Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

KIT COVID

Governo já distribuiu 2,5 mil kits de medicamentos contra Covid-19

Publicados

em

Em nove dias de funcionamento do Centro de Triagem, na Arena Pantanal, o Governo de Mato Grosso já distribuiu 2.560 mil kits de medicamentos que tratam os sintomas leves da Covid-19. A iniciativa visa o tratamento precoce da doença e, consequentemente, a redução do contágio pelo vírus no Estado e do agravamento dos quadros clínicos.

A diretora do Hospital Estadual Santa Casa, Patrícia Neves, que coordena a unidade de triagem, explicou que não apenas os pacientes com diagnóstico de coronavírus recebem medicamentos, mas também aqueles considerados suspeitos.

“Apesar de a Atenção Básica não ser uma atribuição do Estado, nós não estamos medindo esforços para oferecer esse primeiro atendimento aos pacientes da baixada cuiabana. Dessa forma, conseguiremos uma importante evolução dos quadros para cura e, dessa maneira, diminuir a procura por um leito de UTI”, avalia Patrícia.

Do dia 22 a 30 de junho, mais de 4.200 atendimentos foram realizados no Centro, sendo que cerca de 72% dos pacientes eram moradores de Cuiabá. O balanço ainda aponta que 883 pessoas testaram positivo para o coronavírus; além dos medicamentos, os médicos também prescreveram exames de tomografia para 230 pacientes.

Leia Também:  Prefeitura apresenta plano de ações para exercício de 2021 à Câmara

Somente na quinta-feira (30), foram distribuídas 658 senhas e 571 pessoas compareceram para o atendimento. Desse total, 90 testaram positivo para o vírus e foram entregues 337 kits de medicamentos, com 47 tomografias realizadas.

O atendimento no Centro de Triagem funciona das 7h às 19h, mas o acesso à Arena ocorre até às 17h. São entregues até 650 senhas das 6h às 6h45. É obrigatório o uso de máscaras de proteção e as equipes do Corpo de Bombeiros monitoram o local para garantir a organização do espaço durante a entrega das senhas.

O Centro conta com uma equipe de 20 médicos, que atende adultos com sintomas leves da Covid-19. No local, é possível realizar o Cadastro Nacional de Saúde (CNS), a testagem rápida, o atendimento médico, a tomografia e a retirada de medicamentos, caso haja a prescrição médica.

Como chegar

O Centro de Triagem foi montado no estádio de futebol da Arena Pantanal, localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá. Para chegar até o local por meio do transporte público, o cidadão pode embarcar na linha 609, que sai da Estação Alencastro, em frente à Prefeitura de Cuiabá.

Leia Também:  Após mal-estar, governador de Mato Grosso Mauro Mendes é internado

Quem pretende utilizar automóvel próprio para chegar à Arena Pantanal, poderá deixar o veículo no estacionamento do estádio.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Governo de Mato Grosso contesta declaração do deputado Elizeu Nascimento

Publicados

em

Por

Por meio de nota oficial o Governo do Estado de Mato Grosso reagiu à declarações feitas pelo deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) à respeito da reforma promovida pela Secretaria de Saúde no Hospital Regional de Barra do Bugres.

Em matéria divulgada à Imprensa, nesta segunda-feira (03), o parlamentar acusa o Estado de ter deixado a população da cidade de Barra do Bugres, distante 175 quilômetros de Cuiabá, sem atendimento médico por ocasião de uma reforma no Hospital Regional, que também atende outros nove municípios da região.

No entanto, na mesma matéria o deputado afirma que não foram interrompidos os atendimentos de urgências e emergências e, ainda, os casos de alta e média complexidade estariam sendo encaminhados para hospitais de outros municípios e de Cuiabá.

Em nota, o Governo do Estado lamentou a forma como o parlamentar tratou a questão do Hospital Regional de Barra do Bugres. “Ao invés de dizer a verdade, o deputado prefere fazer sensacionalismo com um assunto tão importante que é a Saúde Pública”, diz a nota divulgada à Imprensa.

O anúncio da obra foi feito pelo governador Mauro Mendes (DEM) em 25 de maio, após reunião com o o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo; e os prefeitos Raimundo Nonato (Barra do Bugres), Eliane Lins (Denise) e Rafael Machado (Campo Novo do Parecis).

Leia Também:  Prefeitura apresenta plano de ações para exercício de 2021 à Câmara

à época, o secretário de Estado da Saúde disse que o que o Estado faria naquele momento era o planejamento de como fazer esse investimento na modernização. “Não vamos paralisar as atividades. Nossa equipe vai fazer o projeto junto com o Consórcio para tornar o hospital mais moderno, no nível de requinte que estamos fazendo nos demais hospitais do Governo do Estado”, reforçou Figueiredo.

O texto do governo reforça que o Hospital Regional de Barra do Bugres não será desativado como disse o deputado.  A unidade que era administrada pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde voltou para o Estado, que decidiu fazer uma reforma total no prédio, que passará por uma ampla modernização de toda a estrutura hospitalar, justifica o texto oficial.

Ainda der acordo com o governo, ao contrário do que o deputado diz, a interrupção temporária no atendimento é porque a Secretaria de Saúde fará um investimento na unidade na ordem de R$ 3 milhões, para que a população da região possa receber um atendimento digno e de qualidade, como a exemplo do que está acontecendo em outras regiões do Estado.

Leia Também:  Prefeita recebe secretário da Casa Civil e deputados durante agenda em Sinop

A nota segue afirmando que o deputado Elizeu Nascimento não fala é que Estado irá repassar recursos financeiros para as prefeituras  de Tangará da Serra, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Nova Marilândia, Santo Afonso, Arenápolis, Denise, Nortelândia e Porto Estrela e, assim, subsidiar os serviços médicos que eram prestados pelo Hospital, durante a reforma, não deixando a população desguarnecida.

Todo o trabalho de retomada da unidade pelo Estado, das negociações para garantir o atendimento à população e da reforma do Hospital foram tratados pelo Governo de Mato Grosso, deputados estaduais da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, deputados federais e pelos prefeitos da região. Infelizmente, o deputado Elizeu, por não participar de nenhuma reunião ou nem mesmo buscar se informar das ações já adotadas, prefere a opção de propagar inverdades e causar terrorismo na população, conclui o governo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA