Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ROUBOS E FURTOS

Carga de 155 toneladas de fertilizante desviado é apreendida em fazenda

Publicados

em

A Polícia Civil de Sorriso apreendeu 155 toneladas de fertilizantes sem comprovação de origem e nota fiscal em uma fazenda em Ipiranga do Norte (420 km ao norte de Cuiabá).

O fertilizante foi localizado após a Delegacia de Sorriso ser comunicada por uma vítima que teria contratado o transporte de 50 toneladas no produto que saiu do porto de Miritituba, no Pará, e deveria ser descarregado em Lucas do Rio Verde. Contudo, a carga não chegou ao destino final e em contato com o dono do caminhão, a vítima recebeu a informação de que o fertilizante foi descarregado em uma fazenda no município de Ipiranga do Norte.

Após o registro da ocorrência, o Núcleo de Roubos e Furtos da Delegacia de Sorriso seguiu até a fazenda informada e constatou que em um galpão os policiais encontraram 155 toneladas de cloreto de potássio, produto utilizado como adubo na fertilização do solo.

Ao ser questionado sobre a procedência do produto, o proprietário que estava no local informou que todos os fertilizantes eram adquiridos de uma empresa específica do Pará. Porém, ao comparar o produto encontrado no galpão com outra carga que estava chegando naquele momento na fazenda, os policiais notaram que se tratavam de fertilizantes de empresas diferentes. E para o material que já estava depositado no galpão (156 toneladas) não foi apresentada nota fiscal.

Leia Também:  "A Fazenda 12": carro de som faz Jake achar que Mirella é muito forte aqui fora

A nota da carga vinda do estado do Pará teria que ter sido trocada no posto fiscal da divisa de Mato Grosso, que fica em Guarantã do Norte, mas esse procedimento não foi realizado.

O delegado de Sorriso, José Getúlio Daniel, explica que a investigação está em andamento para identificar todos os envolvidos no esquema criminoso, pois há indícios de que outras cargas tenham sido desviadas para a região.

O motorista da carreta que transportou os fertilizantes foi encaminhado para depoimento na delegacia de Sorriso.

O proprietário da fazenda se apresentou espontaneamente e responderá pelo crime de receptação.

 

 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Polícia Civil identifica condutor que causou morte de motociclista na MT-251

Publicados

em

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), esclareceu o acidente ocorrido na manhã de domingo  que resultou na morte de um motociclista, na MT-251, rodovia que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

O motorista do veículo Honda Civic envolvido no acidente foi identificado. D.S.G., de 25 anos responderá pelos crimes de homicídio culposo no trânsito, fuga do local, omissão de socorro e embriaguez ao volante, de acordo com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O acidente causou a morte de Célio Marques de Oliveira, de 49 anos, que teve o corpo jogado para fora da pista após a colisão entre sua motocicleta e o veículo Honda Civic.

As investigações indicaram que o ponto de colisão entre os veículos ocorreu próximo ao acostamento da faixa de direção em que a motocicleta trafegava. Os danos sofridos pela motocicleta indicam que a vítima pilotava o veículo em alta velocidade no momento do acidente.

O condutor do Honda Civic fugiu do local logo após os fatos, não prestando socorro à vítima. Desde o acidente, a equipe da Deletran realizou diligências para localizar o suspeito, que foi identificado no mesmo dia.

Leia Também:  "A Fazenda 12": carro de som faz Jake achar que Mirella é muito forte aqui fora

Nesta quinta-feira (22), o delegado responsável pelas investigações, Christian Alessandro Cabral, ouviu na delegacia a primeira pessoa que esteve no local dos fatos, que confirmou a identidade do motorista do Honda Civic e também que o suspeito estava embriagado no momento do acidente.

Segundo o delegado, o suspeito deverá ser ouvido ainda nesta quinta-feira na Deletran e responderá pelos crimes de homicídio culposo, fuga de local, omissão de socorro e também pela embriaguez ao volante.

“Ele ficará sujeito a pena de até oito anos de reclusão e será o primeiro a se sujeitar ao novo rito do Código de Trânsito Brasileiro, com as mudanças implementadas no início do mês. Com as novas regras, ele terá que cumprir, ao final do processo, toda a pena pelo qual for condenado, encarcerado”, disse o delegado, acrescentando que o rápido desfecho do caso deve-se à colaboração prestadas por meio do Disque Denúncia da Polícia Civil.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA