Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

É Destaque

Com habilidade e planejamento, os projetos sociais desenvolvidos por Virgínia Mendes são referência no país

Publicados

em

Os projetos e ações encabeçados pela primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, têm repercutido em Brasília junto ao terceiro setor voltado às ações sociais antecipando o pós-pandemia.

As atividades desempenhadas por meio da Secretaria de Estado de Ação Social e Cidadania (Setasc), gerida pela secretária de Estado, Rosamaria Carvalho e, acompanhadas de perto pela primeira-dama, chegou a chamar a atenção da primeira-dama do país, Michele Bolsonaro e da ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, a ponto de algumas ações do governo federal se espelhar no modelo adotado e executado em MT.

Virginia Mendes não ocupa nenhum cargo público na gestão do governador Mauro Mendes, ela atua de forma voluntária, criando novos projetos sociais e executando várias ações e programas no executivo estadual. Desde o início, Virgínia deixou claro que a sua principal missão é com o social, com um olhar sempre atento à população mais vulnerável, ela tem atuado de forma direta e intensa em prol de diversas causas, com o apoio das secretarias do Governo, e ainda, com o respaldo de boa parte dos deputados estaduais, federais e senadores. A primeira-dama do estado demonstra habilidade em articular e agregar parcerias nos diferentes segmentos da sociedade

Leia Também:  Padre Fábio de Melo mostra tatuagem cicatrizada e brinca com penteado

Entre os programas de ação social estão: Vem Ser Mais Solidário; Ser Família; Ser Criança; Ser Idoso; Ser Criança; a criação da Delegacia 24 horas da Mulher; programa Mais Habitação; implantação da Carteirinha do Autista; Ser Inclusivo; Ser Cidadão Indígena; Programa Aconchego; Bazar Solidário, Arena Encantada; Casamento Abençoado; Cartão Ser Família Emergencial, dentre outros projetos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Controlador-geral participa do encontro nacional para fortalecer o controle interno

Publicados

em

O secretário-controlador geral do Estado de Mato Grosso, Emerson Hideki Hayashida, participa, nesta quinta-feira (30.09) e sexta-feira (01.10), do XVII Encontro Nacional e da 39ª Reunião Técnica de Controle Interno, em Curitiba (PR). Promovidos pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceria com a Controladoria Geral do Estado do Paraná (CGE-PR), os eventos reúnem referências da área do controle para abordar assuntos atuais de interesse das controladorias do Brasil, sempre com o intuito de fortalecer o controle interno dos processos, programas e atividades da administração pública.

O Encontro Nacional será realizado nos dois dias pela manhã e a Reunião Técnica, nos dois dias à tarde. Um dos destaques da programação do XVII Encontro Nacional é a palestra magna “Sua Ética é Jiló ou Chocolate?”, com a professora e filósofa da Organização Internacional Nova Acrópole Brasil, Oina, Lúcia Helena Galvão

Destaque também para a palestra “O desafio de implementação da Política de Governança para a melhoria do índice de competitividade do Brasil”, com ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes.

Leia Também:  "Governador está desatando nós históricos em Mato Grosso", afirmam representantes dos setores produtivos

Outra palestra da programação versa sobre “Desafios da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) ao Poder Público e o papel das Controladorias”, com o especialista em Compliance e Gestão de Riscos, Rodrigo Pironti.

Destaque ainda do cronograma é a voz da conformidade na premiada Compliance Podcast Network, Thomas Fox, que vai falar sobre “A Profissão de Compliance em 2025 e além” (The Compliance Profession in 2025 and Beyond), com tradução simultânea.

No encontro, o Conaci vai lançar o segundo livro do órgão, intitulado “Controle Interno Contemporâneo”, uma coletânea dos melhores trabalhos submetidos ao I Concurso Nacional de Artigos Científicos do Conselho Nacional de Controle Interno, no último ano.

Um dos artigos vencedores, sobre a “Lei Anticorrupção e o Risco de Abuso do Poder Punitivo do Estado no Tempo: O Caso dos Processos Administrativos de Responsabilização”, é de autoria de Fernando Souza de Vieira, auditor da CGE-MT. O trabalho ficou em terceiro lugar entre 40 artigos inscritos.

Nesta edição do encontro nacional, apenas os titulares dos órgãos membros do Conaci estarão presentes, como medida de segurança contra a pandemia do coronavírus. Entretanto, os servidores das instituições integrantes do Conaci e demais interessados nos assuntos a serem abordados podem acompanhar a programação ao vivo pelo canal de Youtube do Conselho Nacional de Controle Interno.

Leia Também:  Live abordará os desafios dos gestores nas pesquisas de preços durante a pandemia

Clique AQUI para conferir a programação completa e AQUI para assistir à transmissão do XVII Encontro Nacional.

Reunião Técnica

Já a 39ª Reunião Técnica é restrita aos titulares dos órgãos membros do Conaci. Em pauta, a apresentação do Sistema Nacional e do Portal de Contratações Públicas pela Controladoria Geral da União (CGU), do diagnóstico e principais desafios na implementação da LGD por estados e municípios, do estudo para fomento à construção de planos de integridade nos órgãos membros do Conaci e da minuta de resolução para disciplinar a relação entre controle externo e controle interno no âmbito do Conaci.

A reunião técnica tem ainda agenda administrativa, com a realização de eleição dos membros da presidência, vice-presidência e da junta fiscal do Conselho Nacional de Controle Interno para o biênio 2022-2023.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA