Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

INVESTIGAÇÃO

Polícia Civil identifica suspeitos e apreende armas de fogo

Publicados

em

Os autores do bárbaro homicídio que vitimou uma mulher em Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá) foram identificados e duas armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Civil, durante diligências para apuração do crime.

Entre os envolvidos está um casal, formado por uma mulher de 31 anos e um menor de 16, apontados como autores da execução da vítima. Um segundo casal teria presenciado os fatos, não interferindo na ação dos executores.

O homicídio que vitimou Lázara Izabel Souza da Silva, de 35 ocasião em que a vítima foi com a tia buscar garrafas pet na residência vizinha. Havia dois casais na casa, e a tia decidiu ficar no local, onde ficou ingerindo bebida alcoólica com a suspeita e o marido dela.

Em determinado momento o casal entrou para a casa, ocasião em o suspeito saiu com uma arma de fogo atirando contra a vítima, que saiu correndo, porém foi alcançada pelo casal. Vendo que a vítima ainda estava com vida, a suspeita a esfaqueou, assim como o marido dela deu várias coronhadas na cabeça da vitima.

Leia Também:  Investigado por tentativa de homicídio contra o próprio amigo é preso pela Polícia Civil

O outro casal não se envolveu na situação, porém ficou o tempo todo observando com uma espingarda calibre 28. Após o crime, os dois casais esconderam as armas e fugiram do local.  A vítima foi socorrida, porém não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de sexta-feira (30).

Assim que foi acionada do crime, a equipe da Polícia Civil foi até o local, onde localizaram uma das armas escondida na mata. Em continuidade as diligencias, os policiais localizaram o casal, dono da residência. Questionados sobre a outra arma, eles confessaram que também estava escondida na região de mata próxima a casa.

O suspeito apontado como dono da arma, de apenas 18 anos, e casado com um menor de 15, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e liberado após pagamento de fiança. O menor que atirou contra a vítima se apresentou na Delegacia na presença de advogado na sexta-feira (30), sendo ouvido e liberado.

A companheira dele, suspeita de esfaquear a vítima, continua foragida. Segundo as informações, o crime foi motivado por uma briga ocorrida em um bar no ano de 2018, ocasião em que a vítima o irmão da suspeita (casada com o menor).

Leia Também:  Polícia Civil prende casal que transportava skank e raxixe avaliados em R$ 150 mil

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Em ação conjunta, Gefron quebra recorde e realiza maior apreensão de drogas desde sua criação

Publicados

em

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) realizou neste sábado (25.09) a maior apreensão de drogas desde 2002, data de criação da unidade. Ao todo, foram apreendidos 999 tabletes de substância análoga a cloridrato/pasta base de cocaína, totalizando 1.064 quilos de entorpecentes.

A ocorrência foi registrada por volta das 13h, em Cáceres (217 km de Cuiabá) e contou com a participação da Polícia Federal e com a Força Tática do 6º Comando Regional da Polícia Militar. Durante abordagem no Posto do Limão, os policiais pararam um caminhão Mercedes Benz L1620, que carregava 25 cabeças de gado e trafegava sentido Bolívia/Brasil.

Como o motorista aparentou nervosismo, as equipes acompanharam o veículo até o local onde os animais seriam entregues e após descarregar o caminhão, os policiais encontraram 976 pacotes de cloridrato/pasta base de cocaína em um fundo falso. Assim, em posse de mais informações, a equipe policial seguiu para o local onde foi feito o carregamento do caminhão, onde foram localizados os 23 tabletes restantes.

Por se tratar de um caso de tráfico internacional de drogas, o suspeito e o material apreendido foram encaminhados para a Polícia Federal de Cáceres, para as demais providências.

Leia Também:  Operação identifica beneficiários ilegais de auxílio federal e localiza foragidos da Justiça
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA