Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Capa

Sebrae promove ação para valorizar o pequeno negócio e mapear os principais desafios

Publicados

em

O sebrae promoveu nesta quinta-feira (03/10), com o intuito de gerar proximidade com o empresariado local e estabelecer um relacionamento com proposição de oportunidades que promovam melhorias e fortalecimento das micro e pequenas empresas, o mutirão “Valorize o Pequeno Negócio”. A ação foi uma forma da instituição se colocar à disposição e de se aproximar ainda mais dos proprietários dos pequenos negócios locais.

Colaboradores do Sebrae em todos os estados brasileiros foram para as ruas visitar diversos empresários de pequenas empresas. Com a pergunta “qual o principal desafio/problema do seu negócio?”, técnicos do Sebrae atenderam o público com a finalidade de entender o que cada empresário enfrenta e quais as soluções mais indicadas para resolver cada situação. Na capital de Mato Grosso, foram visitadas as seguintes regiões: Centro Norte Cuiabá, Centro Sul Cuiabá, Jardim Imperial, Cidade Alta/Verdão, Cristo Rei, Dom Aquino/Porto, Centro de Várzea Grande, Tijucal, Jardim Paulista, Consil/Canjica, Areão/Lixeira, Pedra 90/Distrito Industrial, CPA e Parque Cuiabá.

Entre vários empresários da região do CPA que aceitaram conversar com os consultores está a proprietária da loja de roupas, acessórios e decoração Coisafofa Modas e Presentes, Dilamar Coutinho, que destaca que o seu desafio é se manter no mercado. “Em 32 anos de negócio, nunca vi uma crise como essa. E para seguir em frente o pequeno empresário precisa inovar e atender muito bem o seu cliente, tem que tratar ele a pão-de-ló”, afirma Dilamar, que também atua como artesã.

Leia Também:  Sebrae e Sicredi se unem para estimular geração de energia solar entre os pequenos negócios

Já para a empreendedora Simone Cristina Nunes, que possui a loja de moda feminina Sempre Linda há três meses, a necessidade de melhorar já é algo perceptível. “O estabelecimento é novo, mas quero fazer os cursos de capacitação do Sebrae para aperfeiçoar os atendimentos ao cliente. A minha localização não é a ideal, no entanto, contamos com o apoio das redes sociais e vamos sempre buscar o cliente”, ressalta Simone.

O Dia da Micro e Pequena Empresa foi instituído em 5 de outubro de 1999. Atualmente, no Brasil esse tipo de negócio representa 99% do total de empresas privadas, ou seja, 14 milhões de empreendimentos em operação no país. Esses negócios empregam 55% do total de trabalhadores com carteira assinada e são responsáveis por 27% do PIB. Os números mostram a força das micro e pequenas empresas (MPE) para o desenvolvimento econômico e social do país.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Capa

Liberados mais R$ 18,6 milhões para os hospitais filantrópicos em Mato Grosso

Publicados

em

Por

Senador Wellington Fagundes voltou a manifestar preocupação com a escalada de vítimas e óbitos da Covid-19

O Ministério da Saúde liberou nesta segunda-feira, 1, a segunda parcela do auxílio financeiro emergencial às santas casas e hospitais filantrópicos sem fins lucrativos. Os recursos fazem parte dos R$ 2 bilhões de ajuda aprovada pelo Congresso Nacional, destinados ao combate à pandemia do coronavírus. Ao todo, foram depositados R$ 18,6 milhões para 21 unidades hospitalares, beneficiando 18 municípios de Mato Grosso.

Ao todo são beneficiados com essa ação emergencial um total de 17 unidades sem fins lucrativos em 14 municípios do Estado, que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS). Na semana passada, o Ministério já havia liberado R$ 3,1 milhões para Mato Grosso. O projeto de lei que deu origem ao auxílio emergencial havia sido aprovado no Senado no dia 31 de março e 19 de abril pela Câmara.

“Com essa segunda parte da liberação, com certeza os hospitais e santas casas beneficiados poderão ter fôlego para trabalhar de forma articulada com o Ministério da Saúde e os gestores do SUS, oferecendo r mais serviços, principalmente leitos de terapia intensiva” – destacou o senador Wellington Fagundes (PL-MT), líder do Bloco Parlamentar Vanguarda.

Leia Também:  Petrobras receberá R$ 34 bilhões com contrato de cessão onerosa

Fagundes voltou a manifestar preocupação com a escalada de casos confirmados e de mortes ocasionadas pelo novo coronavírus. No Brasil, os últimos números oficiais, indicam 519.704 casos com 29.534. Em Mato Grosso são 2.429 e 61 óbitos. “Nossa prioridade continua sendo a de salvar vidas” – frisou.

Nesse segundo repasse, serão beneficiados em Cuiabá o Hospital Santa Helena, com R$ 1,8 milhão; Hospital do Câncer, com R$ 1,1 milhão; e Hospital Geral, com R$ 2,8 milhões. Em Rondonópolis serão duas unidades: Associação Beneficente Paulo de Tarso, com R$ 871 mil; e Santa Casa de Misericórdia, com R$ 2,1 milhões.

Outros beneficiados são: Hospital São Luiz, de Cáceres (R$ 1.127 milhão); Centro Hospitalar Parecis, de Campo Novo (R$ 953 mil); Hospital Municipal Coração de Jesus, de Campo Verde (R$ 433 mil), Hospital Nilza Oliveira Pipino, de Claudia (R$ 223 mil); Hospital São João Batista, de Diamantino (R$ 648 mil); Hospital Bom Jesus, de Dom Aquino (R$ 145 mil); Hospital de Jauru, em Jauru (R$ 94 mil); Hospital São Lucas, de Lucas do Rio Verde (R$ 1.132 mil), Hospital Evangélico, de Vila Bela (R$ 428 mil) e Hospital Municipal de Nova Mutum (R$ 586 mil).

Leia Também:  Dólar tem maior queda em quase dois meses e bolsa bate recorde

Completam a lista: Hospital Geral de Poconé, R$ 594 mil; Hospital Vale do Guaporé, R$ 699 mil; Hospital São João Batista, de Poxoréu, R$ 485 mil; Hospital Amparo, de Rosário Oeste, R$ 677 mil; Hospital Santa Marcelina de Sapezal, R$ 578 mil; Hospital Santo Antônio de Sinop, R$ 1,013 milhão; Hospital e Assistência de Sorriso, R$ 10 mil.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA