Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

ECONOMIA

Fecomércio, Sesc e Senac em Mato Grosso recebem “Certificado de Responsabilidade Social”

Publicados

em

O Sistema S do comércio, representado pela Fecomércio, Sesc e Senac, recebeu o Certificado de Responsabilidade Social, na 14º edição da entrega do selo criado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, presidida pelo deputado estadual Eduardo Botelho (DEM).

No evento, também foram entregues moções de congratulações para os contadores das instituições certificadas, Fernando Cezar Maciel e Silva e Emanuelly de Figueiredo Martins foram homenageados, ambos representando Senac e Sesc respectivamente.

O critério para a escolha das entidades é o balanço social apresentado por elas. O documento indica a qualidade das relações com os empregados, o cumprimento das cláusulas sociais e as possibilidades de desenvolvimento pessoal, além da forma de interação com a comunidade e a relação com o meio ambiente.

Segundo Carlos Alberto Rissato, diretor regional do Sesc em Mato Grosso, o reconhecimento é importante porque valida o trabalho da entidade. “A certificação é a certeza do trabalho pelo social que a gente faz sempre, essa é a alma do Sesc – trabalhar em prol da sociedade brasileira”.

“O Senac-MT vem a vários anos recebendo essa certificação e esperamos continuar, porque o nosso objetivo é atender realmente a comunidade. Principalmente as pessoas carentes por meio dos nossos cursos de qualificação gratuitos”, afirma Eliana Salomão, diretora regional do Senac.

Leia Também:  Sesc Pantanal concede desconto a empresários do comércio em hotelaria e ecoturismo em Mato Grosso

Fonte: Fecomércio

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

ECONOMIA

“Intenção da reforma tributária é simplificar impostos”, diz Paulo Guedes

Publicados

em

Em audiência da Comissão Mista da Reforma Tributária, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o objetivo da reforma é simplificar, e não privilegiar qualquer setor produtivo. Questionado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), Guedes afirmou que um possível imposto digital ainda está em estudo, mas que o tributo não será necessariamente uma nova CPMF. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Esmagamento de soja pode crescer 50% em Mato Grosso
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA