Cuiabá torna-se ponto de conexão para a maior ação de limpeza do mundo

0
136

O evento deve reunir, no próximo sábado (15), pelo menos mil voluntários na Orla do Porto

Neste fim de semana, pelo menos 150 países, mais de 350 cidades brasileiras e milhões de pessoas estarão conectadas por meio de um só objetivo: realizar a maior ação simultânea de limpeza do planeta. É o que promoverá o “Dia Mundial da Limpeza”, que acontece no próximo sábado (15), das 8h às 10h, na Orla do Porto. Contando com total apoio da Prefeitura de Cuiabá, o evento deve reunir pelo menos mil voluntários que, durante o período estipulado, percorrerão uma considerável extensão da margem do Rio Cuiabá recolhendo todo tipo de resíduo descartado incorretamente na região.

Realizado pela primeira vez na Estônia, em 2008, o movimento tem ganhado a cada ano novos adeptos e, muito mais do que atuar como um simples mutirão para o recolhimento de lixo, possui como objetivo principal chamar a atenção de toda a sociedade para a importância de dar a destinação correta ao resíduo produzido. Em Cuiabá, a ação acontece de forma inédita e vem para somar com o planejamento do Município de transforma a cidade em uma referência nacional neste importante quesito para o desenvolvimento sustentável e melhoria na qualidade de vida do cidadão.

Para auxiliar na atividade, a Prefeitura deslocará ao local mais de 50 trabalhadores, além de todo maquinário necessário para a retirada do lixo coletado pelos participantes. O apoio à ação é uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, fortalecida a partir da articulação da Secretaria Extraordinária dos 300 Anos junto ao projeto de educação ambiental Teoria Verde. O primeiro passo para essa parceria foi dado ainda neste ano, quando as duas entidades reuniram seus esforços para efetuar a retirada de mais de oito toneladas de lixo do Parque Antônio Pires de Campos, conhecido como Morro da Luz.

“Quando falamos de limpeza temos sempre que reforçar que ainda existem pessoas que continuam alimentando os bolsões de lixo, continuam jogando a embalagem de balinha ou garrafa pet nas ruas e praças. A data traz um grande simbolismo consigo, pois é um dia que deve ser utilizado para uma série de reflexões sobre o que estamos fazendo com nossa cidade. As pessoas não entendem que quando um lixo é depositado em uma praça, avenida, ou qualquer lugar fora do seu destino correto, ele acaba indo para o Rio Cuiabá e uma boa parte chega ao nosso maior patrimônio ambiental, que é o Pantanal”, comenta Emanuel Pinheiro.

De acordo com diretor do Teoria Verde e coordenador nacional do “Dia Mundial da Limpeza”, Jean Pelicari, apesar de estar em sua primeira participação, Cuiabá está atuando como o ponto de interligação entre as cidades brasileiras. Ele destaca também que contar com o amparo do Poder Executivo é fundamental para que todas as ações nesse sentido consigam alcançar os resultados almejados. Conforme Jean, essa parceria já vem funcionando com um trabalho de base feito nas unidades de ensino municipais.

“Há dois meses estive no Panamá, de onde voltei com a missão de conectar cidades, pessoas e projetos para a realização do ‘Dia Mundial da Limpeza’. Ou seja, daqui de Cuiabá conseguimos interligar municípios de todas as regiões do Brasil, motivando o cidadão a dar sua contribuição. Fico muito contente por ser um projeto que partiu da nossa cidade e mobilizou o Brasil inteiro. É uma demonstração de que Cuiabá também está preocupada com a destinação correta do lixo”, conta o coordenador.

Segundo o secretário municipal de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, o evento deve servir, especialmente, para alertar a população sobre a necessidade de uma colaboração mútua, a fim de deixar a Capital cada vez mais limpa e bonita. “Já executamos essa limpeza periodicamente. No entanto, desta vez, temos o propósito maior de sensibilizar as pessoas e estimulá-las a criar essa responsabilidade. O lixo jogado em local incorreto é um grande problema e cito como um exemplo claro disso a Baía de Chacororé, onde em alguns locais existe uma crosta de lixo superior de meio metro de espessura. E uma grande parte desse material é proveniente de Cuiabá”, salienta o secretário.

Importante

Por conta da baixa umidade do ar e temperaturas elevadas, a ação será das 8h às 10h. A concentração acontece na Praça Luís Albuquerque, no bairro Porto. Abaixo algumas dicas importantes para os voluntários:

• Ir com calça

• Sapato fechado

• Usar protetor solar

• Ir com chapéu ou boné

• Levar uma garrafa de água

Para mais informações clique aqui e acesse o site do grupo Teoria Verde.