Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

FALSIDADE

Foragido da Justiça por roubo qualificado tenta usar nome falso para escapar

Publicados

em

Uma apuração sobre tráfico de drogas no residencial Ana Carla, em Rondonópolis, levou policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), nesta quarta-feira (13), à prisão de um homem de 32 anos, foragido da Justiça por roubo qualificado. Contra ele havia um mandado de prisão, já com condenação de seis anos e seis meses em regime fechado, expedido pela 4a Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis.

Os policiais estavam no bairro para averiguar denúncia de tráfico de entorpecentes próximo a uma quadra do residencial, onde moradores vinham sendo intimidados por quem comanda a prática criminosa.

Os investigadores chegaram a uma residência, após informações de que no local há movimento constante de pessoas em busca de drogas. Na casa mora o homem que foi identificado como foragido da Justiça.

Após autorização da proprietária da residência, os policiais realizaram entraram no local e ao notar a equipe de investigação, o foragido tentou se esconder e se desfazer de porções de droga que estavam com ele. Ao ser abordado, o rapaz informou um nome divergente, tentando se passar por outra pessoa.

Leia Também:  Morre coronel da PM Benedito Mário, que lutava contra um câncer no intestino

Nas buscas, os policiais civis localizaram porções de pasta base de cocaína em diversos cômodos da residência, além de embalagem e equipamentos para cortar as drogas e dinheiro.

Encaminhado à Derf, o suspeito voltou a dizer que seu nome era outra diferente daquele que consta no mandado de prisão. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e falsa identidade e teve o mandado de prisão cumprido.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Equipes policiais cumprem buscas em endereços de autores de violência doméstica

Publicados

em

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos em diferentes bairros de Cuiabá, por equipes da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, em endereços de autores de violência doméstica.

A ação tem como objetivo localizar e apreender possíveis armas de fogo com base nas medidas protetivas requeridas pelas vítimas.

Desde 27 de janeiro, a Delegacia da Mulher da Capital integra a operação nacional Resguardo deflagrada em todos os estados do País pelas unidades especializadas para atuar em ações efetivas e preventivas contras crimes no âmbito da violência doméstica.

No período de quase um mês da operação, a DEDM de Cuiabá cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e três prisões. A operação segue até o dia 7 de março.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foragido da Justiça é preso após sofrer tentativa de homicídio em Sapezal
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA