao 2º Simpósio Nacional Virtual de Prevenção ao Suicídio e Automutilação. A primeira parte do evento, realizada na quinta-feira passada (10), parlamentares alertaram para falta de ambulatórios especializados na prevenção do suicídio.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde/Brasil (escritório regional da Organização Mundial da Saúde), cerca de 800 mil pessoas se suicidam todos os anos, a maior parte (79%) em países de baixa e média renda. A OPAS alerta ainda que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

No mês de setembro, prédios públicos do mundo inteiro, como o Congresso Nacional brasileiro, iluminam-se de amarelo em prol da campanha de prevenção do suicídio.

Convidados
Foram convidados para o debate virtual de hoje:

o juiz de Direito do município de Patrocínio (MG) Serlon Silva Santos;
o ex-técnico das seleções brasileiras masculina e feminina de vôlei Bernardinho;
o escritor e pesquisador Davi Lago;
a secretária nacional da Juventude, Emily Silva;
o pastor da Igreja Batista da Lagoinha Lucinho Barreto;
a coordenadora e responsável técnica do Instituto Vita Alere de Prevenção e Posvenção do Suicídio, Karen Scavacini;
a consultora nacional de Saúde Mental na OPAS/OMS, Catarina Magalhães Dahal;
as colaboradoras do aplicativo Mind Joint Gilmara Bueno e Elisa Mello; e
a coordenadora regional da Associação pela Saúde Emocional das Crianças (ASEC), Juliana Fleury.

Leia Também:  Caixa paga auxílio emergencial para 4 milhões nascidos em julho

A Frente Parlamentar de Prevenção do Suicídio e Automutilação tem 209 integrantes e é presidida pelo deputado Lucas Gonzalez (Novo-MG).

A segunda parte do simpósio será realizada a partir das 13 horas e será transmitida pelo canal da Câmara dos Deputados no YouTube.

Da Redação – MO

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Projeto suspende decreto que permite privatização de atrações turísticas

Publicados

em

O Projeto de Decreto Legislativo PDL 374/20 suspende o decreto do governo que permite a concessão à iniciativa privada do Forte Nossa Senhora dos Remédios e do Forte Orange, ambos localizados em Pernambuco; da Fortaleza de Santa Catarina, na Paraíba; e da Fazenda Pau d’Alho, no estado de São Paulo.

O pedido foi apresentado à Câmara dos Deputados pelo deputado José Guimarães (PT-CE).

Ele diz ver com estranheza a concessão à iniciativa privada, pelo governo federal, de um bem que pertence a um estado brasileiro, no caso o Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha.

“A privatização do Forte Nossa Senhora dos Remédios não encontra amparo legal. O Forte é um imóvel de titularidade do estado de Pernambuco e qualquer alteração na gestão das construções deve ser submetida ao Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional]”, observa Guimarães.

Na avaliação do deputado, o governo descumpre a Constituição Federal e não demonstra interesse pelo bem coletivo.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Turismo; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votado pelo Plenário.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso conserta o Estado em 1 ano e 9 meses

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA