Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

INSTITUTO

Intermat conclui atualização do projeto de regularização de glebas e assentamentos em Mato Grosso

Publicados

em

Os servidores do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) e do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) finalizaram, nesta terça-feira (20.07), um Whorkshop voltado à atualização e estruturação do projeto de regularização de terras rurais. As instituições estão unidas através do programa “Terra a Limpo” para concluir a fase de planejamento e alavancar a regularização fundiária de Mato Grosso de 2021 até 2023.

Com a estruturação do plano, a meta é realizar 54 mil quilômetros de georreferenciamento, ter 34 mil imóveis rurais georreferencidos com visita social, outros 34 mil inseridos no Sistema de Gestão Fundiária e 21 mil imóveis rurais escriturados.

O presidente do Intermat, Francisco Serafim Barros, acompanhou o encerramento do Workshop e avaliou como positivo o esforço das instituições para sanar o problema da regularização agrária, pois são inúmeras as famílias que aguardam há mais de três décadas pela documentação definitiva do lote.

“Com o programa “Terra a Limpo” estamos alinhando todo o planejamento e as ações que estão em andamento e serão executadas até 2023. Queremos colher frutos da melhor qualidade para entregarmos a nossa sociedade o trabalho finalizado da regularização fundiária de aproximadamente 88 municípios do bioma amazônico. Vamos resolver a situação de muitas famílias que estão há mais de 30 anos esperando pelo seu título. Essa parceria com o Incra vai contribuir e estamos unidos para garantir excelentes resultados ao cidadão mato-grossense”, declarou o presidente do Intermat.

Leia Também:  Civil cumpre 11 mandados em operação de combate ao tráfico de cocaína

O programa prevê um investimento de R$72,9 milhões em Mato Grosso, com o objetivo de promover a resolução de conflitos e a segurança jurídica pela posse da terra.

“Os três dias de encontro resultaram na produção final do plano de trabalho, entre Intermat e Incra. Estamos em um esforço coletivo para realizar o processo de titulação de glebas e assentamentos que integram o bioma amazônico”, salientou o coordenador setorial do programa, Benetido Strobel.

O “Terra a Limpo” foi instituído pelo Decreto nº 1.560, de 29 de junho de 2018, sob a coordenação central da Casa Civil, com a implementação da política fundiária no Estado realizada pelo Intermat, em parceria com o Incra e demais órgãos estaduais.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Saúde Estadual apoia carreata de conscientização ao aleitamento materno

Publicados

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), por meio da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde, apoiou a carreata  pela amamentação que deu início à agenda da campanha Agosto Dourado em Mato Grosso.

Neste ano, o tema central da campanha é “Proteger a amamentação: uma responsabilidade de todos”.

Organizada pelo Grupo Supermães, a mobilização teve concentração na Praça das Bandeiras, na Avenida do CPA, e iniciou às 09h30. O percurso finalizou na Praça Alencastro, no centro da Capital.

“O aleitamento materno é importante para a saúde da mãe e do bebê. Protege contra diversas doenças, proporciona a primeira proteção ao bebê, é de extrema importância para o desenvolvimento cerebral. Para a mãe, é benefício para saúde, previne o câncer de colo de útero. A amamentação tem um valor de ouro”, disse a presidente do Grupo Supermães, Josemara Lima.

Nos locais de concentração, houve a orientação sobre a importância de se proteger a amamentação. A organização do evento também orientou quanto aos cuidados de biossegurança para prevenir a Covid-19, sendo obrigatório o uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social.

“Colocamos a primeira carreata pela amamentação na agenda oficial do Governo, juntamente com o Grupo Supermães, para anunciar o Agosto Dourado em Mato Grosso. Vamos ter atividades durante todo o mês e discutiremos o tema principal da campanha, que é de que a amamentação é uma responsabilidade de todas e todos”, explicou o idealizador do Agosto Dourado e servidor da SES-MT, Rodrigo Carvalho.

Leia Também:  País registra 50.177 novos casos de covid-19, nas últimas 24 horas

A coordenadora da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde da SES-MT, Rosiene Pires, ainda reforçou a extensa agenda do Agosto Dourado, organizada pela Saúde Estadual. “Essa carreata dá início à agenda do Agosto Dourado em Mato Grosso, que contará com muitas atividades. Nesta segunda-feira, nós já teremos o primeiro Webinar com assuntos temáticos sobre a amamentação”, pontuou a gestora.

Também foram parceiros da carreata o Grupo do Ventre ao Coração, a Associação de Doulas de Mato Grosso (Adomato), o Banco de Leite de Cuiabá, a Família Canguru, a Câmara Municipal de Cuiabá, a Secretaria Municipal da Mulher de Cuiabá e o Grupo Omem.

Na foto, a mãe Givanilda Ferreira com a filha Liz Giulia, de um ano

Agosto Dourado

A partir do dia 2 de agosto, terá início a programação virtual com atividades educativas e transmissão pelo canal da Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso, no YouTube. A programação é feita em parceria com a Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e demais parceiros.

A palestra tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno será proferida por Rosana De Divitiis, integrante do Conselho Diretor da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar – IBFAN Brasil.

Leia Também:  Projeto criminaliza atropelamento de cães e gatos

A programação ao longo do mês segue com os Encontros Macrorregionais de Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável, nos dias 03, 11, 19, 24 e 26 de agosto, realizados pelos Escritórios Regionais de Saúde em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde das regiões.

Em parceria com a SES-MT, a Faculdade de Nutrição da UFMT também promoverá, no dia 31 de agosto – Dia do Nutricionista –, o webinar “Extensão em pesquisa em aleitamento materno: experiências bem-sucedidas em Mato Grosso”.

O módulo contará com a presença da diretora da Faculdade de Nutrição da UFMT, Tânia Kinasz, da coordenadora da Faculdade de Nutrição da UFMT, Patrícia Nogueira, e do representante da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde da SES-MT, Rodrigo Carvalho.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA