Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

NOTA MT

Sorteio retroativo do Nota MT contempla 999 consumidores

Publicados

em

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) realizou na manhã desta quinta-feira (19.11), o terceiro e último sorteio mensal retroativo do Programa Nota MT. Este sorteio premiou 999 consumidores que pediram para que fosse colocado CPF nas notas emitidas em ter 1º e 31 de maio deste ano, que geraram um total 1.444.977 bilhetes eletrônicos. Seis consumidores foram premiados 2 vezes.

Cinco consumidores ganharam prêmios de R$ 10.000,00 cada. São eles: Laura Cristina Souza Ormond e Rose Carrijo Dourado, de Cuiabá; Rosa Lucia Dal Osto, de Cáceres; Ulisses Genari Ferreira Filho, de Rondonópolis e Jacir Roque Menin, de Itapejara D’Oeste (PR). Outros 994 contribuintes vão receber prêmios de R$ 500, que vão ser creditados a partir de meados do próximo mês.

As cinco cidades com maior número de premiados foram: Cuiabá (381), Sinop (82), Várzea Grande (78), Rondonópolis (59) e Tangara da Serra (51). Além de Mato Grosso foram sorteadas pessoas residentes nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Maranhão.

Leia Também:  Estatuto do Idoso faz 17 anos com dificuldades de implementar políticas públicas

O sorteio desta quinta-feira foi o 15º promovido pela Sefaz neste ano e deveria ter sido realizado 13 de maio, mas não ocorreu pela suspensão dos sorteios da Loteria Federal, provocado pela pandemia da Covid 19. Os certames foram retomados em julho com duas premiações por mês, sendo que em duas ocasiões ocorreram sorteios especiais: de São João (20.07) e Primavera (21.09), com prêmios de R$ 50 mil para 10 contemplados.

A partir de agora, os sorteios estão normalizados e de acordo com o mês vigente. Em dezembro serão realizados dois sorteios. No dia 10 acontece o sorteio mensal relativo às notas emitidas em novembro, quando serão distribuídos 1.000 prêmios de 500 reais e 5 prêmios de R$ 10 mil. No dia 17 acontece o sorteio especial de Natal, com 5 prêmios de R$ 50 mil para notas emitidas a partir de 1º de setembro.

Desde o início do Nota MT, em agosto de 2019, 12.274 pessoas foram contempladas nos sorteios, somando cerca de R$ 7 milhões que já foram ou estão sendo repassados aos premiados. Neste ano foram 9.831 consumidores sorteados com valores de R$ 500, R$ 10 mil e R$ 50 mil.

Leia Também:  Deputados aprovam urgência para projeto que pune quem destruir vacinas

Um ano e meio de sucesso

O Programa Nota MT completou um ano de lançamento no dia 17 de junho, e teve seu primeiro sorteio em agosto. Com o sorteio desta quinta-feira o programa chega a 15.285 pessoas contempladas que receberam premiações de R$ 500, 10 mil e 50 mil reais. Neste ano já são  10.942  os consumidores sorteados Ao todo cerca de R$ 7 milhões e 750 mil em prêmios foram  distribuídos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Inmetro vai instalar certificação em bombas de combustível

Publicados

em

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) pretende instalar, em breve,  certificação digital em bombas de combustível, disse nesta sexta-feira (30) o presidente do Inmetro, Marcos Oliveira Júnior, durante entrevista no programa A Voz do Brasil. Desde junho, o instituto está habilitado a emitir certificados digitais.

“Infelizmente tem alguns postos de gasolina no país que adulteram a bomba de combustível na placa-mãe, o que nós chamamos uma fraude digital, que insere alguns pulsos elétricos e quando você vai ver no display, a bomba vai marcar mais do que está abastecendo o seu carro. Com a certificação digital, o posto vai assinar digitalmente. Isso vai alimentar uma base de dados e nós vamos poder verificar se está tendo fraude ou não”, disse Oliveira Junior.

Segundo o presidente, o consumidor, por meio de um aplicativo de celular, vai poder verificar o que está sendo abastecido e o que está sendo assinado digitalmente.

Oliveira Junior disse que a grande inovação dos certificados digitais é que o Inmetro passa a poder certificar objetos, como é o caso das bombas de combustível. “Com isso a gente pode certificar não só a existência desse objeto, que esse objeto está legal, está ok, como também as medidas que esse objeto faz, as características dele”, disse.

Leia Também:  Mega-Sena pode pagar R$ 6 milhões neste sábado

O presidente do Inmetro também falou sobre cuidados com a compra de materiais escolares. Ele disse que o instituto tem cerca de 25 produtos regulamentados porque oferece algum tipo de risco para crianças. “A grande dica para o consumidor é verificar se esse produto está regulamentado pelo Inmetro, se ele tem o selo do Inmetro. Se ele não tiver, reporta, procura o Inmetro para comunicar para que a gente possa atuar”, orientou

Veja a entrevista completa

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA