Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MULHER

Marte em Libra: saiba como esse aspecto vai influenciar na sua vida

Publicados

em


source
Marte em Libra: saiba como esse aspecto vai influenciar na sua vida
Lúcia Agostinho

Marte em Libra: saiba como esse aspecto vai influenciar na sua vida

Neste 14 de setembro, Marte chega em Libra e ficará por ali até o dia 29 de outubro. Marte é o planeta guerreiro, o planeta da ação, iniciativa, coragem e força de vontade. Libra é o signo que rege as nossas escolhas e nossos gostos, além de trazer energias de equilíbrio e harmonia.

semana do cliente

Ao longo deste período em que Marte estiver em Libra, teremos maior força de ação e coragem em prol de nossos verdadeiros desejos, em prol daquilo que a gente realmente ama. Marte em Libra age para se ter o que ama, para se estar com quem ama.

Marte em Libra também nos traz a consciência de quais iniciativas precisamos tomar para alcançar o equilíbrio pleno. Então, também é momento de ter coragem para se interferir naquilo que está tirando a sua paz, agindo para que, definitivamente, você encontre a sua harmonia.

Em qual área da sua vida Marte em Libra vai incidir?

Leia Também:  Bianca Andrade parou de trabalhar para evitar parto prematuro

Veja abaixo o seu Ascendente pra saber quais ações precisa tomar neste momento pra encontrar o equilíbrio:

Leia Também

Caso não saiba o seu Ascendente, faça o seu Mapa Astral . Nele você encontrará todas as informações sobre o seu signo, Ascendente, Lua e planetas. 

  • Áries: aja para ajustar os relacionamentos.
  • Touro: busque tomar as decisões coerentes para ser mais produtiva na rotina. 
  • Gêmeos: tenha coragem para agir de forma verdadeira, de acordo com sua personalidade.
  • Câncer: é hora de tomar decisões na família e em sua casa.
  • Leão: aja para que as informações que você passa adiante levem harmonia.
  • Virgem: é momento de agir para buscar equilíbrio financeiro.
  • Libra: é momento de agir em prol de seus projetos.
  • Escorpião: é momento de agir para se curar emocionalmente.
  • Sagitário: é hora de tomar decisões em seu ambiente social e nas amizades. 
  • Capricórnio: o momento favorece ações que trazem equilíbrio para a carreira.
  • Aquário: procure agir para tornar real os seus ideais pacíficos.
  • Peixes: é momento de tomar as decisões para se desapegar de tudo que te atrapalha.
Leia Também:  Saiba quais novidades da fusão da PSA com a FCA devem chegar ao Brasil

Texto: Lúcia Agostinho, astróloga

Instagram: @lucia_agostinho

LEIA TAMBÉM

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MULHER

Compulsão alimentar: entenda o transtorno que atinge cerca de 2,5% da população mundial

Publicados

em


source
Compulsão alimentar: entenda o transtorno que atinge cerca de 2,5% da população mundial
Reprodução: Alto Astral

Compulsão alimentar: entenda o transtorno que atinge cerca de 2,5% da população mundial

A compulsão é uma das doenças psiquiátricas mais presentes no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a compulsão alimentar atinge cerca de 2,5% da população mundial. No Brasil, 4,7% da população têm algum tipo de transtorno alimentar, sendo mais recorrente entre jovens de 14 a 18 anos. Cerca de 49% das pessoas que apresentam o transtorno são obesas, sendo que 15% são obesas mórbidas.

O transtorno, causado por uma ingestão muito grande de alimentos em um curto período de tempo, vem sempre acompanhado da sensação de total desgoverno. A pessoa fica desesperada por não conseguir parar e isso causa um nítido sentimento de descontrole. Essa sensação, por sua vez, desencadeia uma vergonha muito intensa, uma culpa por ter feito algo que sabia que não podia.

Sérgio Barrichello, endoscopista bariátrico, explica que o diagnóstico da doença é baseado em questões comportamentais. “O diagnóstico de compulsão alimentar é dado a partir desses episódios pelo menos duas vezes por semana nos últimos 6 meses. Alguns dos sintomas do compulsivo são descontrole, vergonha e culpa por ter comido, mentiras sobre a doença, alívio por comer, irritabilidade quando não consegue comer e obsessão por comida. O compulsivo sofre antes, sente prazer em comer e depois sofre novamente com a culpa”, destaca o médico, completando que outro fator relevante é que esses pacientes não têm ação compensatória, ou seja, não provocam vômito ou mesmo usam laxantes.

Leia Também:  Ao iG Gente, ex-ator mirim Davi Lucas fala sobre decisão de sair de cena; saiba!

Mas é só isso?

De acordo com o especialista, a compulsão alimentar também está ligada à neurotransmissores, como a dopamina. Esses neurotransmissores têm algumas características alteradas que fazem o indivíduo ter essa compulsão com mais frequência. Ou seja, não é algo apenas psicológico, existe química envolvida.

Assim, vale destacar que, além dessas características neurológicas e até mesmo hormonais, existem os gatilhos comportamentais, como o acesso muito fácil à comida, crises de ansiedade, dietas restritivas, perda de um ente querido, emprego ou dinheiro.

Por isso, o tratamento psiquiátrico é importante em um quadro de compulsão alimentar, além, claro, do acompanhamento de uma equipe multidisciplinar.

Fonte : Sérgio Barrichello, médico cirurgião endoscopista, é especialista em emagrecimento e CEO da HealthMe.

Fonte: IG Mulher

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA