Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

PEDIDO

Após pedido do prefeito de Cuiabá, Bolsonaro promete estudar envio de doses extras de vacinas para Cuiabá

Publicados

em

 

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, participou na tarde de hoje (8), em Brasília, de uma reunião com o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, onde reiterou a necessidade de envio de doses extras de imunizantes à capital. O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, principal interlocutor do diálogo com o Governo Federal, também esteve presente ao encontro. Na reunião, o chefe do executivo municipal, entregou um ofício ao presidente onde solicita o envio de 670 mil doses de vacinas, o que possibilitará a imunização em massa. Pinheiro aguarda até a próxima sexta-feira (11) que o Governo Federal dê o retorno quanto à solicitação, que se originou após o anúncio de que Cuiabá será uma das sub-sedes da Copa América.

Conforme Pinheiro, Bolsonaro apresentou-se receptivo ao pedido e afirmou que irá reunir o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, para responder ao pedido.

“Viemos formalizar o pedido ao presidente para compensar à população. Entregamos um ofício e relatório da Coordenação do programa Vacina Cuiabá quantificando nossa necessidade. De minha parte, quanto mais vacinas recebermos, melhor. O presidente mostrou-se muito interessado. Nós conversamos muito sobre Cuiabá e ele entendeu nosso pleito”, disse Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Mato Grosso registra 50.538 novos casos e 1.794 óbitos por Covid-19

O gestor reiterou ainda que “é preciso que os gestores unam forças e canalizem toda sua energia para imunizar a população, única forma de derrotar de uma vez por todas a covid-19”. Mais uma vez, ponderou que Cuiabá não foi chamada a decidir se aceitaria recepcionar o megaevento futebolístico e que deve ser  compensada com a imunização total de sua população adulta. Caberá ao deputado federal Emanuel Pinheiro Neto dar continuidade a interlocução com o governo federal. Emanuel Pinheiro retorna às atividades na capital nesta quarta-feira (9).

“O restante da semana vamos articular e quanto mais conseguirmos, melhor. Vamos continuar trabalhando para que a gente possa salvar vidas, justamente no momento em que Cuiabá será uma das subsedes da Copa América. Vamos dar seguimento às nossas tratativas e tenho certeza de que até sexta-feira, no mais tardar, já teremos um retorno”, asseverou o deputado federal Emanuelzinho.

A decisão da realização da Copa América –  em Cuiabá – não é de responsabilidade do município, mas sim, do  Governo Federal, da Confederação Brasileira de Futebol e Governo do Estado. Cinco jogos serão realizados na Arena Pantanal, a partir do próximo domingo (13).

Leia Também:  Amazon Prime Video: veja os lançamentos de outubro no streaming

Até o momento, dados da plataforma Localiza SUS apontam que Cuiabá já vacinou com a primeira dose 24,8% de sua população geral e 33,7% da população acima de 18 anos. Já com a segunda dose, 9,9% da população em geral está com o esquema vacinal completo e 13,4% da população acima de 18 anos já recebeu as duas doses. Já foram aplicadas mais de 210 mil doses do imunizante.

No total, a Arena Pantanal receberá jogos das seleções da Argentina, Uruguai, Chile, Equador e Bolívia, entre os dias 13 e 28 deste mês. Não será permitido público no estádio, mas a grande movimentação de profissionais para a realização do evento desportivo é preocupação da gestão.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Apesar de alta abstenção, mais de 40% da população adulta de Cuiabá já foi vacinada pelo menos com a primeira dose da vacina contra a covid-19

Publicados

em

 

Somente na última quarta-feira (16), mais de 3 mil pessoas dos variados grupos contemplados faltaram aos polos de vacinação contra a covid-19, mesmo estando agendadas para tomar a primeira dose. Atualmente, a Prefeitura de Cuiabá está vacinando pessoas a partir de 53 anos sem comorbidades, pessoas com comorbidade ou deficiência permanente grave a partir de 18 anos, gestantes e puérperas a partir de 18 anos com ou sem comorbidade e que tenham atestado médico, pessoas com síndrome de Down a partir de 18 anos, trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e das Forças Armadas, trabalhadores da Saúde e da Educação, profissionais da imprensa e da Assistência Social.

Entre os dias 20 de janeiro e 16 de junho, a Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da campanha de imunização contra a covid-19 “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” já aplicou 247.024 doses, o que significa que 86,5% das 287.092 doses recebidas já foram utilizadas, conforme a plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde.

Leia Também:  TCEs agilizam fiscalização em contas públicas com inteligência artificial

Com relação à primeira aplicação, foram aplicadas 183.768 doses, ou seja, 91,2% das doses recebidas para esta etapa da imunização. Na segunda aplicação, 63.266 pessoas já completaram o esquema vacinal, o que representa 75,7% das doses recebidas para tal. Em termos populacionais, 29,6% da população geral cuiabana já tomou a primeira dose da vacina e 10,1% da população já completou o esquema vacinal. Levando-se em conta apenas a população adulta (acima de 18 anos), que é de cerca de 454 mil pessoas, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2020, mais de 40% da população adulta já tomou a primeira dose e mais de 13% da população acima de 18 anos já tomou as duas doses.

O grupo prioritário que mais se vacinou, até o momento, foi o de trabalhadores da saúde, em que 30.040 pessoas já tomaram a primeira dose, ou seja, 128,5% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde para Cuiabá. Em seguida, o grupo de idosos foi o que mais buscou a vacina. Foram 80.925 pessoas vacinadas, o que representa 106,2% da população estimada.

Leia Também:  Estado abre licitação para asfalto entre Nova Maringá e São José do Rio Claro

Dentre as categorias de trabalhadores do ensino básico e do ensino superior, 13.817 já haviam se vacinado até o dia 16 de junho, o que representa 79,4% da meta. Entre as pessoas com comorbidades, 35.858 já tomaram ao menos a primeira dose, o que corresponde a 66,9% do público. No grupo prioritário de trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento, 5.352 já se vacinaram, ou seja, 61,2%.

Além disso, Cuiabá já vacinou mais de 2 mil pessoas do grupo de vulnerabilidade, composto por motoristas do transporte coletivo, carroceiros, catadores de material reciclável, trabalhadores da limpeza urbana, bem como pessoas em situação de rua.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA