Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MANDADOS

Polícia Civil cumpre 19 mandados em operação contra grupo

Publicados

em

Dezenove ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão, são cumpridas pela Polícia Civil na Operação Imperial, 2ª fase – Loki, deflagrada na manhã desta segunda-feira (18.10), pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERFVA).

A operação, que teve a primeira fase deflagrada em agosto deste ano, tem como alvo uma organização criminosa estruturada para prática de crimes de roubo e adulteração de veículos.

O grupo também atua em outros crimes correlatos como, receptação, uso de documentos falsos, falsidade ideológica, estelionato, lavagem de capitais e outros.

No total, são cumpridos 10 mandados de prisão preventiva contra suspeitos que estavam presos em razão de prisão temporária e tiveram a prisão convertida em preventiva, três mandados de prisão temporária, e três de busca e apreensão domiciliar.

Também  foram decretadas pela Justiça medidas diversas da prisão, sendo expedidas notificações a três investigados, determinando o uso de tornozeleiras eletrônicas.

As ordens judiciais são cumpridas nas cidades de Cuiabá e Tangará da Serra.

Segundo o delegado titular da DERFVA, Gustavo Garcia Francisco, a segunda fase da operação tem o objetivo de reprimir os crimes de estelionatos que estão correlacionados aos roubos praticados pelo grupo.

Leia Também:  Polícia Civil distribui mais de uma tonelada de alimentos e materiais

A operação conta com a participação de policiais da Delegacia de Tangará da Serra, coordenados pelo delegado Adil Pinheiro de Paula.

Fase Loki

O nome Loki está ligado à magia e pode assumir a forma que quiser. É frequentemente considerado um símbolo da maldade traiçoeiro, de pouca confiança, e embora suas artimanhas geralmente causem problemas a curto prazo aos deuses, estes frequentemente se beneficiam, no fim das travessuras de Loki.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia Civil prende tio que abusou de sobrinho de dez anos

Publicados

em

Um homem de 23 anos foi preso em Matupá, no norte do estado, após troca de informações entre a Delegacia da cidade e a equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Sinop. Ele estava com mandado de prisão expedido pelo crime de estupro de vulnerável cometido contra o sobrinho de 10 anos.

O pai da criança relatou à Polícia Civil em Sinop que flagrou o suspeito abusando sexualmente de seu filho. A vítima foi ouvida e contou que os abusos sexuais ocorriam há meses, desde quando o suspeito havia se mudado para a casa da família.

Após ouvir o relato da vítima, o delegado representou pela prisão preventiva do suspeito, deferida pela 2ª Vara Criminal de Sinop.

O suspeito voltou a residir em Matupá, quando então a Delegacia da cidade foi comunicada e cumpriu o mandado de prisão.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ação integrada apreende arma durante buscas
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA