Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

VACINA

Ministro da Saúde libera vacinas extra contra a covid para Cuiabá

Publicados

em

Após pedido do prefeito Emanuel Pinheiro e articulação política do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, Emanuelzinho, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou a destinação de doses extras de vacina contra a covid-19 para a Prefeitura de Cuiabá, em contrapartida à realização de jogos disputados pela Copa América ao longo do mês de junho na capital. A resposta foi dada pelo ministro ao parlamentar durante audiência realizada na manhã desta quarta-feira (9), ocasião em que gravaram um vídeo juntos, anunciando a medida. Na terça-feira (8), o prefeito e o deputado federal se reuniram pessoalmente com o presidente da República, Jair Bolsonaro, para defender o pleito dos cuiabanos.

“Essa demanda das vacinas com certeza nós vamos atender, com muito prazer. Eu já vou verificar com o Programa Nacional de Imunização a quantidade de doses que será remetida para a capital de Mato Grosso, a nossa querida Cuiabá. Em breve eu quero estar com você e com o povo cuiabano. O Ministério da Saúde está sempre de portas abertas”, afirmou o ministro ao deputado.

Leia Também:  Inglaterra detecta mais de 1.000 casos de mutação do coronavírus

Por sua vez, Emanuel Pinheiro Neto agradeceu a parceria e reforçou o convite para que o ministro venha a Cuiabá, juntamente com a boa notícia das vacinas extras. “Quanto mais doses para Cuiabá, melhor. Até sexta-feira devemos ter uma agenda novamente para que o ministro possa nos posicionar sobre a quantidade de doses que receberemos na nossa capital. Que a gente possa garantir da segurança e a vida da população”, disse.

O prefeito Emanuel Pinheiro comemorou a resposta do governo federal e disse que seu maior foco, no momento, é obter a maior quantidade possível de vacinas para imunizar toda a população adulta da cidade. Ele formalizou o pedido de mais 670 mil doses, quantidade suficiente para assegurar as duas doses da população acima de 18 anos de Cuiabá. “Com muita alegria e satisfação, recebi a notícia do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, que tem desenvolvido um trabalho incansável em prol da saúde e da vida dos cuiabanos e dos mato-grossenses, de que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que a gestão Jair Bolsonaro vai mandar mais vacinas para imunizar a nossa população! Isso representa a vitória do esforço, da união e da interlocução do nosso deputado Emanuelzinho e de todos os cuiabanos, que merecem ser beneficiados com a imunização contra a covid-19, já que um grande evento esportivo, que é a Copa América, vai acontecer em terras cuiabanas ao longo de todo o mês de junho, o que com certeza vai impactar a rotina da cidade, por mais que haja protocolos restritivos”, pontuou o gestor.

Leia Também:  Câmara pode votar nesta quinta-feira projeto que cria cartão on-line de vacinação

VEJA:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Apesar de alta abstenção, mais de 40% da população adulta de Cuiabá já foi vacinada pelo menos com a primeira dose da vacina contra a covid-19

Publicados

em

 

Somente na última quarta-feira (16), mais de 3 mil pessoas dos variados grupos contemplados faltaram aos polos de vacinação contra a covid-19, mesmo estando agendadas para tomar a primeira dose. Atualmente, a Prefeitura de Cuiabá está vacinando pessoas a partir de 53 anos sem comorbidades, pessoas com comorbidade ou deficiência permanente grave a partir de 18 anos, gestantes e puérperas a partir de 18 anos com ou sem comorbidade e que tenham atestado médico, pessoas com síndrome de Down a partir de 18 anos, trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e das Forças Armadas, trabalhadores da Saúde e da Educação, profissionais da imprensa e da Assistência Social.

Entre os dias 20 de janeiro e 16 de junho, a Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da campanha de imunização contra a covid-19 “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” já aplicou 247.024 doses, o que significa que 86,5% das 287.092 doses recebidas já foram utilizadas, conforme a plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Governo de MT entrega 250 cestas básicas aos moradores do bairro Mapim

Com relação à primeira aplicação, foram aplicadas 183.768 doses, ou seja, 91,2% das doses recebidas para esta etapa da imunização. Na segunda aplicação, 63.266 pessoas já completaram o esquema vacinal, o que representa 75,7% das doses recebidas para tal. Em termos populacionais, 29,6% da população geral cuiabana já tomou a primeira dose da vacina e 10,1% da população já completou o esquema vacinal. Levando-se em conta apenas a população adulta (acima de 18 anos), que é de cerca de 454 mil pessoas, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2020, mais de 40% da população adulta já tomou a primeira dose e mais de 13% da população acima de 18 anos já tomou as duas doses.

O grupo prioritário que mais se vacinou, até o momento, foi o de trabalhadores da saúde, em que 30.040 pessoas já tomaram a primeira dose, ou seja, 128,5% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde para Cuiabá. Em seguida, o grupo de idosos foi o que mais buscou a vacina. Foram 80.925 pessoas vacinadas, o que representa 106,2% da população estimada.

Leia Também:  Governador comemora adicional a servidores que atuam contra a covid-19

Dentre as categorias de trabalhadores do ensino básico e do ensino superior, 13.817 já haviam se vacinado até o dia 16 de junho, o que representa 79,4% da meta. Entre as pessoas com comorbidades, 35.858 já tomaram ao menos a primeira dose, o que corresponde a 66,9% do público. No grupo prioritário de trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento, 5.352 já se vacinaram, ou seja, 61,2%.

Além disso, Cuiabá já vacinou mais de 2 mil pessoas do grupo de vulnerabilidade, composto por motoristas do transporte coletivo, carroceiros, catadores de material reciclável, trabalhadores da limpeza urbana, bem como pessoas em situação de rua.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA