Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CASA DE LEIS

Nova resolução mantém horário reduzido de expediente na ALMT até o dia 29

Publicados

em

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em nova resolução administrativa, a de número 059/2020, assinada nesta quinta-feira (15) pelo presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho, prorrogou para o período de 19 a 29 de outubro o funcionamento do Parlamento em condição de horário especial, das 7h às 13h.

Medida idêntica havia sido adotada pela Mesa Diretora para o período de 8 a 16 de outubro, em função do aquecimento do sistema central de ar-condicionado da Assembleia Legislativa neste período de calor intenso.

É a segunda mudança neste sentido por conta de o sistema de refrigeração central do Edifício Dante Martins de Oliveira, sede da ALMT, ter mais de 15 anos de funcionamento e, “apesar das constantes manutenções preventivas e corretivas, as altas temperaturas externas do ambiente têm provocado sobrecarga nos equipamentos, que operam acima da sua capacidade”, diz trecho da resolução.

O parágrafo único do artigo 1º da resolução administrativa diz que o expediente da Supervisão de Qualidade de Vida, as perícias e a unidade de atendimento à Covid-19 permanecem inalterados. O artigo 2º diz que “fica autorizado o desligamento dos equipamentos de refrigeração com a finalidade de preservação dos mesmos após o horário de encerramento do expediente”.

Leia Também:  Paulo Araújo apresenta balanço de um ano e meio de mandato

Na resolução administrativa, a Mesa Diretora argumenta ainda que o sistema de refrigeração do Parlamento não tem apresentado rendimento satisfatório para um ambiente de trabalho confortável e que uma eventual perda dos equipamentos teria como consequência a paralisação de todas as atividades na Assembleia Legislativa, “haja vista a indisponibilidade de peças de reposição no mercado em decorrência da idade dos equipamentos”.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Sinfra realiza manutenção em ponte da MT-383 de Rondonópolis

Publicados

em

 

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) acompanha a situação da MT-383, em Rondonópolis (MT), que necessita de pavimentação asfáltica e adequação nas pontes instaladas no percurso que estão em condições precárias. Ele realizou uma indicação n.º 3.231/2020 à Secretaria de Estado de Infraestrutura de Mato Grosso (Sinfra) para que realizasse, em caráter de urgência, a manutenção da via nos trechos entre a MT-270, Três Pontes, Naboeiro, Vila  Bueno até a entrada da MT-130, o que equivale a uma extensão de 40 km.

O parlamentar esteve na rodovia, em agosto deste ano, para conhecer de perto as reivindicações da comunidade e se deparou com uma situação crítica quanto à trafegabilidade de veículos no trecho e, ainda mais, as três pontes existentes em condições péssimas.

Morador da região, o advogado José Roberto Pontes, confirmou que na semana passada, que uma das pontes do trecho já se encontra em boas condições de uso, mas ainda é preciso avançar mais na infraestrutura da região para que atenda as expectativas dos moradores. “Trocaram o tablado de uma das pontes, resolveu o problema e arrumou outro, pois se não corrigir a ponte das Três Pontes não tem como chegar nesta ponte que consertou. Não tem como fazer desvio, nem para o lado direto e esquerdo. Estamos tendo que dar uma volta no Naboeiro e Vila Bueno que dá uns 30 km”, esclarece.

Leia Também:  Assembleia Legislativa retoma atividades e reabre as portas ao público

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Diante deste parecer, o deputado Claudinei entrou em contato com o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Oliveira, para saber a situação da manutenção da ponte Três Pontes. “Ele me informou que já estão vendo a parte hidrológica para fazer as galerias com aduelas de concreto e estão elaborando o projeto. Diante disso, logo teremos boas notícias sobre o movimento de trabalhadores para a adequação desta ponte”, explica o deputado.

Reunião – Em setembro, o parlamentar se reuniu com Marcelo Oliveira e o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, para averiguar a situação da pavimentação asfáltica e pontes da MT-383. “Realmente, há entraves na questão do licenciamento ambiental. É uma região que tem comunidades indígenas, então é preciso ter elaboração e aprovação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) junto ao órgão fiscalizador que é a Funai (Fundação Nacional do Índio) e a consulta pública com os índios para que a situação avance”, detalha Claudinei.

A distância deste trecho da MT-383 para o centro de Rondonópolis é de cerca de 20 km. É uma região bastante movimentada por contar com atividades econômicas voltadas à pecuária.

Leia Também:  Sinfra realiza manutenção em ponte da MT-383 de Rondonópolis

 

 

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA