Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

RECUPERAÇÃO

Polícia Civil recupera R$ 30 mil subtraídos de vítima

Publicados

em

Uma ação da Polícia Civil realizada em parceria entre a 1ª Delegacia de Polícia de Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá) e Delegacia Especializada de Repressão a Crimes (DRCI) Informáticos resultou na recuperação de R$ 30 mil, subtraídos de uma vítima na negociação de cabeças de gado que não foram entregues após o pagamento.

A ocorrência foi registrada quando a vítima procurou a Ribeirão Cascalheira relatando que foi procurado por uma pessoa que lhe ofereceu cabeças de gado. Após ver os animais, a vítima concordou com a compra e efetuou pagamentos em três contas diferentes. Depois dos pagamentos efetuados, o suspeito não atendeu mais a vítima.

Diante das informações, rapidamente a equipe da Delegacia de Ribeirão Cascalheira acionou a DRCI que com base nas informações passadas pela vítima conseguiu recuperar parte do valor subtraído da vítima, com o bloqueio de R$ 30 mil transferido para uma das contas.

As investigações seguem em andamento para identificar os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mauro Mendes informa que 3.200 profissionais serão vacinados a partir dessa semana
Propaganda

POLÍCIA

Motorista é preso por crime ambiental transportando 250 estacas de angico

Publicados

em

Um caminhão com 250 estacas de madeira irregular foi aprendido pela Polícia Civil e uma pessoa presa em flagrante por crime ambiental, neste domingo (17.10), em Confresa, na região nordeste do estado.

A apreensão foi realizada pela equipe da Delegacia Municipal de Confresa, durante diligências na zona rural do município, em um assentamento conhecido como ‘Bridão Brasileiro’, na BR-158.

Os policiais civis localizaram um caminhão Mercedes Benz sem as lanternas traseiras e placa de identificação. Durante a abordagem ao condutor, de 46 anos, os investigadores identificaram que ele estava transportando uma carga de estacas da espécie angico. O motorista informou que retirou a madeira de sua chácara, de um assentamento da região e levaria as estacas para outra propriedade.

Ele não apresentou nenhum documento de autorização para retirada e transporte da madeira. Conduzido à delegacia, o motorista foi autuado e preso em flagrante pelo crime previsto no Artigo 46, da Lei 9.605/98 que é vender, expor à venda, ter em depósito, transportar ou guardar madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal, sem licença.

Leia Também:  Polícia Civil da Paraíba irá investigar Antônia Fontenelle por xenofobia

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA