Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

3,300 QUILOS

Polícia Civil incinera entorpecentes apreendidos

Publicados

em

A Polícia Civil em Paranaíta (851 km ao norte de Cuiabá) incinerou nesta quinta-feira, 29 de julho, 3,300 quilos de entorpecentes apreendidos no município.

De acordo com o delegado Antenor Pimentel Marcondes, a droga foi encaminhada para incineração após autorização do juiz da Comarca de Paranaíta, Tibério de Lucena Batista.

Conforme exigência legal, o ato contou com a presença de representantes do Ministério Público, promotora Daniele Baumgarten; da Vigilância Sanitária, Antônio da Silva e da Politec, Alan Vinicius de Figueiredo Lugli. Também acompanharam o ato delegada regional de Alta Floresta, Ana Paula Reveles de Carvalho e a escrivã, Iraci Zeczkoski.

“A dependência química degrada vidas, desestrutura famílias, fomenta crimes e financia organizações criminosas. Por isso, o ato simboliza também o combate às drogas”, pontuou o delegado Antenor.

A incineração foi realizada em uma indústria cerâmica de Paranaíta, com apoio do empresário Valmir Mumbach.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dezenas de caixas e galões de defensivos sem comprovação
Propaganda

POLÍCIA

Foragido após executar rapaz e jogar corpo no rio Teles Pires é localizado

Publicados

em

Um criminoso de alta periculosidade e procurado pela Justiça foi preso pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (23.09), em Nortelândia (253 km a médio norte de Cuiabá), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva decretado pela Comarca de Sorriso.

O homem de 39 anos e integrante de uma associação criminosa é investigado pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, tortura e associação criminosa.

Ele foi preso em uma residência no bairro Tapirapuã pela equipe da Divisão de Homicídios da Delegacia de Polícia de Sorriso, com apoio da Delegacia de Nortelândia.

No dia 20 de janeiro, o suspeito e comparsas renderam dois homens no distrito de Boa Esperança do Norte, e os levaram até as margens do rio Teles Pires, em uma região conhecida como Salto Magessi. No local, as vítimas foram torturadas por supostamente pertencerem a um grupo rival.

Após a sessão de tortura, os autores do crime, chefiado pelo suspeito, executaram a vítima, Elenilton Viana Sousa, de 18 anos, com disparos de arma de fogo e depois jogaram o corpo no rio. A vítima foi  encontrado somente no dia 13 de fevereiro, nas margens sudeste do rio Teles Pires, já no município de Santa Rita do Trivelato.

Leia Também:  Ação integrada resulta na recuperação de 115 cabeças de gado roubadas

O segundo rapaz conseguiu fugir da execução se jogando no rio e nadou para longe. O sobrevivente chegou ao distrito de Boa Esperança do Norte, procurou o Núcleo da Polícia Militar e comunicou os fatos.

Na ocasião, os policiais militares realizaram as primeiras diligências, e prenderam uma mulher envolvida no plano criminoso, a qual foi conduzida até a Delegacia de Polícia de Sorriso.

Durante as investigações para apurar o crime, os policiais civis da Delegacia de Sorriso colheram indícios e provas de materialidade, bem como conseguiram identificar todos os envolvidos.

Diante das evidências de autoria, a Polícia Civil de Sorriso representou pelos pedidos de prisão preventiva dos investigados, deferidos pelo juízo da 1ª Vara Criminal.

Desde então, a equipe da Divisão de Homicídios vinha realziando buscas pelo investigado, que fugiu da região de Boa Esperança do Norte.

Após cumprimento do mandado de prisão, o preso foi conduzido para as providências cabíveis, sendo posteriormente apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA