Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

MATO GROSSO

Campanha solidária do Sesi arrecada brinquedos e beneficia orfanato em Sinop

Publicados

em

A manhã da ultima quarta-feira foi de muita alegria e emoção para as crianças do Centro Social Menino Jesus, localizado no bairro Jardim América, em Sinop (500 km ao norte de Cuiabá). Funcionários do Sesi em Sinop se reuniram em uma campanha solidária e arrecadaram brinquedos para doar às crianças da instituição. Além dos presentes, os profissionais também doaram seu tempo e promoveram um café da manhã com brincadeiras e diversão.

Para a assistente administrativo de Faturamento da unidade, Renata Cristina Pinho dos Passos, a ação possibilitou a convivência e troca de experiências e também uma grande reflexão a respeito das questões sociais. “Essas crianças têm carência afetiva e atenção, por isso, nossa presença é mais essencial que qualquer brinquedo. Contribuímos com o carinho. Saí de lá com o coração cheio de alegria e emoção. O pouco que doamos, recebemos de volta em forma de amor, abraços e agradecimentos”, apontou.

A gerente do Sesi em Sinop, Édina Scheid, destaca que a ação consistiu na ‘adoção’ de uma criança por cada funcionários. “Além disso, os que não conseguiram adotar, pelo número reduzido de crianças na instituição, fizeram doações de leite, que é o que está faltando nesse momento no orfanato, fraldas, material de higiene e limpeza”.

Leia Também:  Procon Municipal é parceira da Policia Civil em operação de fiscalização

A coordenadora do Centro, Sirlei Maria Cichelero, agradeceu a iniciativa dos funcionários do Sesi e frisou que os momentos de interação são importantes para as crianças e para a instituição. “Agradecemos a todos pela parceria. Quem participou pode ver nos olhinhos das crianças a alegria por receber essa atenção e carinho”.

Fonte:Fiemt

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

MATO GROSSO

Auditores aprimoram técnicas de entrevistas, interrogatórios e detecção de mentiras

Publicados

em

Auditores da Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso (CGE-MT) participaram, neste mês, de treinamento online em técnicas de entrevistas, interrogatórios e detecção de mentiras. O curso foi ministrado por Thompson Cardoso, professor de Inteligência Policial da Academia Superior de Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

O objetivo da capacitação foi aprimorar as habilidades e táticas dos profissionais da CGE-MT para conduzir entrevistas quando da execução de auditorias e avaliações de controle interno, bem como para conduzir interrogatórios quando da realização de procedimentos punitivos em desfavor de agentes públicos e empresas contratadas, a fim de obter o maior número de informações úteis para o objetivo pretendido.

“A ideia do curso foi capacitar os auditores no sentido de colher mais informações tanto em entrevistas para trabalhos de auditoria quanto em interrogatórios para produzir mais provas para a finalidade de procedimentos administrativos voltados a apurar a conduta de servidores e pessoas jurídicas”, destacou o organizador do treinamento, auditor Renan Zattar, da Secretaria Adjunta de Corregedoria Geral da CGE-MT.

Leia Também:  Estudantes de Sinop vencem desafio da indústria com concreto à base de vidro

Nesse contexto, o palestrante abordou aspectos verbais e não verbais necessários para maximizar a produção de informações em entrevistas e interrogatórios. “E, concomitantemente, a inferir efetivamente quanto à veracidade destas informações produzidas para, com o domínio dos fatos, prover a admissão ou confissão, sendo, pois, ferramenta indispensável para a função de auditores estaduais”, destacou o professor Thompson Cardoso.

O curso foi dividido em quatro módulos, com abordagens teóricas e exercícios práticos. No primeiro módulo, o palestrante tratou da análise do discurso, em que abordou os mitos e as verdades na leitura de sinais corporais, apresentou técnicas utilizadas pela Polícia Federal Norte-Americana (FBI) e a Polícia Judiciária de Londres em entrevistas e apresentou tecnologias na detecção das mentiras (polígrafo, analisadores de voz etc).

O segundo módulo foi voltado ao planejamento dos questionamentos e à análise dos aspectos não verbais em uma entrevista. No terceiro módulo, o palestrante explanou sobre técnicas de análise profunda de veracidade de informações do discurso de entrevistados.

Já o último módulo foi voltado às técnicas de interrogatório, em que foram abordadas questões como: planejamento, fases, táticas e postura do auditor em interrogatórios.

Leia Também:  ICMS tem a maior fatia de impostos recolhidos no país

Sobre o palestrante

Professor de Inteligência Policial da Academia Superior de Polícia Civil do Rio Grande do Sul e professor convidado da Escola Superior de Polícia de Goiás, Thompson Cardoso possui 12 anos de experiência como palestrante e professor de técnicas de entrevistas, interrogatórios e detecção de mentiras em empresas, universidades e instituições governamentais.

Na bagagem, acumula cursos realizados com a Polícia Federal Norte-Americana (FBI), o Grupo de Armas e Táticas Especiais de Los Angeles, o Dr. Ray Bull (consultor da Polícia Judiciária de Londres e maior autoridade da Europa em entrevistas e detecção de mentiras) e o Dr. Rui Mergulhão Mendes (maior autoridade de Portugal na área de linguagem não verbal no gerenciamento de situações de crise).

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA