Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

REPASSES

Instituto Lions da Visão inaugura hospital: “Se não fosse o governador, não teríamos conseguido”

Publicados

em

O presidente do Instituto Lions da Visão, Whady Lacerda, afirmou que os repasses feitos pelo Governo de Mato Grosso, no valor de R$ 2 milhões, foram fundamentais para a entrega do Hospital Oftalmológico da entidade, que é o maior da América Latina nessa especialidade, inaugurado neste sábado (09.10).

A obra para a construção da unidade filantrópica estava paralisada há mais de 10 anos e foi retomada no ano passado, após o governador Mauro Mendes anunciar repasses para finalizar o hospital. Além disso, a Assembleia Legislativa também ingressou na parceria e destinou mais R$ 1,5 milhão.

“Ganhamos essa área do então governador Dante de Oliveira. O Blairo Maggi ajudou também na gestão dele. Os demais governadores nada. Mas o governador Mauro Mendes nos visitou aqui, arrumou o dinheiro, fizemos a obra e isso foi decisivo. Se não fosse ele, nós não terminaríamos a obra. Ele destinou recursos e liberou emendas para o hospital. Vários deputados também ajudaram”, declarou Lacerda.

Mauro Mendes destacou que além do repasse, o Governo de Mato Grosso vai contratar 56 mil cirurgias oftalmológicas pelo instituto, por meio do programa Mais MT Cirurgias. O objetivo é zerar a fila de pessoas que aguardam por algum tipo de procedimento dessa natureza.

Leia Também:  Após críticas por atrasos, ministro promete “fazer de tudo” para salvar o bioma pantanal

“Com trabalho, seriedade e fé em Deus, entregamos resultado, e esse hospital é um exemplo disso. Esse dinheiro que foi colocado na obra é do povo mato-grossense, e é nosso dever aplicar bem o dinheiro público para beneficiar a população. E o Lions faz essa boa política do amor ao próximo aqui em Mato Grosso, no Brasil e no mundo”, pontuou.

Para o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, a parceria para a entrega do hospital é mais uma ação voltada a fazer a Saúde funcionar em Mato Grosso.

“O governador na campanha fez a promessa de fazer a saúde funcionar, e está fazendo. Estamos modernizando as nossadestruturas, ampliando as unidades de saúde para que consigamos levar a população a saúde de qualidade. E com essa contratação de 56 mil cirurgias, queremos zerar os procedimentos oftalmológicos no estado por meio dessa parceria com o Lions e com outras instituições. Temos uma demanda grande pela frente e vamos acabar com essa fila de pessoas que aguardam cirurgia”, destacou.

O hospital 

A unidade de saúde é gerida pelo Instituto Lions da Visão (Distrito LB-4) e prevê a realização de 1.000 cirurgias por mês via Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia Também:  Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 82 milhões

O hospital está localizado no Bairro CPA1 e dispõe de uma estrutura de 3 mil m² de área construída e 16m² de área total. Conforme a diretora administrativa da unidade, Regina Maria Pereira de Souza, o local conta com 10 leitos de enfermaria e quatro centros cirúrgicos, com a capacidade de realizar 100 procedimentos por dia.

Entre as cirurgias a serem realizadas estão catarata, glaucoma, estrabismo, pterígio e de blefaroplastia.

Antes, entre 2002 e 2007, o hospital estava locado em um espaço de 1.000 m² no Hospital Sotrauma. Depois, os serviços passaram a ser realizados em um imóvel de aproximadamente 1.100 m² doado pelo Estado de Mato Grosso localizado no bairro Baú.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Aberto crédito suplementar para censo, hospitais, infraestrutura e órgãos do Executivo

Publicados

em

Foi publicada do Diário Oficial da União desta quinta-feira (19) a Lei 14.223, de 2021, que abre ao Orçamento da União crédito suplementar de R$ 2,082 bilhões em favor de diversos órgãos do Poder Executivo.

A verba será destinada a programas de fomento ao setor agropecuário; aos censos demográfico, agropecuário e geográfico; ao funcionamento e gestão de instituições hospitalares federais; ao desenvolvimento de políticas de segurança pública, prevenção e enfrentamento à criminalidade; à conservação e recuperação de ativos de infraestrutura da União; à construção e recuperação de estradas; além de dezenas de outras finalidades.

A lei é resultante do PLN 20/2021, aprovado pelo Senado em 7 de outubro. A nova norma esclarece que dinheiro para abertura do crédito decorre da anulação de dotações orçamentárias e do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial da União no exercício de 2020 (recursos próprios primários de livre aplicação e recursos de concessões e permissões).

O crédito suplementar, como este aberto pela Lei 14.223, é um tipo de crédito destinado ao reforço do Orçamento. É encaminhado ao Congresso Nacional pelo presidente da República por meio de projeto de lei.

Leia Também:  Parceria entre Anatel e Receita Federal apreende 243,7 mil equipamentos irregulares de telecom

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA