Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CONTINUIDADE

Governo economizará R$ 8,7 milhões na retomada da obra do Hospital Júlio Müller

Publicados

em

O Governo do Estado irá economizar R$ 8,788 milhões, em relação ao investimento que estava estimado inicialmente, na retomada das obras do Hospital Universitário Júlio Müller, localizado entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger. O orçamento estimado foi divulgado após a homologação e adjudicação do resultado final da licitação da obra do hospital, paralisada há seis anos.

Considerada uma das principais ações do Governo do Estado no programa Mais MT, no eixo da Saúde, a obra será executada por R$ 207,485 milhões pelo Consórcio Jota Ele-MBM, composto pelas empresas Jota Ele Construções Civis S/A e MBM Serviços de Engenharia Ltda, declarado vencedor da licitação. Inicialmente havia sido estimado o valor de R$ 216,273 milhões para a retomada e conclusão do hospital.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a  licitação realizada pela Sinfra foi na modalidade  RDCI (Regime Diferenciado de Contratação Integrada) e trazia o instrumento de “orçamento sigiloso”, no qual o valor de referência para a retomada da obra, atribuído pelo Governo do Estado, somente é revelado ao final do certame.

Desse modo, as sete empresas participantes do processo licitatório, sendo cinco sob a forma de consórcio, apresentaram suas propostas de preço sem ter o conhecimento de quanto o Estado pretendia investir na obra. Com a homologação do Consórcio Jota Ele-MBM como vencedor da licitação, em razão da melhor pontuação (técnica e preço), com 91,58 de nota final, e a conclusão em definitivo da licitação, o orçamento referência da Sinfra pôde ser divulgado agora.

Leia Também:  Metade dos servidores do Palácio do Planalto está em teletrabalho

“Quando nós incluímos esse orçamento sigiloso no edital de licitação, queríamos justamente impedir que o valor atribuído pelo Governo do Estado acabasse sendo base única para as propostas das participantes, sem que essas interessadas analisassem o edital,  o anteprojeto, quais as condições da obra, o que já foi feito e o que ainda falta fazer. Com isso, nós conseguimos que as participantes propusessem uma planilha orçamentária que elas realmente acham necessária para investir na conclusão da obra evitando aditivos posteriores”, disse o secretário.

Ainda segundo Marcelo de Oliveira, esse instrumento de “orçamento sigiloso” garantiu que somente empresas com interesse real de executar a obra do hospital até o fim participassem da licitação, o que afastou aquelas que não tinham conhecimento técnico especifico e “empresas aventureiras”.

“As empresas apresentaram propostas de preço e toda a documentação técnica para comprovar a capacidade para dar continuidade e concluir a obra. A comissão de licitação analisou cada ponto até que fosse possível declarar a vencedora. Foi um processo rigoroso, porque quisemos garantir que a empresa a assumir o hospital Júlio Müller tenha a expertise nesse tipo de obra específica”, afirmou o secretário.

Com o término da licitação, a Sinfra já está dando andamento para a assinatura do contrato com o Consórcio Jota Ele-MBM, o que deve ocorrer até a próxima semana, para posterior emissão de ordem de início dos serviços. Essa é mais uma obra que estava prevista para ser entregue na Copa do Mundo e que é retomada pela atual gestão do Governo de Mato Grosso.

Leia Também:  Prefeita recebe secretário da Casa Civil e deputados durante agenda em Sinop

O Consórcio Jota Ele-MBM será o responsável pela elaboração do projeto executivo e também pela execução da obra do hospital, que teve início em 2012 e até o presente momento tem apenas 9% de seu andamento concluídos. O anteprojeto, que foi elaborado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mantém a concepção de hospital-escola e prevê a construção de oito blocos para atender as áreas assistenciais, de internação, nutrição, administrativa, entre outras.

Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 para recém-nascidos (neonatal). Além disso, contará ainda com 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem e outras 53 salas administrativas.

Histórico

As obras do novo Hospital Universitário Júlio Müller começaram após o Governo do Estado firmar convênio com a UFMT e eram executadas pelo consórcio Normandia – Phoenix- Edeme, formado pelas empresas Normandia Engenharia Ltda., Construtora e Incorporadora Phoenix Ltda. e Edeme Construções Civis e Planejamento Ltda.

Em 2014, ano previsto para a conclusão da obra, os serviços foram paralisados e, posteriormente, o contrato foi rescindido pelo não cumprimento do cronograma. O investimento previsto era de R$ 116,5 milhões, sendo que metade dos recursos eram estaduais e metade federais, através pelo Ministério da Educação (MEC). Para a atual retomada das obras, R$ 96 milhões de recursos federais já estão assegurados.

Fonte: GOV MT
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

“Virginia Mendes está construindo uma nova história de valorização e respeito aos indígenas”, afirma cacique Rony

Publicados

em

A primeira-dama do Estado de Mato Grosso, Virginia Mendes, esteve nesta terça-feira (01.12), pela terceira vez, na aldeia Wazare, no município de Campo Novo do Parecis, localizada a 390 km de Cuiabá. Ela entregou 500 cestas básicas, 500 cobertores e 300 brinquedos para as crianças da comunidade indígena local, incluindo 12 aldeias de três etnias (Haliti-Paresi, Manoki e Nambikwara).

A ação faz parte do programa “Vem Ser Mais Solidário”, que vai distribuir um total de 4 mil kits de alimentos, materiais de limpeza e higiene pessoal, contemplando ainda as comunidades indígenas de Juína e Campinápolis.

Os índios de Campo Novo do Parecis, da etnia Haliti-Paresi, receberam a primeira-dama, a sua filha Maria Luiza e uma comitiva de representantes do Governo do Estado. Na ocasião, elas participaram de cerimônias e se caracterizaram com vestimentas próprias para rituais de purificação e fortalecimento de fé.

“É com grande alegria que recebemos a primeira-dama do Estado pela terceira vez. Estamos muito contentes de poder acompanhar o trabalho que ela vem realizando para a comunidade indígena. Virginia Mendes está fazendo história em Mato Grosso, com tamanha valorização e respeito aos povos indígenas”, disse o cacique da aldeia Wazare, Roni Paresi.

A primeira-dama ressaltou a satisfação de poder retornar à aldeia Wazare. “Tenho um carinho especial pela comunidade indígena. Na aldeia Wazare sempre fui bem recebida. Os alimentos e brinquedos que doamos hoje são o mínimo que podemos fazer para esse público. Quero estreitar e fortalecer ainda mais as ações sociais em benefício dos nossos povos indígenas.”

Leia Também:  Pinheiro lança o Contorno Leste, a maior obra estruturante de Cuiabá

A secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, que tem coordenado todas as iniciativas lideradas pela primeira-dama, declarou que intenção é oferecer as mesmas oportunidades para as comunidades indígenas.

“O Vem Ser Mais Solidário também chegou nas aldeias. E os nossos irmãos indígenas merecem o mesmo respeito e acesso às ações do Estado. A entrega de brinquedos para as crianças indígenas foi uma forma de dizer que os menores também são lembrados pelo governo”.

A pequena Maiara não escondia a felicidade de ter recebido uma Barbie como presente. Além do brinquedo, ela também recebeu uma sacola com chocolates e outras guloseimas. “Eu queria agradecer a primeira-dama pelo presente”, acrescentou Lara Marcela, outra criança atendida com as doações.

O prefeito do município, Rafael Machado, pontuou que as ações da primeira-dama têm beneficiado muitas comunidades indígenas. “É muito gratificante  tê-la aqui novamente, mostrando um carinho especial para os indígenas”.

Agnaldo Santos, superintendente de Assuntos Indígenas da Casa Civil, acrescentou que todas as ações são acompanhadas de perto por Virginia e pelo governador do Estado, Mauro Mendes. A previsão, segundo ele, é atender todos os 128 municípios que têm comunidades indígenas. “Vamos entregar mais de 25 mil cestas básicas para 43 etnias que abrigam cerca de 120 mil índios”.

Durante a visita da primeira-dama, as mulheres indígenas da aldeia Wazare apresentaram os trabalhos e as ações realizadas na comunidade. A esposa do cacique, Valdirene Paresi, destacou a importância da visita para estreitar o diálogo com o Governo do Estado.

Leia Também:  Projeto reserva parte do Funpen para instalação de câmeras nas imediações

“Estávamos ansiosos pela vinda da primeira-dama. É uma oportunidade para que ela conheça os nossos projetos e para que possa nos apoiar nas iniciativas que planejamos para a comunidade. Como mulher ela tem essa sensibilidade e queremos que ela nos apoie em projetos de geração de renda para as mulheres”, afirmou a líder indígena.

Nesta primeira entrega participaram lideranças indígenas de 12 aldeias:  Wazare, Katyola, Salto da Mulher, Chapada Azul, Bakaval, Vale do Rio Papagaio, Quatro Cachoeiras, Marekua, Seringal, Sacre 2, Utiariti e Bakaioval. Também estavam presentes representantes de Coophanama, Cooparesi e Associações Wayamare e Halitina.

Outras doações

No dia 02 de dezembro, as doações beneficiarão os índios de Halataikwa, em Juína (a 742 km de Cuiabá). A agenda será finalizada na quinta-feira, 3 de dezembro, com as doações na Aldeia Santa Clara, em Campinápolis, (a 475 km da capital).

Vem Ser Mais Solidário

O “Vem Ser Mais Solidário” foi criado com o objetivo de amenizar o sofrimento das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Iniciada em abril deste ano, a ação já realizou a distribuição de 330 mil cestas básicas, beneficiando mais de 1,7 milhão de pessoas carentes em todo Mato Grosso. O Governo do Estado, através do programa Mais MT, direcionou R$ 42 milhões em recursos para que a campanha seja permanente.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA