Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

HOME CARE

Alvo de operação, empresa cobra R$ 1,8 mi do Estado para pagar ex-trabalhadores

Qualycare Serviços de Saúde e Atendimento Domiciliar fechou após operação Sangria

Publicados

em

Do Folhamax | Alvo da “Operação Sangria”, a empresa Qualycare Serviços de Saúde e Atendimento Domiciliar LTDA, move ação contra o Governo do Estado onde solicita o recebimento de R$ 1.819.393,32. A empresa alega que a verba será usada para pagar as verbas rescisórias de seus ex-funcionários, já que fechou as portas após a operação.

Em despacho publicado nesta terça-feira (13) no Diário de Justiça Eletrônico, o juiz Onivaldo Budny, da Primeira Vara Especializada da Fazenda Pública, deu prazo de 15 dias para a empresa entregar um contrato de prestação de serviço, dispensa de licitação e ainda o andamento do processo administrativo que investiga a empresa. “Acolho a cota ministerial e determino à autora que traga aos autos o andamento da investigação “Sangria” e o seu completo teor, indicando pontualmente se o contrato de prestação de serviço nº 047/2018/SES/MT, dispensa 008/2018, processo administrativo nº 619241/2017, encontra-se em investigação”, diz o despacho.

O magistrado também pede ao Governo do Estado, no prazo de 15 dias, “a apresentação do requerimento administrativo em andamento noticiado em sede de embargos monitórios”.

Leia Também:  Governador vistoria área para construção de casas populares em Tabaporã

A QualyCare era uma empresa especializada em serviços de home care (atendimento domiciliar), remoções, viagens e atendimento pré hospitalar (APH). Ela é acusada de, junto com a Proclin, de tentar monopolizar os serviços de saúde na rede pública de Cuiabá e do Estado.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Governador vistoria área para construção de casas populares em Tabaporã

Publicados

em

O governador Mauro Mendes visitou nesta sexta-feira (23.10) o terreno no qual estão sendo construídas 49 unidades habitacionais, no município de Tabaporã. O programa Casa MT é uma parceria do Governo do Estado, através do MT Participações S/A (MT Par), com a prefeitura.

“Esse é um projeto que vamos ampliar no próximo ano. Faremos milhares de casas em parceria com as prefeituras. O prefeito arruma o terreno, o governo entra com o restante e a Caixa Econômica financia, com prestações acessíveis. Assim, conseguiremos viabilizar a casa própria para milhares de famílias que ainda não puderam realizar esse sonho. Será um grande investimento em benefício de toda a população de Mato Grosso”, afirmou Mauro Mendes.

De acordo com o presidente do MT Par, Wener dos Santos, a construção das unidades habitacionais em Tabaporã gera investimentos na economia local de mais de R$ 6 milhões e 140 empregos diretos e indiretos.

“O programa tem a finalidade de proporcionar acesso digno à moradia, atendendo à demanda habitacional com custos menores aos praticados pelo mercado. Para se ter uma ideia, cada casa foi avaliada pela Caixa Econômica ao valor de R$ 126 mil, que são parcelados a juros baixos. Tudo isso, além de promover qualidade de vida, fomenta a economia local, gera emprego e renda e reduz o déficit habitacional”, disse Wener.

Leia Também:  Governador Mauro Mendes planeja substituir VLT pelo BRT em Cuiabá e Várzea Grande

Casa MT

Na primeira etapa do programa – lançada em março deste ano – serão investidos R$ 340 milhões para a construção de 3 mil casas, em 25 municípios, gerando cerca de 8,5 mil empregos diretos e indiretos.

Para a parceria, o governo lançou chamada pública para que as prefeituras interessadas possam se inscrever. O cadastro está disponível no site do MT Par (www.mtpar.mt.gov.br).

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA