Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ENTRETENIMENTO

Mônica Waldvogel fortalece o discurso de empatia para ajudar quem precisa

Publicados

em


source
Mônica Waldvogel
Instagram/Reprodução

Mônica Waldvogel

Ao compartilhar uma notícia do jornal “Folha de S. Paulo”, cuja chamada diz que “Bolsonaro ignora quatro mil mortes, ironiza título de genocida e critica medidas restritivas”, Mônica Waldvogel expressou sua opinião por meio do Twitter. “Seguinte: ele não liga se são 100, 4.000 ou 340.000 brasileiros mortos. O presidente vive numa realidade paralela, indiferente ao que acontece no seu país. Tem a fantasia da vida normal quando o Brasil está aterrorizado com a transmissão acelerada e os hospitais lotados”.

Em outro trecho de seu desabafo, a jornalista e apresentadora da GloboNews deixou subentendido que a situação é grave e, se não houver participação responsável, pode se agravar ainda mais. “Parte da população também não dá a mínima, não há informação que faça entrar alguma ideia nas suas cabeças, nem experiência no resto do mundo que permita aprender com o que já se sabe sobre a doença”, disse, referindo-se a quem desdenha do fato ou o banaliza.

Antes de encerrar, ela fez questão de apontar uma solução e incentivar um movimento em que se faça algo por muitos que não têm os privilégios de alguns. “O que resta é apoiar governadores e prefeitos que batalham soluções para o gigantesco problema sanitário e humanitário que enfrentamos. Cuidar de nós e de nossos amores. Fazer doações para diminuir o sofrimento dos que sentem fome e estão desamparados. Esse pesadelo vai acabar”, concluiu.

Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Aguinaldo Silva usa imagem de Nazaré para falar sobre fase de transição em SP

Publicados

em


source
Aguinaldo Silva
Instagram/Reprodução

Aguinaldo Silva

Aguinaldo Silva recorreu a um dos memes de Nazaré Tedesco , que criou para a novela “Senhora do Destino” e foi interpretada pela atriz Renata Sorrah, para poder acompanhar a “fase de transição” do Plano São Paulo, de controle da pandemia e retomada econômica, que começou neste domingo. No post, ela aparece confusa, com a legenda: “Buguei”.

“Já não consigo mais ‘traduzir’ os comunicados do governo paulista sobre o que funciona ou deixa de funcionar. Então, alguém, por favor, me informe: os shoppings vão abrir já hoje? E, se a resposta for positiva, qual o horário?”, questionou o dramaturgo por meio de seu perfil no microblog, a respeito das medidas criadas pela equipe de João Doria.

Em seguida, ele deu um parecer sobre o que havia presenciado, mas sem mencionar o empreendimento: “Reabriu. Fui lá e notei uma coisa terrível: uma tristeza generalizada entre vendedores e clientes. Todos sabem que amanhã poderão fechar tudo de novo, e de novo, e de novo. Depois de tanto abre-e-fecha e tantas notícias negativas, as pessoas finalmente perderam a fé”.

Leia Também:  BBB 21: Lumena discute com Juliette por passar tempo demais no confessionário


Fonte: IG GENTE

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA