Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ONLINE

Alunas de Escola Plena se destacam em Olímpiada e participam de bate-papo com ministro

Publicados

em

Duas alunas da Escola Estadual Plena Ramon Sanches Marques, localizada no município de Tangará da Serra (a 239 quilômetros a médio-norte da Capital), se destacaram no Desafio da Olimpíada Brasileira de Satélites, realizada durante a 17º Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2020. O evento foi transmitido de Brasília (DF) para todo o país pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

As estudantes do ensino fundalmental Anny Gabriely Souza Haweroth e Júlia Gabrielli Nogueira Luiz, sob a orientação da professora Agna Correa Baldissarelli, conseguiram o segundo lugar na categoria. Como premiação, a equipe da Escola irá receber um Kit CanSat (ferramenta didática que insere os alunos em um ambiente propício à experimentação), medalhas, certificados da OBSAT MCTI, e participação da equipe garantida nos eventos oficiais para o ano de 2021.

A professora explica que o desafio das alunas foi simular um satélite de monitoramento remoto que envie dados sobre diferentes regiões do Brasil atentos às mudanças na troposfera. Além dessa missão principal, o satélite tem que possuir também uma missão artística, que poderá ser de qualquer tipo, musical, sonora, poética, visual no seu modo de transmissão de dados.

Leia Também:  Projeto do Governo prevê multa a empresas e pessoas que desrespeitaram restrições

Ministro

As alunas também participaram de um bate-papo virtual com o ministro da Ciência, o astronauta Marcos Pontes e assistiram palestras, entre elas do professor doutor Patrick Miller, fundador e diretor da Colaboração Internacional de Busca Astronômica (IASC, na sigla em inglês), responsável pelo Programa Caça-Asteroides que possui parceria com a Nasa.

Participaram também a professora Silvana Copceski, treinadora oficial do Programa Caça-Asteroides no Brasil e coordenadora de Popularização da Ciência do Ministério, o professor Daniel Lavouras, engenheiro aeronáutico e fundador da Olimpíada Brasileira de Inteligência Artificial.

Segundo a professora Agna, mesmo em tempos de pandemia e aulas remotas, os alunos da EE Ramon Sanches não param. “As alunas fizeram a apresentação on-line e o resultado foi o melhor possível. Ainda pudemos conversar com o ministro”, assinala a professora.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EXECUTIVO

Seduc libera contratações para professor, técnico e apoio administrativo

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) autorizou gestores das escolas estaduais a iniciarem a inserção das demandas de contratações de professores, técnicos e apoio administrativo educacional para o retorno das aulas na modalidade híbrida, no dia 3 de agosto, respeitando as vagas existentes na Portaria nº 619/2020/GS/SEDUC/MT. São servidores que participaram do Processo de Atribuição Simplificado (PAS/2021).

O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, explica que os principais objetivos neste momento são a recuperação da aprendizagem dos estudantes e a segurança no ambiente escolar. “Teremos professores atuando com aulas de reforço, no contraturno, e vamos garantir a plena capacidade de funcionamento de todas as escolas com mais técnicos e apoio administrativo”.

O secretário informa, ainda, que as contratações serão feitas de acordo com a demanda de cada unidade escolar e com o diagnóstico sobre aprendizagem dos alunos.

A secretária-adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc-MT, Flávia Emanuelle de Souza Soares explica que, quanto ao concurso edital 01/2017, o chamamento está em andamento por município. O prazo termina nesta sexta-feira (30.07). A próxima fase é o chamamento por polo para o total de 150 profissionais.

Leia Também:  Governador Mauro Mendes se recupera da pneumonia e recebe alta médica

Já em relação aos profissionais que participaram do PAS/2021, a estimativa é de cerca de 4.700 contratações.

“Todas as escolas foram orientadas de como proceder para realizar as contratações que podem ser feitas nos casos que o quadro de profissionais não tenha sido preenchido ou que for necessária a substituição de servidores em afastamento por questões de saúde”, destaca a secretária.

Orientações

Nos casos de professores, técnicos e apoios administrativo que estejam em teletrabalho e, por motivo de saúde não possam retornar no dia 3 de agosto, os casos serão analisados individualmente quanto à necessidade de substituição.

Para a solicitação, serão necessários os seguintes dados do servidor para análise de liberação do cargo em substituição: nome, CPF, vínculo de matrícula, número do processo de autorização de teletrabalho devidamente autorizado pela NSSE e núcleo de assiduidade, além de cópia da carteira de vacina contra Covid-19.

“Todos os processos de teletrabalho precisam estar autorizados para que a substituição ocorra”, reforça Flávia Emanuelle.

Leia Também:  Governo lança maior programa de investimentos da história de Mato Grosso
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA