Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ASFALTO

Estado investe R$ 42 milhões na pavimentação da MT-413 até Santa Terezinha

A rodovia é a única via de ligação asfáltica entre o município e a BR-158, constituindo importante rota de tráfego para os moradores da cidade que precisam se locomover para outros lugares

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) publicou nesta semana licitação para contratação de empresa que ficará responsável pela pavimentação e recuperação de asfalto da MT-413, que liga o município de Santa Terezinha até a BR-158. Com valor estimado em R$ 42.529.674,01, a obra compreende 94,61 quilômetros de extensão, sendo que 24 km não estão pavimentados.

A licitação será feita na modalidade de Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo de menor preço e em lote único. A sessão de abertura de propostas será realizada no dia 11 de novembro, às 14h, na sala de reuniões da Sinfra-MT. Podem participar do certame empresas nacionais ou estrangeiras, que cumpram os requisitos necessários para contratar com o Governo de Mato Grosso.

Iniciada em 2013, a obra da MT-413 não foi concluída por gestões anteriores e agora será retomada pela atual gestão com uma nova licitação. A rodovia é a única via de ligação asfáltica entre o município de Santa Terezinha e a BR-158, constituindo importante rota de tráfego para os moradores da cidade que precisam se locomover até outras cidades. A pavimentação vai garantir segurança para todos, tendo em vista que nos períodos mais chuvosos, o município chega a ficar isolado.

Leia Também:  CDL Cuiabá faz avaliação positiva da Black Friday com resultados acima do esperado

Os primeiros 24 km da rodovia, que não estão pavimentados, receberão serviços de terraplanagem, pavimentação, drenagem e obras complementares, além de sinalização e proteção ambiental. No trecho restante, já pavimentado, serão realizadas obras de revitalização, além da instalação de dois bueiros celulares e o encabeçamento de duas pontes sobre os córregos Eletro II e Fundo de Pedra.

A Sinfra iniciou neste ano a construção de três pontes na MT-413, em um investimento de aproximadamente R$ 5 milhões. De acordo com o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, o objetivo do governo é aumentar a quantidade e a qualidade das rodovias estaduais, construindo novos trechos e garantindo um sistema rodoviário mais eficiente para o cidadão que precisa utilizar estradas para estudar, cuidar da saúde ou trabalhar.

Santa Terezinha também recebeu neste ano uma motoniveladora da Sinfra, para ajudar o município na manutenção de rodovias não pavimentadas. O consórcio Intermunicipal Norte Araguaia, do qual a cidade faz parte, recebeu outras três motoniveladoras, duas escavadeiras e uma pá carregadeira, com o mesmo objetivo.

Leia Também:  Fiemt debate Gestão de insalubridade e periculosidade na indústria em Cáceres

As obras fazem parte do programa Mais MT, o maior programa de investimentos públicos da história de Mato Grosso, lançado pelo governador Mauro Mendes. Apenas para o eixo de infraestrutura estão previstos R$ 4,73 bilhões em investimentos.

GOVMT/Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Virginia Mendes é homenageada como madrinha do projeto de turismo da Aldeia Wazare

Publicados

em

Da Redação com Assessoria

Com a entrega da Carta de Anuência na última quinta-feira (02/12), pelo presidente da Funai, Marcelo Xavier, na Aldeia Wazare localizada no município de Campo Novo do Parecis a 400km de Cuiabá, a primeira aldeia de Mato Grosso com autorização e legalidade a desenvolver o Etnoturismo, a primeira – dama do Estado Virginia Mendes passa a ser a madrinha do projeto. A Aldeia fez a homenagem por gratidão a presença e atenção de Virginia com as ações ligadas aos povos indígenas.

A Carta de Anuência leva em consideração que os indígenas têm assegurado o desenvolvimento sustentável em suas áreas. No evento de entrega também houve a inauguração da maior ‘Hati’ – Casa Tradicional – da história do povo Haliti-Paresi. A nova ‘Hati’ tem 25 metros de comprimento, 10m de largura e 6,10m de altura, um amplo espaço para receber os visitantes e turistas.

Na oportunidade a primeira-dama também fez a entrega de 250 cestas básicas, 250 kits de higiene e limpeza, 270 brinquedos e 270 kits de doces para as crianças. As entregas fazem parte da ação de Natal e dos programas SER Família Solidário e SER Família Indígena.

Leia Também:  Várzea Grande decreta ponto facultativo nos dias 24 e 31 de dezembro no âmbito da Administração Pública

Para a primeira-dama do Estado ser madrinha da Aldeia Wazare é uma honra, ela explicou que o projeto tão esperado merece ser comemorado. “Fiquei emocionada com o convite do Cacique Rony, esse é um momento histórico, porque são 20 anos que ele luta para regularizar o Etnoturismo na Aldeia, sonho que agora é realidade”, ressaltou Viriginia Mendes.

Viriginia agradeceu todos que se deslocaram para participar da entrega do documento tão esperado. “Agradecemos o presidente da Funai, Marcelo Xavier, por entregar em mãos a Carta de Anuência e sua esposa Jucilene que o acompanhou. Quero parabenizar por todo trabalho do nosso superintendente de Assuntos Indígenas, Agnaldo Santos, que não mede esforços para ajudar as comunidades indígenas. Todos, agora, podem ter a oportunidade de vivenciar essa experiência única com segurança, responsabilidade e sustentabilidade. Recomendo a visitação!”.

Para o cacique Rony, as comunidades e as organizações indígenas que trabalhar de forma correta e transparente não terão parcerias negadas. “Por isso eu acho que temos esse apoio tão importante do Governo de Mato Grosso, por meio da nossa primeira-dama Virginia e do governador Mauro, e também da Funai . Nós, da comunidade Paresi, estamos trabalhando com sinceridade e mostrando que não queremos apenas o nosso bem, e sim da comunidade”.

Leia Também:  Intenção de Consumo das Famílias cai em Cuiabá

Marcelo Xavier, entende que é importante levar protagonismo e deixar cada comunidade indígena ter autonomia sobre as suas próprias áreas. “Esta é a solução, ninguém melhor que o próprio indígena para decidir o que deseja ou não deseja fazer dentro das suas terras. Esperamos que esse exemplo sirva como modelo por todo Brasil. O que é muito importante, que precisamos ressaltar é o apoio que o Governo de Mato Grosso e dos municípios têm oferecido a esses projetos. Nós entendemos que essa sinergia envolvendo os entes federativos é essencial para levar dignidade às aldeias brasileiras”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA