Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

REDUÇÃO

Crimes de homicídio, roubo e furto reduzem em Cuiabá e Várzea Grande

Publicados

em

Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande apresentaram reduções nos principais índices criminais, entre janeiro e agosto deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Nos primeiros oito meses de 2020, 48 pessoas foram vítimas de homicídio em Cuiabá. Entretanto, no mesmo período do ano passado, 60 pessoas morreram pela mesma prática criminosa, o que representa uma redução de 20%. O município de Várzea Grande também apresentou queda de quase 21%. Em 2020, 27 pessoas morreram contra 34 no mesmo período do ano anterior.

O levantamento tem como base os registros de Boletins de Ocorrências (BOs) nas duas cidades. Já em relação os crimes de roubo seguido de morte, Cuiabá registrou redução de 75%, totalizando uma pessoa morta em 2020, enquanto em 2019 foram quatro. O município vizinho a capital, Várzea Grande, apresentou uma queda ainda maior: -83%. Nos primeiros oito meses deste ano uma pessoa morreu, já no mesmo período do ano passado foram seis.

Leia Também:  Polícia Civil prende mulher com munições, drogas e R$ 9,5 mil no Pedra 90

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, Coronel PM Victor Fortes, ressalta que mesmo com um ano atípico por conta da pandemia, as forças de segurança continuaram atuando firmemente no combate à criminalidade e não diminuíram o ritmo das operações, reforçando o policiamento, as ações integradas e investigações criminais.

“O empenho das forças de segurança e o comprometimento dos profissionais foram primordiais para alcançar os resultados. A Sesp fortaleceu a integração tanto na atividade de inteligência quando na atuação operacional entre as instituições, com ações preventivas e repressivas no enfrentamento aos principais índices criminais, principalmente no enfrentamento aos crimes contra a vida e o tráfico de drogas. Nosso objetivo é continuar ampliando as ações”, enfatiza.

Crimes contra o patrimônio

Nos primeiros oito meses do ano, os crimes de roubo (quando há violência) reduziu 25% em Cuiabá e 37% em Várzea Grande. Na capital, foram 2.202 em 2020 registros contra 2.948 em 2019. Já em Várzea Grande foram 986 roubos registrados neste ano, enquanto que no ano passado foram 1.576 ocorrências.

Leia Também:  Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Os furtos em Cuiabá reduziram 31% em 2020. Foram 5.992 registros em 2020 contra 8.798 em 2019. Em Várzea Grande, a queda ultrapassou 27%. Neste ano ocorreram 1.864 furtos, enquanto no ano passado foram 2.586 ocorrências.

Compõem as forças de segurança a Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

Fonte: Governo de Mat0 Grosso

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia Civil identifica condutor que causou morte de motociclista na MT-251

Publicados

em

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), esclareceu o acidente ocorrido na manhã de domingo  que resultou na morte de um motociclista, na MT-251, rodovia que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

O motorista do veículo Honda Civic envolvido no acidente foi identificado. D.S.G., de 25 anos responderá pelos crimes de homicídio culposo no trânsito, fuga do local, omissão de socorro e embriaguez ao volante, de acordo com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O acidente causou a morte de Célio Marques de Oliveira, de 49 anos, que teve o corpo jogado para fora da pista após a colisão entre sua motocicleta e o veículo Honda Civic.

As investigações indicaram que o ponto de colisão entre os veículos ocorreu próximo ao acostamento da faixa de direção em que a motocicleta trafegava. Os danos sofridos pela motocicleta indicam que a vítima pilotava o veículo em alta velocidade no momento do acidente.

O condutor do Honda Civic fugiu do local logo após os fatos, não prestando socorro à vítima. Desde o acidente, a equipe da Deletran realizou diligências para localizar o suspeito, que foi identificado no mesmo dia.

Leia Também:  Pele negra: o que fazer para mantê-la bonita e saudável

Nesta quinta-feira (22), o delegado responsável pelas investigações, Christian Alessandro Cabral, ouviu na delegacia a primeira pessoa que esteve no local dos fatos, que confirmou a identidade do motorista do Honda Civic e também que o suspeito estava embriagado no momento do acidente.

Segundo o delegado, o suspeito deverá ser ouvido ainda nesta quinta-feira na Deletran e responderá pelos crimes de homicídio culposo, fuga de local, omissão de socorro e também pela embriaguez ao volante.

“Ele ficará sujeito a pena de até oito anos de reclusão e será o primeiro a se sujeitar ao novo rito do Código de Trânsito Brasileiro, com as mudanças implementadas no início do mês. Com as novas regras, ele terá que cumprir, ao final do processo, toda a pena pelo qual for condenado, encarcerado”, disse o delegado, acrescentando que o rápido desfecho do caso deve-se à colaboração prestadas por meio do Disque Denúncia da Polícia Civil.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA