Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

COMÉRCIO

Várzea Grande desperta interesse para novos investimentos do comércio e indústria

Publicados

em

 

Legenda:

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, demonstrou otimismo com a real possibilidade da segunda maior cidade de Mato Grosso, receber mais investimentos da iniciativa privada, o que será fundamental no pós-COVID 19 e que representa mais emprego e renda.

Ele esteve reunido nos últimos dias com os principais CEOs da Marfrig Global Foods, que é uma das maiores processadoras de alimentos do mundo; da Saga Malls e com o presidente do Porto Seco, Francisco Antônio de Almeida, mais conhecido como Chico Paiaguás.

O empresário, que é presidente do Porto Seco, estava acompanhado pelo Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, que reforçou o compromisso do governador Mauro Mendes com políticas de desenvolvimento econômico e Social com Várzea Grande e com a baixada cuiabana para fortalecer as demais cidades de Mato Grosso.

“Todos estão em Várzea Grande e demonstraram interesse em ampliar seus investimentos e, portanto, são bem vindos e no que precisarem encontrarão as portas do Poder Público Municipal de Várzea Grande, abertas para parceria de interesse da cidade e de sua população.

Kalil Baracat disse que mesmo vivendo um momento de cuidados especiais por causa da pandemia, se sente estimulado pela procura de empresários sinalizando novos investimentos, o que representa dizer, que se terá na economia local, mais emprego, mais renda e mais desenvolvimento para Várzea Grande, para Mato Grosso e para o Brasil.

Leia Também:  Dezembro tem melhor desempenho no ano sobre intenção de consumo em Cuiabá

Francisco Antônio de Almeida, mais conhecido como Chico Paiaguás, anunciou que vai explorar o terminal de cargas internacional e nacional do Aeroporto Marechal Rondon e vê com bons olhos a atual política de desenvolvimento de Mato Grosso que poderá ser ainda mais alavancada trazendo mais emprego, mais renda e principalmente a industrialização para beneficiamento de toda a produção mato-grossense.

O Aeroporto Internacional Marechal Rondon que se localiza em Várzea Grande, a partir de março de 2019, passou a ser explorado pela iniciativa privada, sendo que a concessão por 30 anos foi vencida pela COA – Centro Oeste Airports que também explora os Aeroportos de Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta.

“Vamos manter o alto nível de investimentos públicos, pois sabemos a importância dos mesmo para atrair investimentos como destas empresas ou de outras que já se manifestaram quanto ao interesse em investir em Várzea Grande, em Mato Grosso e no Brasil”, explicou o prefeito de Várzea Grande sinalizando que são conversas embrionárias e com forte chance de se tornarem realidade, mas grandes corporações são disputadas a todos os momentos, por prefeitos, governadores e até mesmo outros países, “por isso é importante que sejamos parceiros para que novos projetos sejam atraídos”, explicou.

Leia Também:  Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado de R$ 32 milhões

Kalil Baracat apontou ainda que a chegada da Ferronorte, a explosão do agronegócio, a efetividade do Parque Tecnológico e a possibilidade de Várzea Grande se tornar um polo educacional estimulam investimentos como os que estão sendo analisados pela iniciativa privada e que podem melhorar a performance de Várzea Grande no cenário estadual, nacional e até mesmo internacional.

“Fomos apontados por uma pesquisa técnica realizada a pedido da Federação das Indústrias de Mato Grosso – FIEMT que colocou Várzea Grande entre as 100 melhores cidades do Brasil para fazer negócios na indústria, em uma clara demonstração de que o desenvolvimento vai passar por Várzea Grande que está na região metropolitana e é entrada e saída para a vasta produtividade do agronegócio e para se tornar uma grande geradora de mão de obra profissional”, disse o prefeito de Várzea Grande.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Publicados

em

A partir das 8h de hoje (1º), o contribuinte pode começar a prestar contas com o Leão. Nesta segunda-feira começa o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 (ano-base 2020). O programa para computador está disponível na página da Receita Federal na internet desde a última quinta-feira (25).

O prazo de entrega vai até as 23h59min de 30 de abril. Neste ano, o Fisco espera receber 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações.

Pelas estimativas da Receita Federal, 60% das declarações terão restituição de imposto, 21% não terão imposto a pagar nem a restituir e 19% terão imposto a pagar.

Assim como no ano passado, serão pagos cinco lotes de restituição. Os reembolsos serão distribuídos nas seguintes datas: 31 de maio (primeiro lote), 30 de junho (segundo lote), 30 de julho (terceiro lote), 31 de agosto (quarto lote) e 30 de setembro (quinto lote).

Novidades

As regras para a entrega da declaração do Imposto de Renda foram divulgadas na semana passada pela Receita. Entre as principais novidades, está a obrigatoriedade de declarar o auxílio emergencial para quem recebeu mais de R$ 22.847,76 em outros rendimentos tributáveis e a criação de três campos na ficha “Bens e direitos” para o contribuinte informar criptomoedas e outros ativos eletrônicos.

Leia Também:  Prefeituras precisam fazer cadastramento dos fundos municipais da pessoa idosa

O prazo para as empresas, os bancos e demais instituições financeiras e os planos de saúde fornecerem os comprovantes de rendimentos acabou na última sexta-feira (26). O contribuinte também deve juntar recibos, no caso de aluguéis, de pensões, de prestações de serviços, e notas fiscais, usadas para comprovar deduções.

Edição: Denise Griesinger

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA