NOVA DISCIPLINA: TRE propõe nova matéria na grade curricular dos alunos

0
25

Formação da Cidadania deverá compor grade curricular dos brasileiros

Nesta quinta-feira (28) o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso realizou um Seminário com a presença de advogados, servidores, magistrados, acadêmicos de Direito e promotores eleitorais para discutir temas que trarão grande impacto nas Eleições.

De acordo com a proposta, o conteúdo programático visa a formação do cidadão consciente dos seus direitos, mas também dos seus deveres para com a coletividade. O desembargador Márcio Vidal argumentou que o cidadão brasileiro não demonstra preparo para lidar – de maneira responsável e respeitosa – com as mudanças em curso, em especial aquelas causadas pelas facilidades de interação com o outro, por meio das mídias sociais. Este despreparo fica mais evidente quando o indivíduo não reconhece o direito do Outro de pensar diferente. “Há um despreparo do indivíduo para se adaptar às interações comunicativas, sociopolíticas e ideológicas com o ‘outro’”.

Além do seminário, outros projetos pedagógicos tramitam no Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil e no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso. O desembargador Márcio Vidal, propôs a inclusão, na base curricular do ensino fundamental brasileiro, a disciplina obrigatória intitulada Formação da Cidadania.

Esta disciplina deve abarcar temas vinculados à sociologia, direitos e deveres do cidadão, filosofia (ética e moral), psicologia social e organização social e política do país, além da estrutura e organização estatal.

“Não há outro recurso mais eficiente para evitar o caos do que a formação educacional consistente, consciente, responsável, que confira ao indivíduo o tino de cidadão cônscio, equilibrado, capaz de escolher, conscienciosamente, com critérios éticos e morais, com sensibilidade e responsabilidade, seus rumos, individual e coletivamente”, diz trecho do ofício endereçado às autoridades.

A proposta foi encaminhada ao ministro da Educação Rossieli Soares da Silva, ao secretário de Estado de Educação Marco Marrafon, e, ainda, a todos os senadores e deputados federais brasileiros.

Crédito: Com informações da Assessoria