Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

CARROS E MOTOS

Chevrolet Onix Plus é o carro que menos perde valor, aponta estudo

Publicados

em


source
Onix
Divulgação

Chevrolet Onix Plus: em um anos, perde apenas 7,6% do valor de tabela conforme o estudo da Agência Autoinforme

O Chevrolet Onix Plus foi eleito o modelo que menos perde valor depois de um ano na 7ª edição do Selo Maior Valor de Revenda, com apenas 7,6% de depreciação entre agosto de 2019 e o preço do mesmo carro (portanto com um ano de uso) doze meses depois. Foram consideradas 15 categorias, ante 19 do ano passado.

Segundo o idealizador da certificação, Joel Leite, “este ano, decidimos extinguir Hatch Médio, Hatch Premium, Perua e Sedã Grande porque esses segmentos apresentaram apenas um modelo em comercialização, ou significaram vendas abaixo de mil unidades no período de 12 meses”, disse ele. “Além disso, veículos elétricos e híbridos foram separados porque, mesmo sem altos volumes, conquistaram representatividade no mercado brasileiro”, completou.

Leia Também:  Chevrolet Onix recupera a liderança na parcial de agosto

A pesquisa considerou os 102 modelos novos mais vendidos, de 20 marcas. Foram analisados modelos das marcas BMW, Caoa Chery, Citroën, Ford, Kia Motors, Land Rover, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Peugeot e Suzuki. Segundo os organizadores, “seis modelos vencedores desta edição pioraram suas posições em relação à sexta edição do estudo, com índices de depreciação maiores. São os casos dos modelos VW Up!, VW Saveiro, VW Tiguan, Fiat Toro, Jeep Compass e Toyota SW4.

Apenas dois modelos – Toyota Corolla e Toyota Hilux – conseguiram melhorar ainda mais os seus índices de depreciação. Essas variações refletem o comportamento do mercado – oferta e demanda – e o trabalho da indústria e sua rede de distribuição no quesito pós-vendas”.

Na avaliação de Luiz Cipolli Junior, do Departamento de Pesquisa da Agência Autoinforme, “a depreciação depende de vários fatores: do tamanho do carro, da marca, da rede de revendedores, do cuidado que a marca tem em relação ao pós-vendas, ao segmento, a origem, ao fato de ter grande volume de venda, à sua aceitação no mercado. Daí a importância do selo”.

Leia Também:  Indicador Ipea de Investimentos aponta crescimento de 1,1% em março

Confira abaixo os vencedores de cada uma das 15 categorias com a porcentagem que mostra quanto cada um desvaloriza em um ano.

  • Entrada: VW Up! (8,1%)
  • Elétrico: Renault Zoe (9,9%)
  • Hatch compacto: Hyundai HB20 (9,2%)
  • Híbrido: Volvo XC60 Hybrid (9,8%)
  • Monovolume: Honda Fit (9,4%)
  • Picape pequena: VW Saveiro (15,1%)
  • Picape Compacta: Fiat Toro (13,7%)
  • Picape média: Toyota Hilux (9%)
  • Sedã de entrada: Hyundai HB20S (12,9%)
  • Sedã Compacto: Chevrolet Onix Plus (7,6%)
  • Sedã Médio: Toyota Corolla (8,9%)
  • SUV de entrada: Honda HR-V (9,2%)
  • SUV Compacto: Jeep Compass (11,7%)
  • SUV Médio: VW Tiguan (10,9%)
  • SUV Grande: Toyota SW4 (10,1%)
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Veja 5 seminovos que preservam a imponência de carro novo

Publicados

em


source

Carro sempre esteve relacionado a status no Brasil. Algumas pessoas não se incomodam, por exemplo, de morar de aluguel para poder arcar com as prestações de um modelo premium novinho na garagem. Outros já são mais desapegados, e se contentam com um veículo seminovo em bom estado.

Por sorte, ainda é possível encontrar carros seminovos que são atemporais, com imponência de carro novo. Partindo disso, a reportagem do iG elege 5 modelos seminovos que envelheceram bem, e não devem para nenhum veículo mais moderno no visual. Acompanhe a lista.

1 – Hyundai Sonata 2.4 2012 – a partir de R$ 46 mil

Hyundai Sonata
Divulgação

Hyundai Sonata envelheceu pouco na comparação com outros sedãs da época

O Sonata foi um dos grandes sucessos da Hyundai no Brasil. Posicionado entre Elantra e Azera, o modelo se tornou objeto de desejo pelo visual arrojado, além do interior que ganhou o apelido de “nave espacial”. Por sorte, o modelo parte de R$ 46 mil nos classificados de seminovos. O mesmo preço de um Renault Kwid.

Abaixo do capô, o modelo ostenta motor 2.4 de 182 cv de potência e 23,3 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades. O pacote de segurança inclui seis airbags (frontais, laterais e cortina), controle de estabilidade e assistente de partida em rampa. Boa pedida para quem quer gastar pouco em um carro completão.

2 – Kia Sportage EX 2013 – a partir de R$ 62 mil

Kia Sportage
Divulgação

Mesmo com quase dez anos de idade, o projeto do Kia Sportage antigo continua bem atual

Outro modelo coreano que não perdeu a imponência de carro novo após quase dez anos é o Kia Sportage . O SUV preserva todas as características que os modelos médios entregam nos dias de hoje, sem dever nada para o Hyundai ix35. O Kia Sportage pode ser encontrado a partir de R$ 62 mil na versão EX, de 2013.

Leia Também:  Kymco AK550 será feito no Brasil e lançado até novembro

O Sportage tem motor 2.0 de 178 cv de potência e 21,4 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades. Ele também conta com seis airbags, controle de estabilidade e câmera de ré para manobras traseiras. Se você garimpar, poderá encontrar unidades com bancos revestidos de couro com ajustes elétricos e teto-solar panorâmico. 

3 – Range Rover Evoque Pure Tech 2012 – a partir de R$ 87 mil

Land Rover Range Rover Evoque
Divulgação

O sonho de ter um Range Rover Evoque pode estar mais próximo do que você imagina

Você sempre sonhou em ter um Evoque , mas não está disposto a desembolsar um caminhão de dinheiro para ter o modelo zero? Invista na versão Pure Tech de 2012. O objeto de desejo da antiga classe média brasileira já pode ser encontrado por valores que alternam entre R$ 87 mil e R$ 90 mil.

O Evoque contava com motor 2.0, capaz de desenvolver  240 cv de potência e 34,7 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas. Além de seis airbags, o SUV tecnológico da Land Rover tem sensor de ponto-cego (item raro na época), controle automático de descida e diferencial central. As versões mais equipadas contam com teto panorâmico em um pacote que também inclui acendimento automático dos faróis. Uma verdadeira nave!

Leia Também:  Fiat Toro Ranch ou Ford Ranger Storm? Veja qual picape vence

4 – Lexus CT 200h 2017 – a partir de R$ 85 mil

Lexus CT 200 h
Divulgação

Lexus CT 200 h é um hatch médio híbrido cheio de personalidade

Na cena dos veículos híbridos, o CT 200h da Lexus é conhecido como o “Prius de gravata”. O modelo aposta na esportividade, tecnologia e a boa posição para dirigir, cativando um público específico que A3, Série 1 e Classe A não conseguem atingir. O hatch médio eletrificado já pode ser encontrado na internet pelo preço médio de R$ 88 mil. 

Ele traz o confiável 1.8 a gasolina do Prius (com 99 cv de potência), junto de outra unidade elétrica que gera a força combinada de 136 cv. Por conta do ciclo Atkinson, o conjunto retarda ao máximo o fechamento das válvulas de admissão, reduzindo o esforço do pistão para chegar ao seu ponto mais alto. Dessa forma, o Inmetro diz que o CT200h é capaz de aferir números como 15,7 km/l na cidade – onde se sente mais confortável – e honestos 14,2 km/l na estrada.

5 – Mitsubishi L200 Triton HPE 2012 – a partir de R$ 63 mil

Mitsubishi L200
Divulgação

Mitsubishi L200 estabeleceu um marco no estilo das picapes médias modernas quando foi lançada, em 2008

Para finalizar a lista, uma representante das picapes médias. A Mitsubishi L200 Triton tem uma pegada aventureira que conquistou fãs ao longo de gerações. Não à toa, a fabricante tem uma grande base de fãs de veículos 4×4. O modelo HPE 2012 da Triton pode ser encontrado a partir de R$ 63 mil nos classificados de seminovos.

O motor 2.5 turbodiesel da Triton desenvolve 165 cv de potência e 38,1 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas. Apesar de contar apenas com airbags frontais, a Triton é bem equipada no pacote de entretenimento. A central multimídia traz GPS nativo e DVD Player.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA