Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Capa

Startup Summit 2020 anuncia 50 palestrantes e arena de podcasts

Publicados

em

O Startup Summit 2020 anunciou os 50 primeiros palestrantes confirmados para sua terceira edição, que pretende reunir o ecossistema nacional de tecnologia e inovação em Florianópolis (SC). Realizado pelo Sebrae, em parceria com a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), o evento espera 5.000 participantes de todo o país e mais de 100 palestrantes, com pelo menos 12 trilhas de conteúdo, entre os dias 20 e 21 de agosto.

Serão sete palcos, onde CEOs das principais startups do país e convidados especiais de grandes empresas de tecnologia, nacionais e internacionais, irão compartilhar suas experiências e cases de sucesso. Entre os nomes já confirmados estão Alessio Alionço, cofundador e CEO da Pipefy; Marcelo Lombardo, cofundador e CEO da Omie; Fabiola Marchiori, CTO da ITI Itaú; Ilya Gelfenbeyn, diretor da Google Assistant Investments; Guilherme Lopes, cofundador e diretor de produto da Resultados Digitais; Marcel Lotufo, cofundador e CEO da Kenoby; Mateus Pestana, cofundador e CEO da SenseData; Renata Centurion, sócia e diretora LATAM da Winning by Design, e Thiago Reis, cofundador e CEO da Growth Machine. Todos os palestrantes anunciados podem ser conferidos no site do evento.

Além das trilhas e da feira de negócios, a edição deste ano  terá uma arena de podcasts sobre empreendedorismo, tecnologia e inovação, onde os principais podcasters do Brasil estarão realizando entrevistas durante os dois dias. Canais como Astella PlaybookLike a BossHipsters Ponto TechCast for ClosersCliente CastCommitHey Ho Let’s GrowCMOS Marketers e Ecossistema estarão presentes.

Leia Também:  Estudo prevê crescimento dos investimentos no Brasil nos próximos anos

Conheça melhor alguns dos 50 palestrantes já confirmados:

Alessio Alionço: Formado em administração pela Universidade Federal do Paraná, Alessio é profissional Lean Six Sigma Black Belt e certificado pela Associação Internacional de Gestão de Projetos (IPMA). Trabalhou com fusões, aquisições e revitalizações de empresas na “Go4! Consultoria”. No final de 2008, fundou o marketplace de serviços Acessozero, posteriormente vendido para um dos maiores players de local search do Brasil. Além de ser fundador e CEO da Pipefy, uma plataforma que facilita a criação e organização de processos dentro de empresas, também atua como conselheiro e investidor anjo de startups de tecnologia, palestrante e jurado em eventos.

Marcel Lotufo: É formado em Administração de Empresas e Negócios pela University of Tampa, da John H. Sykes College of Business, nos Estados Unidos. Já morou em Singapura, China e Estados Unidos, atuando na venda de algodão (commodities) de agricultores e produtores brasileiros e, antes de entrar como cofundador e CEO da Kenoby, atuou como headhunter no mercado, passando por empresas de recrutamento como Michael Page e Havik People Result. Atualmente, a desenvolvedora de software de recrutamento e seleção conta com mais de 100 funcionários e atende mais de 500 clientes.

Leia Também:  Telegram anuncia chamadas de vídeo em grupo

Thiago Reis: Ao longo de sua jornada, participou da construção de máquinas de vendas e marketing de diversas empresas diferentes, que viraram referências em seus segmentos. Durante 10 anos, formou times, pessoas e estruturas que já geraram crescimento superiores a 2000%. Em 2018, Thiago começou a trabalhar full-time em sua empresa, com o objetivo de ajudar empreendedores a escalar seus departamentos de marketing e vendas. Começou com consultoria para algumas empresas SaaS (Software as as Service), mas também criou um Bootcamp, onde ensinou em 8 horas uma metodologia voltada para quem deseja escalar vendas.

Até 12 de março, é possível adquirir os ingressos do Startup Summit 2020 no primeiro lote. As inscrições têm vagas limitadas e podem ser feitas pelo site http://summit.sebrae.com.br.

Assessoria de Imprensa Sebrae

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Capa

Liberados mais R$ 18,6 milhões para os hospitais filantrópicos em Mato Grosso

Publicados

em

Por

Senador Wellington Fagundes voltou a manifestar preocupação com a escalada de vítimas e óbitos da Covid-19

O Ministério da Saúde liberou nesta segunda-feira, 1, a segunda parcela do auxílio financeiro emergencial às santas casas e hospitais filantrópicos sem fins lucrativos. Os recursos fazem parte dos R$ 2 bilhões de ajuda aprovada pelo Congresso Nacional, destinados ao combate à pandemia do coronavírus. Ao todo, foram depositados R$ 18,6 milhões para 21 unidades hospitalares, beneficiando 18 municípios de Mato Grosso.

Ao todo são beneficiados com essa ação emergencial um total de 17 unidades sem fins lucrativos em 14 municípios do Estado, que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS). Na semana passada, o Ministério já havia liberado R$ 3,1 milhões para Mato Grosso. O projeto de lei que deu origem ao auxílio emergencial havia sido aprovado no Senado no dia 31 de março e 19 de abril pela Câmara.

“Com essa segunda parte da liberação, com certeza os hospitais e santas casas beneficiados poderão ter fôlego para trabalhar de forma articulada com o Ministério da Saúde e os gestores do SUS, oferecendo r mais serviços, principalmente leitos de terapia intensiva” – destacou o senador Wellington Fagundes (PL-MT), líder do Bloco Parlamentar Vanguarda.

Leia Também:  Caixa anuncia nova etapa de plano de demissão voluntária

Fagundes voltou a manifestar preocupação com a escalada de casos confirmados e de mortes ocasionadas pelo novo coronavírus. No Brasil, os últimos números oficiais, indicam 519.704 casos com 29.534. Em Mato Grosso são 2.429 e 61 óbitos. “Nossa prioridade continua sendo a de salvar vidas” – frisou.

Nesse segundo repasse, serão beneficiados em Cuiabá o Hospital Santa Helena, com R$ 1,8 milhão; Hospital do Câncer, com R$ 1,1 milhão; e Hospital Geral, com R$ 2,8 milhões. Em Rondonópolis serão duas unidades: Associação Beneficente Paulo de Tarso, com R$ 871 mil; e Santa Casa de Misericórdia, com R$ 2,1 milhões.

Outros beneficiados são: Hospital São Luiz, de Cáceres (R$ 1.127 milhão); Centro Hospitalar Parecis, de Campo Novo (R$ 953 mil); Hospital Municipal Coração de Jesus, de Campo Verde (R$ 433 mil), Hospital Nilza Oliveira Pipino, de Claudia (R$ 223 mil); Hospital São João Batista, de Diamantino (R$ 648 mil); Hospital Bom Jesus, de Dom Aquino (R$ 145 mil); Hospital de Jauru, em Jauru (R$ 94 mil); Hospital São Lucas, de Lucas do Rio Verde (R$ 1.132 mil), Hospital Evangélico, de Vila Bela (R$ 428 mil) e Hospital Municipal de Nova Mutum (R$ 586 mil).

Leia Também:  Apple anuncia primeiros Macs com processadores ARM próprios; entenda o que muda

Completam a lista: Hospital Geral de Poconé, R$ 594 mil; Hospital Vale do Guaporé, R$ 699 mil; Hospital São João Batista, de Poxoréu, R$ 485 mil; Hospital Amparo, de Rosário Oeste, R$ 677 mil; Hospital Santa Marcelina de Sapezal, R$ 578 mil; Hospital Santo Antônio de Sinop, R$ 1,013 milhão; Hospital e Assistência de Sorriso, R$ 10 mil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA