Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

COMUNICAÇÃ

Mídias da Secom humanizam governo e mostram recuperação econômica de MT

A pasta tem o papel de informar onde está sendo investido o dinheiro da população

Publicados

em

A secretária estadual de Comunicação do governo de Mato Grosso (Secom), Laice Souza, está usando uma linguagem institucional clara, comparativa e humanizada do atual Governo.

As novas campanhas de mídia lideradas, pela executiva, reforçam as ações da administração no combate a pobreza, com distribuição de renda direta a mais de 100 mil famílias.

A propaganda governamental esclarece ainda a caótica situação financeira do estado, em janeiro de 2019. De péssima pagadora, a Sefaz saltou para nota A, a máxima, conferida pela rigorosa Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Com a função de informar a população de como o dinheiro dela é investido, a Secom consegue polir a imagem do Executivo.

Além de Laice, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, também monitora de perto todas as ações de marketing da gestão capitaneada pelo governador, Mauro Mendes (DEM).

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador se reúne com generais do Exército e reforça parceria em ações
Propaganda

EXECUTIVO

Aberto crédito suplementar para censo, hospitais, infraestrutura e órgãos do Executivo

Publicados

em

Foi publicada do Diário Oficial da União desta quinta-feira (19) a Lei 14.223, de 2021, que abre ao Orçamento da União crédito suplementar de R$ 2,082 bilhões em favor de diversos órgãos do Poder Executivo.

A verba será destinada a programas de fomento ao setor agropecuário; aos censos demográfico, agropecuário e geográfico; ao funcionamento e gestão de instituições hospitalares federais; ao desenvolvimento de políticas de segurança pública, prevenção e enfrentamento à criminalidade; à conservação e recuperação de ativos de infraestrutura da União; à construção e recuperação de estradas; além de dezenas de outras finalidades.

A lei é resultante do PLN 20/2021, aprovado pelo Senado em 7 de outubro. A nova norma esclarece que dinheiro para abertura do crédito decorre da anulação de dotações orçamentárias e do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial da União no exercício de 2020 (recursos próprios primários de livre aplicação e recursos de concessões e permissões).

O crédito suplementar, como este aberto pela Lei 14.223, é um tipo de crédito destinado ao reforço do Orçamento. É encaminhado ao Congresso Nacional pelo presidente da República por meio de projeto de lei.

Leia Também:  Governador se reúne com generais do Exército e reforça parceria em ações

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA