Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

TRABALHO

Daremos continuidade no aprimoramento das nossas ações, diz Stopa ao iniciar trabalho na Secretaria de Obras Públicas

Publicados

em

 

O vice-prefeito José Roberto Stopa iniciou oficialmente nesta quarta-feira (06) sua trajetória como novo secretário de Obras Públicas de Cuiabá. Em seu primeiro dia cumprindo expediente na titularidade da Pasta, Stopa destacou que não encara o momento como uma mudança de trabalho, mas sim como uma continuidade de um modelo de gestão pública que já vinha sendo bem executado.

“Não existe troca, mudança ou algo nesse sentido. Daremos continuidade no aprimoramento das ações desenvolvidas diariamente pela Secretaria. Esse era um processo em andamento durante a gestão do secretário Vanderlúcio Rodrigues e da Secretária Silvia Andreato, que vamos procurar dar seguimento com o mesmo sucesso alcançado nos últimos quatro anos”, explica.

Sobre o acúmulo de duas ocupações, Stopa avalia que não encontrará dificuldades para conciliar os cargos de vice-prefeito e secretário. Segundo ele, as funções se completam e têm objetivos comuns, que são o de ouvir e trabalhar para atender as demandas apresentadas pela população cuiabana. Marcado por ser um secretário comunitário na antiga Secretaria de Serviços Urbanos, o vice-prefeito disse que pretende manter essa forma de atendimento.

Leia Também:  Ator Eduardo Galvão, aos 58 anos, morre vítima de Covid-19

“Na Secretaria de Serviços Urbanos tínhamos a programação de reservar as manhãs de segunda, quarta e sexta-feira para atender os presidentes das Associações de Moradores e outras lideranças comunitárias e isso é algo que vou manter na Secretaria de Obras. Além disso, pelo menos dois dias por semana estarei no gabinete da vice-prefeitura durante todo o período da tarde, até o horário que for necessário”, relata.

Stopa voltou a reforçar que a Secretaria de Obras Públicas terá como prioridade a conclusão do Contorno Leste. A avenida, que terá 17,3 quilômetros de extensão, é considerada a maior obra estruturante de Cuiabá, dos últimos 50 anos, e também um novo projeto de desenvolvimento socioeconômico para mais de 50 bairros pelos quais a via passará. Somente neste trabalho a Prefeitura de Cuiabá investe R$ 125 milhões.

“Temos o dever e o compromisso de entregar essa obra na gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. Não é só a criação de uma nova avenida. É a criação de novas oportunidades para Cuiabá e para os mais de 400 mil moradores que serão beneficiados diretamente. No entanto, esse não será nosso único trabalho. Temos um orçamento em mãos e precisamos agir com planejamento e inteligência para que isso resulte nas melhorias para a população”, pontua.

Leia Também:  Prefeitura apresenta plano de ações para exercício de 2021 à Câmara

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Seduc e SES realizam reunião para discutir modelo de retorno às aulas

Publicados

em

As Secretarias de Estado de Educação (Seduc-MT) e de Saúde (SES-MT) realizam, nesta quinta-feira (14.01), a partir das 09h, um debate ampliado sobre o modelo que será adotado no retorno às aulas. Foram convidados representantes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep), Fórum Estadual de Educação, União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (Undime), Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Ministério Público do Estado (MPE), senadores, deputados federais e estaduais.

O amplo debate será feito no auditório da secretaria, com a participação dos secretários Alan Porto (Seduc) e Gilberto Figueiredo (SES), além de membros do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE-MT) que vão expor a realidade da Covid-19 no Estado.

A reunião será transmitida pelo canal da Seduc no You Tube.

O QUE: Reunião para discutir o modelo de retorno às aulas na rede estadual de educação em MT

QUANDO: Quinta-feira (14/01), às 9h

ONDE: Auditório da Seduc.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lideranças sindicais declaram apoio a Emanuel Pinheiro no segundo turno
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA