Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CARROS E MOTOS

Já rodamos com a Honda Africa Twin com câmbio do tipo DCT

Publicados

em


source


Na terra, a vantagem é da Africa Twin com câmbio manual pelo o que notamos durante a avaliação da moto
Gabriel Marazzi

Na terra, a vantagem é da Africa Twin com câmbio manual pelo o que notamos durante a avaliação da moto

A Honda CRF 1100L Africa Twin  já foi mostrada aqui em várias ocasiões. No seu lançamento, há cinco anos, em uma apresentação estática. Logo depois, rodando com ela. Em 2019, vimos a nova Africa Twin 2020 , também em uma apresentação estática em Tiradentes, MG, durante o Bike Fest. Em seguida, rodamos com a nova motocicleta na Chapada dos Guimarães.

No fim do ano passado, em uma antecipação da substituta da CRF 1000L, a CRF 1100L, fizemos um workshop do câmbio DCT , que seria a grande novidade da nova Africa Twin. Nessa ocasião, esse câmbio pôde ser experimentado em uma antiga versão experimental da Africa Twin 1000L.

Por último, a Honda CRF 1100L Africa Twin foi emiuçada em uma live pela internet, quando mostramos, com detalhes, todas as características da nova motocicleta. Faltava apenas experimentar todas as quatro versões da nova Africa Twin 1100, com DCT e com embreagem convencional , nas versões de entrada e na top, Adventure Sports. E foi o que fizemos ontem.

No asfalto, a Africa Twin tem muita estabilidade. A versão Adventure Sports tem faróis direcionais
Gabriel Marazzi

No asfalto, a Africa Twin tem muita estabilidade. A versão Adventure Sports tem faróis direcionais

Para não ser repetitivo, vejam aqui a descrição detalhada das diferenças entre elas e o que mudou em relação à 1000L , para entender como a pilotagem da big trail mudou.

Leia Também:  iG Carros Podcast: a valorização das picapes seminovas em 2021

O roteiro de experimentação das novas Honda CRF 1100L Africa Twin incluía rodovias, estradas vicinais, estradas secundárias e caminhos de terra. Na auto-estrada, qualquer uma das quatro oferece total prazer de pilotagem, pois, ao acelerar, o ronco mais encorpado do motor de maior cilindrada parece empurrar com vontade a motocicleta. A posição de pilotagem é ótima, com opções de alturas de bancos e com o pára-brisa regulável na versão Adventure Sports.

Você viu?

A da esquerda é uma Adventure Sports e a da direita é a Africa Twin de entrada
Gabriel Marazzi

A da esquerda é uma Adventure Sports e a da direita é a Africa Twin de entrada

Nas estradinhas viradas, as sequências de curvas são a pedida certa para a estabilidade da motocicleta , principalmente as de menores raios. O novo IMU de seis eixos controla as funções da motocicleta em curvas, acelerações e desacelerações.

Na terra, definitivamente o melhor câmbio é o convencional, com embreagem manual. O DCT até que poderia ser utlizado no modo manual, mas o controle que pode ser feito no manete de embreagem ainda é decisivo para o melhor desempenho no fora de estrada.

Leia Também:  Cityhawk é o primeiro carro voador inteligente que pode pousar em telhados

Todas as versões estão mais leves e mais fáceis de serem controladas, mesmo a Adventure Sports, que tem maior altura do banco e o tanque de combustível tem maior capacidade. Na versão de entrada, é mais fácil pilotar em pé, para maior equlíbrio em solos acidentados, já que o tanque de combustível é mais estreito.

A Honda CRF 1100L Africa Twin de entrada, com câmbio convencional ou DCT, está disponível nas cores vermelha ou preto, custando respectivamente R$ 70.490 e R$ 77.490 , enquanto que a Adventure Sports só está disponível nas cores azul e branca e custa, respectivamente, R$ 90.490 e R$ 97.490.

O tanque menor facilita a posição de pilotar em pé, para terrenos de pouca aderência
Gabriel Marazzi

O tanque menor facilita a posição de pilotar em pé, para terrenos de pouca aderência


Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Honda Gold Wing vence novamente o Moto Premium 2021

Publicados

em


source


A Honda GL 1800 Gold Wing foi eleita campeã do Moto Premium Brasil 2021
Divulgação

A Honda GL 1800 Gold Wing foi eleita campeã do Moto Premium Brasil 2021

Entre as cerca de 40 motocicletas de 10 marcas diferentes que estavam disponíveis para os participantes do Moto Premium 2021 , mais uma vez foi a Honda GL 1800 Gold Wing a grande vencedora. O evento foi realizado no Club Med Lake Paradise, em Mogi das Cruzes, SP , onde 46 jurados, entre jornalistas e motociclistas convidados, avaliaram as motocicletas e deram notas para cada uma delas.


A BMW R 1250GS ficou em segundo lugar na lista das campeãs gerais, seguida da Kawasaki Z1000R. As vencedoras receberam, respectivamente, a Grande Medalha de Ouro, a Medalha de Ouro e a Medalha de Prata, tanto na categoria geral quanto nas outras categorias.

BMW R 1250 GS foi a segunda colocar com a Medalha de Ouro
Divulgação

BMW R 1250 GS foi a segunda colocar com a Medalha de Ouro


No quadro geral de medalhas, a marca mais lembrada foi a Honda. A fabricante japonesa, além de levar o título principal, faturou mais quatro prêmios, dentre eles com os scooteres ADV 150 e X-ADV 750 , com a CB 500X na categoria Crossover de média cilindrada e com a própria GL 1800 Gold Wing na categoria bagger.

A Triumph conquistou a atenção dos jurados e ficou com a segunda posição na disputa geral entre marcas. A montadora britânica venceu na categoria Naked com a moto Rocket 3; na categoria Estilo Clássico com a Speed Twin e com a Bonneville T100 Black , e, por fim, na categoria Big Trail com a Tiger 900 Rally Pro.

Kawasaki Z1000 R Edition ficou em terceiro lugar com a Medalha de Prata
Divulgação

Kawasaki Z1000 R Edition ficou em terceiro lugar com a Medalha de Prata

As japonesas Kawasaki e Yamaha somaram três prêmios cada. A Kawasaki ganhou com os modelos Z900 e Z1000 R Edition , ambas pela categoria Naked / Street, e com a Ninja ZX-6R entre as Carenadas de médio porte. Enquanto isso, a Yamaha somou suas vitórias em três categorias diferentes: XMax 250 entre os Scooters, Tracer 900 GT na categoria Crossover e com a aclamada YZF-R3 nas Carenadas de baixa cilindrada.

Leia Também:  Honda revela o novo HR-V com mudanças polêmicas no desenho

Seguindo a lista dos vencedores, Ducati e Royal Enfield garantiram dois prêmios cada. A marca indiana desbancou as adversárias na categoria Estilo Clássico com a Interceptor 650 e com a Himalayan 410 entre as Trail/Big Trail de pequeno porte. Já a tradicional marca italiana venceu com a Multistrada 950 S na categoria Crossover e com e Diavel 1260 S entre as Custom / Cruiser, ambas de alta cilindrada.

Por fim, Harley-Davidson , KTM e BMW obtiveram um prêmio cada. A fabricante austríaca venceu com a 390 Duke na categoria Naked / Street, enquanto a marca alemã ganhou com a R 1250 GS entre as Big Trails e montadora americana com a Fat Boy entre as Custom / Cruiser.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores, em suas respectivas categorias por tipo e cilindrada, do Moto Premium Brasil 2021:

Campeãs Moto Premium Brasil 2021:

1º lugar (Grande Medalha de Ouro): Honda GL 1800 Gold Wing

2º lugar (Medalha de Ouro): BMW R 1250 GS

3º lugar (Medalha de Prata): Kawasaki Z1000 R Edition

Premiação por categoria:

Naked / Street (de 250 cm 3 a 600 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: KTM 390 Duke

Medalha de Ouro: Yamaha MT-03

Medalha de Prata: Honda CB 250F Twister

Naked / Street (de 601 cm 3 a 900 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Kawasaki Z900

Medalha de Ouro: Yamaha MT-09

Medalha de Prata: Kawasaki Z650

Naked / Street (acima de 901 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Kawasaki Z1000 R

Medalha de Ouro: Honda CB 1000R

Naked / Street (outras acima 901 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Triumph Rocket 3

Carenadas (de 300 cm 3 a 500 cm 3 ):

Leia Também:  iG Carros Podcast: a valorização das picapes seminovas em 2021

Grande Medalha de Ouro: Yamaha YZF-R3

Carenadas (de 501 cm 3 a 800 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Kawasaki Ninja ZX-6R

Medalha de Ouro: Honda CBR 600RR

Medalha de Prata: Kawasaki Ninja 650

Estilo Clássico (de 250 cm 3 a 650 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Royal Enfield Interceptor 650

Medalha de Ouro: Royal Enfield Continental GT

Estilo Clássico (de 651 cm 3 a 900 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Triumph Bonneville T100 Black

Medalha de Ouro: Triumph Street Twin

Estilo Clássico (acima de 900 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Triumph Speed Twin

Medalha de Ouro: Triumph Bonneville Bobber Black

Trail / Big Trail (de 250 cm 3 a 650 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Royal Enfield Himalayan 410

Trail / Big Trail (de 601 cm 3 a 900 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Triumph Tiger 900 Rally Pro

Trail / Big Trail (acima de 901 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: BMW R 1250 GS Adventure

Crossover (de 250 cm 3 a 650 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Honda CB 500X

Crossover (de 651 cm 3 a 900 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Yamaha Tracer 900 GT

Crossover (acima de 901 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Ducati Multistrada 950 S

Custom / Cruiser (de 1001 cm 3 a 1.300 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Ducati Diavel 1260 S

Custom / Cruiser (acima de 1.301 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Harley-Davidson Fat Boy

Medalha de Ouro: Harley-Davidson Low Rider S

Baggers (acima de 1.201 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Honda GL 1800 Gold Wing

Medalha de Ouro: Harley-Davidson Street Glide Special

Medalha de Prata: Harley-Davidson Sport Glide

Scooteres (até 200 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Honda ADV 150

Medalha de Ouro: Yamaha NMax 160

Scooteres (de 201 cm 3 a 300 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Yamaha XMax 250

Medalha de Ouro: Dafra Citycom HD 300

Scooteres (acima de 401 cm 3 ):

Grande Medalha de Ouro: Honda X-ADV 750

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA