Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

REGIÃO DA MATA

Polícia Civil e Corpo de Bombeiros fazem buscas por casal que desapareceu

Publicados

em

Policiais civis de Porto dos Gaúchos, com apoio do Corpo de Bombeiros realizaram buscas em uma região de mata, neste sábado e domingo, para a localização do paradeiro do casal Valdir, de 45 anos, e Tatiane Medeiros Hennig, de 46 anos, que está desaparecido desde o dia 28 de abril.

As buscas são realizadas em uma extensa área de mata na zona rural de Porto dos Gaúchos, na ‘região do 47’, onde o casal tem uma propriedade, e conta com auxílio de cães farejadores do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra e da equipe de Juína.

Um irmão de Valdir procurou a delegacia de Porto dos Gaúchos na quinta-feira relatando que o casal saiu da propriedade no dia 27 de abril para ir ao município de Itanhangá combinando de retornar no dia seguinte. Diante da ausência dos dois, o irmão da vítima foi em busca do casal e no município de Itanhangá foi informado por familiares que os mesmos já haviam retornado a Porto dos Gaúchos na data combinada. O irmão de Valdir tentou contato no celular das vítimas e não conseguiu. Em seguida procurou a unidade da Polícia Militar.

Leia Também:  Cinco são presos com armas e drogas em investigação

Na estrada do trajeto até a propriedade da vítima foi encontrada uma árvore tombada para dificultar a passagem de veículos. Na sexta-feira, os policiais foram até o local e encontraram munições e cápsulas, um pedaço de relógio, uma máscara de tecido e vestígios de sangue.

A Polícia Civil solicitou apoio do Corpo de Bombeiros de Juína para ajudar nas buscas, pois a região é de mata densa e bastante extensa.

O delegado Joao Antônio Ribeiro Torres explicou que além das buscas, outras diligências estão em andamento para apurar as circunstâncias do desaparecimento do casal.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia apreende rapaz de 17 anos que “sequestrou” filho de empresário em Tangará

Publicados

em

Da redação – Única News

Tangará em Foco

image

O adolescente, de 17 anos, identificado como um dos autores do roubo com restrição de liberdade da vítima, cometido contra o filho de um empresário em Tangará da Serra (a 239 km de Cuiabá) foi apreendido pela Polícia Civil, no final da tarde desta sexta-feira (14), durante diligências ininterruptas para esclarecimento do crime. Ele foi reconhecido pela vítima, Rafael Lorenzetti, como um dos envolvidos no roubo e foi apreendido durante cerco policial na bairro Jardim Shangri-lá.

O crime ocorreu na quarta-feira (12), quando a vítima retornava da escola, conduzindo um veículo Volkswagen Polo. O rapaz foi abordado por dois suspeitos em uma moto, no momento em que reduziu a velocidade para entrar em casa.

Na ocasião, o suspeito que estava na garupa da moto, desceu em posse de uma arma de fogo rendendo a vítima e assumindo a direção do veículo Polo. A vítima foi levada junto a ele.

Assim que foram acionadas, as equipes da Polícia Civil e Polícia Militar iniciaram as diligências para localizar a vítima. Durante as buscas na zona rural do município na comunidade conhecida como Bezerro Vermelho, os policiais localizaram na noite de quarta-feira o veículo da vítima, fora da estrada e com avarias.

Em continuidade as diligências, os policiais encontraram a vítima em uma região de mata, próxima ao Distrito de Progresso, na MT-358. O adolescente foi entregue a família sem lesões corporais.

Investigação e apreensão do suspeito

Leia Também:  Equipe Patrulha Maria da Penha doa cestas básicas à família carente

Desde que tomou conhecimento dos fatos, a Polícia Civil já vinha trabalhando com a hipótese de participação de dois suspeitos, já conhecidos do meio policial. Na delegacia, a vítima foi ouvida e fez o reconhecimento fotográfico do adolescente como um dos autores do crime, confirmando as suspeitas da equipe policial.

Com a informação, os policiais intensificaram as buscas pelo suspeito que a todo momento trocava de endereço para escapar de uma possível abordagem policial, inclusive conseguindo fugir dos policiais em uma tentativa de abordagem anterior, também no bairro Jardim Shangri-lá.

No final da tarde desta sexta-feira (14), os policiais receberam novas informações de que o suspeito havia retornado para o bairro e montaram uma operação para realizar a apreensão do menor. Ao perceber a presença dos policiais, o adolescente tentou fugir pelos quintais das casas, porém acabou detido durante o cerco.

Três pessoas que estavam nas imediações no momento da apreensão e que tem amizade com o suspeito foram conduzidas para prestar esclarecimentos, sendo ouvidos e liberados. Apenas dos menores conduzidos responderá a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de droga.

Tipificação

O caso está sendo tratado como roubo com restrição de liberdade da vítima, uma vez que não houve o pedido de resgate, não caracterizando assim o sequestro. Informações preliminares indicam que os suspeitos tiveram um desentendimento, pois um queria pedir o resgate pela vítima e o outro queria apenas roubar o veículo

Segundo o delegado, Adil Pinheiro de Paula, o adolescente que teve o envolvimento identificado no roubo, ficou todo momento com a vítima, sendo o responsável por realizar a abordagem, indo com ela em direção à Nova Olímpia e ficando escondido na região de Novo Progresso.

Leia Também:  Polícia Militar prende dupla por transporte de mais de 30 quilos de drogas

“O caso está sendo tratado como roubo com restrição de liberdade da vítima, uma vez que não houve o pedido de resgate, não caracterizando assim o sequestro. Informações preliminares indicam que os suspeitos tiveram um desentendimento, pois um queria pedir o resgate pela vítima e o outro queria apenas roubar o veículo”, disse o delegado.

Diante das evidências, o delegado representou pelo pedido de internação do adolescente pelo ato infracional de roubo com restrição de liberdade da vítima, que foi deferido pela Justiça. O menor poderá ficar até cinco dias na Delegacia de Tangará da Serra aguardando a vaga no sistema socioeducativo.

As investigações seguem em andamento para prender o segundo envolvido no crime já identificado pela Polícia Civil.

O delegado-geral, Mário Derveval, parabenizou a equipe de Tangará da Serra pela rápida e brilnhante atuação no caso, que tirou de circulação um suspeito que apesar de ainda ser menor de idade, já pode ser considerado de alta periculosidade.

“A equipe está de parabéns pelo trabalho de investigação e campanas, que resultaram na apreensão do adolescente infrator. Esperamos que com a detenção do suspeito e em breve do seu comparsa, livrar a sociedade desse tipo de pessoas comprometidas com crimes tão graves”, disse o delegado-geral.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA