Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

COVID-19

Saúde realiza testes nos reeducandos da Penitenciária Central do Estado

A ação é para detectar infectados com o coronavírus; medidas preventivas já vêm sendo tomadas pela unidade

Publicados

em

Débora Siqueira | Profissionais de Saúde do Sistema Penitenciário começaram a aplicar testes rápidos nos reeducandos da Penitenciária Central de Cuiabá (PCE), nesta quarta-feira (15.07). O exame é para detectar casos de Covid-19 dentro da unidade penal em presos sintomáticos e amostragem de cada raio de pessoas assintomáticas. Ao todo, o Governo do Estado disponibilizou mais de cinco mil testes para serem utilizados pela população carcerária de Mato Grosso.

Desde o início da pandemia, o Sistema Penitenciário do Estado tem atuado no sentido de prevenir a contaminação e controle da doença nas unidades penais. Como medida preventiva foram adotados protocolos de atuação, através de notas técnicas orientativas, plano de contingenciamento e demais normativas das áreas técnicas da saúde, além da distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

A coordenadora de Saúde do Sistema Penitenciário, Lenil da Costa Figueiredo, ressalta que esta ação na PCE é mais uma das que já vem sendo realizada no Estado. “Iniciamos um processo rigoroso de triagem de quem adentra ao sistema e estamos monitorando os reeducados com sintomas e disponibilizando medicamentos e testes rápidos. Nosso trabalho visa também uma atuação preventiva”, frisa.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre prisão de traficante que atuava com a venda de drogas

Desde o início da pandemia até hoje nenhum recuperando da PCE precisou ser hospitalizado devido a Covid-19 e não houve nenhuma morte.

“O trabalho preventivo que fizemos tratando logo no início os presos sintomáticos, sem esperar que agravasse fez toda diferença. Fizemos isolamento de celas, de raios se tivesse presos em mais celas com sintomas, para evitar a propagação na unidade. Fizemos um grande esforço junto com a equipe de saúde para manter o controle da doença dentro da unidade. Como a ação foi rápida desde o início, nenhum preso daqui precisou ser internado”, destacou o diretor da PCE, Agno Ramos.

Dentro da PCE há uma unidade de saúde e os profissionais atuam de segunda a sexta-feira, mas desde o dia 04 de julho, passou a trabalharem também aos fins de semana, caso haja necessidade de atender presos que estejam com suspeita ou casos confirmados da doença.

Covid-19 no Sispen

Dados do Sistema Penitenciário, atualizados em 13 de julho, apontam no Sistema Penitenciário de Mato Grosso 59 reeducandos aguardam resultado do teste rápido. Outros 179 casos foram confirmados, 309 testaram negativo, 104 se curaram e dois morreram.

Leia Também:  Força Tática identifica rinha e apreende armas de fogo em Nova Xavantina

Mato Grosso conta com pelo menos 11,3 mil pessoas presas, entre homens e mulheres, distribuídos em 48 unidades penais.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia Civil identifica condutor que causou morte de motociclista na MT-251

Publicados

em

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), esclareceu o acidente ocorrido na manhã de domingo  que resultou na morte de um motociclista, na MT-251, rodovia que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

O motorista do veículo Honda Civic envolvido no acidente foi identificado. D.S.G., de 25 anos responderá pelos crimes de homicídio culposo no trânsito, fuga do local, omissão de socorro e embriaguez ao volante, de acordo com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O acidente causou a morte de Célio Marques de Oliveira, de 49 anos, que teve o corpo jogado para fora da pista após a colisão entre sua motocicleta e o veículo Honda Civic.

As investigações indicaram que o ponto de colisão entre os veículos ocorreu próximo ao acostamento da faixa de direção em que a motocicleta trafegava. Os danos sofridos pela motocicleta indicam que a vítima pilotava o veículo em alta velocidade no momento do acidente.

O condutor do Honda Civic fugiu do local logo após os fatos, não prestando socorro à vítima. Desde o acidente, a equipe da Deletran realizou diligências para localizar o suspeito, que foi identificado no mesmo dia.

Leia Também:  Força Tática detém trio logo depois de roubo à residência em Tangará da Serra

Nesta quinta-feira (22), o delegado responsável pelas investigações, Christian Alessandro Cabral, ouviu na delegacia a primeira pessoa que esteve no local dos fatos, que confirmou a identidade do motorista do Honda Civic e também que o suspeito estava embriagado no momento do acidente.

Segundo o delegado, o suspeito deverá ser ouvido ainda nesta quinta-feira na Deletran e responderá pelos crimes de homicídio culposo, fuga de local, omissão de socorro e também pela embriaguez ao volante.

“Ele ficará sujeito a pena de até oito anos de reclusão e será o primeiro a se sujeitar ao novo rito do Código de Trânsito Brasileiro, com as mudanças implementadas no início do mês. Com as novas regras, ele terá que cumprir, ao final do processo, toda a pena pelo qual for condenado, encarcerado”, disse o delegado, acrescentando que o rápido desfecho do caso deve-se à colaboração prestadas por meio do Disque Denúncia da Polícia Civil.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA