Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

OBRAS

Governo do Estado retoma obra de escola paralisada há sete anos e prefeito destaca “momento histórico”

Publicados

em

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), assinou na manhã desta terça-feira (08.06) a ordem de serviço para retomada das obras de reforma geral e ampliação da Escola Estadual Sebastião Patrício, em Primavera do Leste (239 km de Cuiabá). A empresa R1 Construções Eireli foi vencedora do certamente com a proposta no valor de R$ 1.953.281,04.

O secretário de Educação Alan Porto, que representou o Executivo no ato, enfatizou que são quase R$ 15 milhões investidos na parte de infraestrutura das escolas do município e reforçou a importância do trabalho de colaboração que o Estado vem desenvolvendo junto aos prefeitos. “Educação é feita em conjunto entre Estado, municípios, Assembleia Legislativa, e outros setores. Estas parcerias geram grandes frutos e quem ganha é a população”.

Prefeito do município, Leonardo Tadeu Bortolin participou da assinatura da ordem de serviço e afirmou que os investimentos feitos pelo governo do Estado, na área da educação, são os maiores da história de Primavera do Leste. “De longe, o município de Primavera passa a ter o maior investimento em educação através do governo do Estado. Nosso sentimento é de gratidão”.

Leia Também:  Governo publica decreto com novas medidas para frear contágio da covid-19

Bortolin afirmou que trata-se de um momento histórico, com a retomada de uma obra paralisada desde 2014, com recursos já garantidos para a construção de uma nova escola e construção de mais cinco quadras poliesportivas. “Praticamente toda a semana tem um secretário de Estado no nosso município discutindo políticas públicas. O governo do Estado está presente como nunca esteve”.

Obra retomada

A escola Sebastião Patrício foi fechada em 2014 para passar por obras. Um prédio foi alugado e é usado até hoje por mais de 930 estudantes.

O antigo prédio tinha três blocos que serão completamente reformados, além do quarto bloco que será construído com mais quatro salas de aula. Também será construída uma nova cozinha/refeitório e haverá ampliação dos vestiários da quadra poliesportiva.

As obras na escola iniciaram, de fato, em março de 2014, mas foram paralisadas oito meses depois. O contrato foi rescindido. Em 2017, houve uma nova tentativa de retomada das obras, mas o contrato foi novamente rescindido em março de 2020.

Após o tramite da rescisão do contrato anterior, foi realizado novo processo licitatório, sendo o novo contrato publicado em 19/05/2021.

Leia Também:  Outubro Rosa: diagnóstico de câncer de mama diminui na pandemia

Secretário Alan Porto enfatiza que esta é mais uma obra para mudar a realidade dos estudantes, dando melhor infraestrutura com o objetivo de avançar na qualidade do aprendizado.

“O Governo do Estado, por meio da Seduc-MT, está retomando diversas obras em escolas que foram paralisadas nas gestões passadas e deixaram uma grande lacuna na parte da infraestrutura. Defendemos que com um melhor ambiente educacional, a aprendizagem dos alunos melhora e, consequentemente, vamos conseguir aumentar nossos indicadores, como do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)”, enfatiza o secretário.

Nova Escola

Os recursos para construção de uma nova escola estadual e cinco quadras poliesportivas em Primavera do Leste já estão garantidos.

A nova unidade de ensino terá 16 salas de aula e será construída no Jardim Luciana. Os investimentos do Governo do Estado serão de R$ 7.495.000, com contrapartida de R$ 5.000 do município.

As cinco quadras poliesportivas estão orçadas em R$ 695.000,00 e com contrapartida de R$ 5 mil da prefeitura, cada uma.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Apesar de alta abstenção, mais de 40% da população adulta de Cuiabá já foi vacinada pelo menos com a primeira dose da vacina contra a covid-19

Publicados

em

 

Somente na última quarta-feira (16), mais de 3 mil pessoas dos variados grupos contemplados faltaram aos polos de vacinação contra a covid-19, mesmo estando agendadas para tomar a primeira dose. Atualmente, a Prefeitura de Cuiabá está vacinando pessoas a partir de 53 anos sem comorbidades, pessoas com comorbidade ou deficiência permanente grave a partir de 18 anos, gestantes e puérperas a partir de 18 anos com ou sem comorbidade e que tenham atestado médico, pessoas com síndrome de Down a partir de 18 anos, trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e das Forças Armadas, trabalhadores da Saúde e da Educação, profissionais da imprensa e da Assistência Social.

Entre os dias 20 de janeiro e 16 de junho, a Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da campanha de imunização contra a covid-19 “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” já aplicou 247.024 doses, o que significa que 86,5% das 287.092 doses recebidas já foram utilizadas, conforme a plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde.

Leia Também:  Ao Fantástico, mãe de jovem morta cobra internação de atiradora em Cuiabá

Com relação à primeira aplicação, foram aplicadas 183.768 doses, ou seja, 91,2% das doses recebidas para esta etapa da imunização. Na segunda aplicação, 63.266 pessoas já completaram o esquema vacinal, o que representa 75,7% das doses recebidas para tal. Em termos populacionais, 29,6% da população geral cuiabana já tomou a primeira dose da vacina e 10,1% da população já completou o esquema vacinal. Levando-se em conta apenas a população adulta (acima de 18 anos), que é de cerca de 454 mil pessoas, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2020, mais de 40% da população adulta já tomou a primeira dose e mais de 13% da população acima de 18 anos já tomou as duas doses.

O grupo prioritário que mais se vacinou, até o momento, foi o de trabalhadores da saúde, em que 30.040 pessoas já tomaram a primeira dose, ou seja, 128,5% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde para Cuiabá. Em seguida, o grupo de idosos foi o que mais buscou a vacina. Foram 80.925 pessoas vacinadas, o que representa 106,2% da população estimada.

Leia Também:  Outubro Rosa: diagnóstico de câncer de mama diminui na pandemia

Dentre as categorias de trabalhadores do ensino básico e do ensino superior, 13.817 já haviam se vacinado até o dia 16 de junho, o que representa 79,4% da meta. Entre as pessoas com comorbidades, 35.858 já tomaram ao menos a primeira dose, o que corresponde a 66,9% do público. No grupo prioritário de trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento, 5.352 já se vacinaram, ou seja, 61,2%.

Além disso, Cuiabá já vacinou mais de 2 mil pessoas do grupo de vulnerabilidade, composto por motoristas do transporte coletivo, carroceiros, catadores de material reciclável, trabalhadores da limpeza urbana, bem como pessoas em situação de rua.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA