Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

NOTA MT

Sorteio retroativo do Nota MT contempla 999 consumidores

Publicados

em

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) realizou na manhã desta quinta-feira (19.11), o terceiro e último sorteio mensal retroativo do Programa Nota MT. Este sorteio premiou 999 consumidores que pediram para que fosse colocado CPF nas notas emitidas em ter 1º e 31 de maio deste ano, que geraram um total 1.444.977 bilhetes eletrônicos. Seis consumidores foram premiados 2 vezes.

Cinco consumidores ganharam prêmios de R$ 10.000,00 cada. São eles: Laura Cristina Souza Ormond e Rose Carrijo Dourado, de Cuiabá; Rosa Lucia Dal Osto, de Cáceres; Ulisses Genari Ferreira Filho, de Rondonópolis e Jacir Roque Menin, de Itapejara D’Oeste (PR). Outros 994 contribuintes vão receber prêmios de R$ 500, que vão ser creditados a partir de meados do próximo mês.

As cinco cidades com maior número de premiados foram: Cuiabá (381), Sinop (82), Várzea Grande (78), Rondonópolis (59) e Tangara da Serra (51). Além de Mato Grosso foram sorteadas pessoas residentes nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Maranhão.

Leia Também:  Definidos os prefeitos de mais 18 capitais e outras 39 cidades brasileiras

O sorteio desta quinta-feira foi o 15º promovido pela Sefaz neste ano e deveria ter sido realizado 13 de maio, mas não ocorreu pela suspensão dos sorteios da Loteria Federal, provocado pela pandemia da Covid 19. Os certames foram retomados em julho com duas premiações por mês, sendo que em duas ocasiões ocorreram sorteios especiais: de São João (20.07) e Primavera (21.09), com prêmios de R$ 50 mil para 10 contemplados.

A partir de agora, os sorteios estão normalizados e de acordo com o mês vigente. Em dezembro serão realizados dois sorteios. No dia 10 acontece o sorteio mensal relativo às notas emitidas em novembro, quando serão distribuídos 1.000 prêmios de 500 reais e 5 prêmios de R$ 10 mil. No dia 17 acontece o sorteio especial de Natal, com 5 prêmios de R$ 50 mil para notas emitidas a partir de 1º de setembro.

Desde o início do Nota MT, em agosto de 2019, 12.274 pessoas foram contempladas nos sorteios, somando cerca de R$ 7 milhões que já foram ou estão sendo repassados aos premiados. Neste ano foram 9.831 consumidores sorteados com valores de R$ 500, R$ 10 mil e R$ 50 mil.

Leia Também:  Mato Grosso é 5º Estado que mais investiu em saúde pública no país

Um ano e meio de sucesso

O Programa Nota MT completou um ano de lançamento no dia 17 de junho, e teve seu primeiro sorteio em agosto. Com o sorteio desta quinta-feira o programa chega a 15.285 pessoas contempladas que receberam premiações de R$ 500, 10 mil e 50 mil reais. Neste ano já são  10.942  os consumidores sorteados Ao todo cerca de R$ 7 milhões e 750 mil em prêmios foram  distribuídos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Executivo do Carrefour afirma que empresa errou no episódio que vitimou João Alberto

Publicados

em

O vice-presidente do Carrefour no Brasil, Stephano Engelhard, pediu desculpas pelo episódio que vitimou João Alberto Freitas em uma loja da rede em Porto Alegre (RS). O pedido foi feito em reunião virtual nesta quinta-feira (3) da comissão externa da Câmara que acompanha a investigação do caso:

“O Carrefour errou, o Carrefour falhou. Tem alguma coisa que não funcionou no Carrefour. Vou deixar isso bem claro para que não haja dúvidas. Pode ser uma empresa terceirizada, mas a responsabilidade é nossa”, disse.

João Alberto, que era negro, morreu no dia 19 de novembro após ser espancado por dois seguranças da loja. O coordenador da comissão, deputado Damião Feliciano (PDT-PB), começou a reunião, afirmando que o problema não está localizado na rede de supermercados:

“Nós, eu como coordenador, quero iniciar a fala dizendo que nós ficamos estarrecidos com o que aconteceu no Carrefour. E repito que não é uma peculiaridade só do Carrefour. Outras empresas cometeram atitudes semelhantes. Mas nós vamos aqui tomar como uma questão simbólica por ter tido a morte de mais um corpo negro”, afirmou.

Leia Também:  Morre o cantor Parrerito, do Trio Parada Dura

Campanha contra o racismo
Stephano explicou que a rede Carrefour foi procurada por outras grandes empresas interessadas em apoiar uma campanha contra o racismo no país. O executivo disse que a empresa está fazendo uma auditoria de todas as suas atividades para identificar os problemas que causaram a morte de João Alberto.

Segundo ele, foi criado um comitê de diversidade dentro da empresa para propor novas soluções e políticas de inclusão. Stephano Engelhard afirmou que a rede tem 90 mil funcionários no país.

Após a fala inicial do vice-presidente, a reunião da comissão externa prosseguiu, mas fechada, acompanhada apenas pelos deputados do colegiado.

Reportagem – Sílvia Mugnatto
Edição – Roberto Seabra

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA