Acesse outros veículos da Rede de Mídias!

Brasil

São Paulo ganha primeiro hub de inovação do Brasil, voltado para empreendedores acima de 49 anos

Publicados

em

Em um casarão tombado da Vila Mariana, bairro de classe média alta da capital paulistana, funciona a partir de agora o primeiro hub de inovação do Brasil especializado no público sênior. É a NEXTT 49+ que chega para auxiliar profissionais em transição de carreira e até mesmo aposentados que desejam empreender, investindo em um negócio próprio. Um público que está em crescente ascensão na sociedade brasileira e que anda desassistido, seja como empreendedor, seja pelo próprio mercado, que lentamente vem descobrindo seu enorme potencial. Em tempo: o grupo 49+ representa cerca de 50% da renda bruta familiar e encontra poucos produtos e serviços desenvolvidos especialmente para seu perfil.

Das 2,6 milhões de empresas criadas no País no ano de 2018, 34,2% delas tem por trás pessoas acima dos 50 anos, de acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). E vale ressaltar que, enquanto que a taxa de expansão de novos negócios no País é de 13% ao ano, no grupo dos 49+ esse percentual é três vezes maior: 39%. “E esse número tende a crescer com o envelhecimento da população”, explica Maurício Turra Ponte, que criou a NEXTT 49+ junto com os sócios Ismael Rocha e Luiz Fernando D. Garcia.

O trio tem em comum a docência e a direção em uma das mais renomadas instituições de ensino do país na área de negócios, a ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, de onde saíram recentemente. Individualmente, contabilizam titulações internacionais e muita bagagem de mercado, nas áreas de gestão, marketing, publicidade, comunicação e educação.

Na NEXTT 49+, eles se uniram para criar um negócio pioneiro, com metodologia desenhada para gerar valor e oportunidades para startups, envolvendo grandes empresas e investidores, em uma iniciativa que vai além de um local compartilhado de trabalho. “Nosso propósito é auxiliar os empreendedores seniores em seus principais desafios, com toda a mentoria e consultoria necessária, para o seu pleno desenvolvimento”, explica Turra.

Leia Também:  Veja os preços dos seguros dos 10 carros mais vendidos do Brasil

Além dos empreendedores, a NEXTT 49+ também vai atender executivos seniores que precisam se adaptar ao mercado de trabalho e às transformações digitais e, ainda, empresas de qualquer porte que desejam criar produtos ou serviços para o público maduro. “Temos uma inteligência voltada para esse mercado e daremos consultoria e capacitação para quem quiser atuar nele”, diz Luiz Garcia.

Apoio ao empreendedor sênior

Sabe-se que a mortalidade das microempresas é alta: 45% após dois anos. E, pode chegar a mais de 60% em cinco anos. “Para o novo empreendedor, as experiências anteriores são importantes, mas não suficientes”, afirma Ismael Rocha. “Esse público sente falta de mentoria, apoio especializado e consultoria nas áreas de planejamento, gestão e mercado”, completa.

Como parte importante do suporte oferecido, a proposta da NEXTT 49+ é também oferecer um espaço amigável para este público. “De forma geral, os coworkings são ambientados para um público mais jovem, onde os mais velhos não se identificam. Nossa ideia é oferecer um local diferenciado e mais adequado para as necessidades desta faixa etária”, explica Mauricio Turra.

Como funciona a Nextt 49+

O profissional ou empreendedor que ingressar no hub terá acesso a um programa de mentoria e aceleração totalmente customizado para suas necessidades, nas quatro frentes de trabalho da NEXTT 49+: coach, consultoria, coworking/ incubadora e educação. Aderindo ao hub, será feito um diagnóstico para que conte com a consultoria necessária, dentro do pacote contratado.

Leia Também:  Finep está com dois editais abertos para projetos inovadores

Atenção às mulheres

E não só: os sócios da NEXTT 49+ identificaram que o público feminino precisa de um coach diferenciado, porque enfrentam questões específicas, como se dividir nos inúmeros papéis, de mãe, esposa, filha, além de dar conta do recado profissionalmente, em um universo ainda machista. Por isso, haverá no hub a oferta de coaching exclusivo para mulheres empreendedoras, hoje à frente de quase metade das empresas no Brasil.

Educação: fundamental para o empreendedor

Na área da educação, um dos grandes pilares da NEXTT 49+, o local vai oferecer, a partir do mês de maio, cursos, palestras e workshops pautados pela andragogia (educação para o público adulto), que atende com mais assertividade o público sênior”, explica Ismael Rocha.

Para entregar o melhor resultado possível, a NEXTT 49+ conta, além do trabalho dos sócios, com um time de consultores associados, que vai atuar tanto no desenvolvimento de projetos e atendimento ao público.

Diretamente como consultoria ou apoiando as startups, as grandes marcas também serão convidadas a participar deste mercado. “Os baby boomers e a geração X chegaram à maturidade, com poder de compra nas suas mãos e exigências diferenciadas”, explica Garcia. “Acreditamos que conhecer esse público, seus nuances e desejos é hoje a melhor porta de entrada para o crescimento de muitas marcas, produtos e serviços, dado o enorme potencial de crescimento desse segmento”, completa.

Fonte: Key Press Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil

Empreendedorismo feminino ganha espaço exclusivo no Sebrae

Publicados

em

Por

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Sebrae preparou para o mês de março uma série de atividades para destacar a força da mulher empreendedora. Com o slogan “Empreender é poder”, nesta segunda-feira (2), será lançado espaço exclusivo dentro do Portal Sebrae para o empreendedorismo feminino. Além de inspirar mulheres a empreender de forma sustentável, a nova página vai funcionar como uma porta de entrada para os serviços e soluções oferecidos pelo Sebrae a esse público. São diversos conteúdos, como artigos sobre empreendedorismo feminino, dicas e informações sobre os projetos da instituição voltados para mulheres que sonham em empreender ou já possuem uma empresa. O espaço também busca incentivar mulheres a compartilhar histórias de superação no mundo dos negócios.

De acordo com coordenadora nacional de empreendedorismo feminino do Sebrae, Renata Malheiros, a criação da página foi pensada justamente para reforçar a importância de políticas de sensibilização e de tomada de consciência para mulheres. “As mulheres enfrentam mais desafios para se tornarem donas de seus próprios negócios e há muito desconhecimento das dificuldades enfrentadas. Existe uma questão cultural que influencia muito e é preciso reforçar constantemente esse discurso que as mulheres são capazes de empreender”, destacou.

Leia Também:  Sidney Rezende e Alexandre Garcia zeram ibope da CNN Brasil

Além de conteúdo e informação, a página vai facilitar o acesso aos cursos online oferecidos de forma gratuita pelo Sebrae, com destaque para as capacitações voltadas para o desenvolvimento de soft skills (habilidades socioemocionais), consideradas como grandes desafios a serem superados pelas empreendedoras. “As mulheres no Brasil são mais escolarizadas que os homens e são boas nas chamadas competências técnicas (planejamento, gestão etc.) mas, por causa da cultura, ainda enfrentam dificuldades na hora de fazer um networking, tomar decisões com autonomia, assumir posição de liderança e defender uma ideia”, explicou Malheiros.

Programação
Por meio da nova página, o Sebrae também vai oferecer webinários ao longo do mês de março, com a participação de especialistas e mulheres reconhecidas em suas áreas de atuação. Entre os temas escolhidos estão liderança, finanças, inovação, política, entre outros.

O mês de março também terá diversos conteúdos para inspirar as mulheres nas redes sociais do Sebrae. Na próxima quinta-feira (5), será realizada uma live, a partir das 14h30, com a presença de duas empreendedoras de sucesso no DF. As convidadas são a empresária Adama Djalo, que veio de Guiné-Bissau (África) e hoje é dona do Salão Ouro Negro em Taguatinga (DF), e a paraibana formada em Direito, ex-servidora pública Giovanna Maia, proprietária do bar Loca Como Tu Madre, em Brasília.

Leia Também:  Empreendedorismo na maturidade em alta no Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

vídeo publicitário

POLÍTICA

POLÍCIA

AGRONEGÓCIO

ECONOMIA

GERAL

MAIS LIDAS DA SEMANA