OMS diz que Congo enfrenta risco “muito elevado” por surto de Ebola

0
146

GENEBRA (Reuters) – A República Democrática do Congo enfrenta um risco de saúde pública “muito elevado” devido ao Ebola porque a doença foi confirmada em um paciente em uma cidade grande, informou nesta sexta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS), que alterou sua classificação ante avaliação anterior de “risco elevado”.

O perigo para países da região passou agora de “moderado” para “elevado”, mas o risco global continua “baixo”, disse a OMS.

A reavaliação veio depois do primeiro caso confirmado em Mbandaka, cidade de cerca de 1,5 milhão de habitantes do noroeste do país. Todos os relatórios anteriores da doença partiram de áreas remotas, onde um surto de Ebola pode ser contido mais facilmente.

“O caso confirmado em Mbandaka, um grande centro urbano localizado junto a um grande rio nacional e internacional, a estradas e a rotas aéreas domésticas, aumenta o risco de disseminação dentro da República Democrática do Congo e para países vizinhos”, alertou a entidade.

O vice-diretor-geral de Prontidão e Reação de Emergência da OMS, Peter Salama, disse a repórteres na quinta-feira que a avaliação de risco estava sendo revisada.

“Certamente não estamos tentando causar nenhum pânico na comunidade nacional ou internacional”, afirmou.